O que faz um engenheiro de produção?

engenheiro de produção

Teste Vocacional Rápido

O universo da produção está ligado de diversas formas ao estágio avançado de industrialização e globalização do mundo contemporâneo. Toda empresa encontra, cada vez com mais frequência, desafios inéditos que trazem com eles grandes exigências de organização. Nesse contexto, é importante saber o que faz um engenheiro de produção!

Pra ajudar a otimizar a atuação de uma empresa no aspecto global de produção, esse é o profissional especializado. É o engenheiro de produção que costuma ser valorizado no mercado de trabalho, além de receber remunerações pra lá de interessantes. Antes disso, é necessário buscar por um curso de Engenharia de Produção de qualidade.

Neste post, você vai descobrir o que faz um engenheiro de produção e por qual motivo a profissão tem destaque no mundo atual. Continue a leitura e descubra uma excelente possibilidade de carreira!

Quais são as atividades do engenheiro de produção?

O engenheiro de produção é aquele profissional que reflete sobre os modos de organização dos processos de produção dentro de uma empresa. Ele pode estar inserido nos mais diversos tipos de instituição, por isso, as atividades que ele exerce variam muito.

Um jeito interessante de compreender o diferencial desse perfil de trabalho é compará-lo aos outros tipos de Engenharia. Por exemplo, a Engenharia Mecânica, a Engenharia Civil e a Engenharia Elétrica, são setores irmãos da Engenharia de Produção.

Imagine que alguém planeja construir um hospital e um time de engenheiros foi designado para o projeto. O civil cuida das obras, o mecânico das máquinas e o elétrico da estrutura de energia. As atividades de produção, por sua vez, definem o jeito mais eficaz de organizar a equipe e os equipamentos pra realizar tratamentos.

Esse é apenas um exemplo, mas se você parar pra pensar, todas as empresas têm a ganhar com a presença desse tipo de profissional. Sendo assim, ele pode exercer inúmeras atividades de planejamento, estruturação e gestão, que mudam de acordo com o lugar de atuação.

Quais são as áreas da Engenharia de Produção?

A Engenharia de Produção ocupa uma posição estratégica em quase todas as práticas de trabalho e produção da atualidade. Por isso, suas atividades podem ser inseridas em um conjunto amplo de áreas, todas elas oferecendo excelentes pontos de evolução profissional.

Ao se formar nesse curso, você terá a chance de circular por diferentes campos, das grandes às pequenas empresas, do setor público ao privado. A grade curricular da Pitágoras traz uma formação bem completa, considerando as diferentes áreas da Engenharia de Produção.

Veja algumas delas!

Gestão de Projetos

Essa área conduz as operações e os processos de produção com o máximo de eficiência. Os engenheiros desse setor devem estar envolvidos, por exemplo, na administração dos sistemas de produção e na manutenção deles.

Logística

O profissional deve cuidar de todos os aspectos que envolvem o transporte, deslocamento, estoque, movimentação e armazenamento das mercadorias. Seu foco é a redução dos custos, pra trazer economia e garantir a disponibilidade dos produtos e a satisfação dos clientes.

Pesquisa Operacional

Esse segmento da Engenharia de Produção se dedica a resolver problemas concretos que envolvem decisões simples ou complexas no contexto da produção. A partir de práticas e conceitos operacionais, de modelos matemáticos e computacionais, o profissional deve aprimorar o funcionamento do sistema e a chance de ele atingir seus objetivos.

Engenharia de Qualidade

Como o próprio nome diz, a área tenta enxergar o processo de produção com base na gestão da qualidade. Isso envolve alcançar certificações, normalizar as operações, realizar auditorias e, de maneira geral, aumentar a confiança no sistema e nos seus produtos.

Engenharia de Produto

Nesse campo, o profissional participa de todas as etapas necessárias pra aperfeiçoar e conceber os produtos que o sistema deve produzir.

Engenharia Organizacional

É um conjunto de saberes e práticas que se conectam à gestão das organizações, buscando tornar os seus processos mais eficientes e otimizar a produção de bens e serviços. Pode ser dividida em diversas esferas, como a Gestão Estratégica e a Gestão da Informação.

Engenharia Econômica

Trata-se de observar e avaliar os aspectos econômicos que atravessam o processo de produção. Esse setor é muito importante pra que o profissional saiba como medir custos e investimentos, pesando os riscos existentes e as oportunidades do empreendimento.

Como é o mercado de trabalho para o profissional?

O engenheiro é um profissional de grande valor no mercado de trabalho. Se a gente pensar nas mudanças que acontecem o tempo todo, uma visão ampla fortalece o processo de produção e ajuda a superar desafios, não é mesmo? É isso que justifica também o alto salário na Engenharia de Produção.

Com todas as suas possibilidades de participação nos processos de uma empresa, você pode encontrar inúmeras oportunidades no mercado. No geral, o engenheiro de produção vai contribuir pra organização das rotinas e dos processos cotidianos, assumindo várias funções.

No setor industrial, por exemplo, ele pode atuar diretamente no sistema de produção, buscando reduzir custos, otimizar processos e aumentar a produtividade. Mas saiba que os empregos não estão restritos apenas às fábricas.

Pra você entender melhor os setores em que o engenheiro de produção pode trabalhar, se liga nesta lista com os principais segmentos da área:

  • indústrias: empresas de petróleo e gás, setor automotivo, agroindústria;
  • setor financeiro: empresas que trabalham com previdência privada e seguradoras;
  • serviços: telefonia, transportes, cursos, energia, hospitais, construção civil;
  • órgãos e empresas públicas: BNDES, Correios, concursos pra Petrobras, ANEEL e outros.

Na faculdade de Engenharia de Produção da Pitágoras, você é preparado pra ter acesso às melhores vagas do mercado. Pensando nisso, temos uma grade curricular pra aproximar nossos estudantes da realidade do trabalho.

Ao ser nosso aluno na Pitágoras, você conta também com os benefícios do Canal Conecta, uma plataforma exclusiva pra busca de empregos e estágios. Ainda recebe apoio integral pra trilhar seu percurso com mais tranquilidade e alcançar o sucesso profissional.

Qual é a média salarial do Engenheiro de Produção?

O salário do engenheiro de produção costuma ser R$ 7.797,33* — bem acima da média salarial do país. A Lei 4.950-A/66, de 1966 regula o salário dos engenheiros de acordo com o salário mínimo vigente e a jornada do profissional, sendo assim, existem valores mínimos a serem pagos para os serviços, abrangendo todos os tipos de atuação. Veja:

  • média de 6 salários mínimos: 6 horas diárias;
  • média de 7,25 salários mínimos: 7 horas diárias;
  • média de 8,5 salários mínimos: 8 horas diárias.

Por estar entre as profissões mais bem-pagas no Brasil, os salários iniciais também costumam ultrapassar a média de R$ 3.000,00* mensais. Outro fator que pode alterar o ganho do engenheiro na sua jornada é o cargo ocupado na empresa. Assim, quanto maior a responsabilidade, mais dinheiro na conta no início do mês.

Os cargos de chefia e coordenação, por exemplo, têm remuneração média de R$ 7 mil*, já os gerentes e diretores ganham valores acima de R$ 10 mil*, de acordo com dados da plataforma Salário. Tudo isso, graças à experiência que vem com o tempo dedicado pra esse crescimento e desenvolvimento de carreira.

Como funciona o curso de Engenharia de Produção?

Aqui na Pitágoras, o curso de Engenharia de Produção tem duração de 5 anos, organizados em 10 semestres. Ao longo desse tempo, você recebe toda a preparação necessária pra obter destaque na sua trajetória profissional.

Vale ter em mente que os saberes teóricos são conectados às atividades práticas, promovendo o desenvolvimento das habilidades esperadas no mercado. A formação é complementada pelos estágios curriculares, que contribuem pra sua inserção nas melhores empresas do país –– ainda mais agora que já sabe muito bem o que faz um engenheiro de produção.

O curso pode ser realizado no presencial ou semipresencial (modalidades de ensino a distância, com atividades presenciais). Assim, você vai escolher aquela que combina mais com o seu perfil e necessidades de aprendizado. Imagina só poder organizar melhor seus horários!

Como o percurso demonstra, o aluno da Pitágoras é continuamente preparado pra lidar com as exigências da sua área de atuação. Nesse sentido, cursos como Engenharia Mecânica ou de Produção trazem um grande foco nas noções de tecnologia, que são hoje uma prioridade de qualquer setor.

Quais são as principais matérias estudadas no curso de Engenharia de Produção?  

A grade curricular é completa, trazendo as disciplinas básicas das Engenharias, como Cálculo Diferencial e Algoritmos e Lógica de Programação, além de pontos de aprofundamento, como Gestão de Projetos. Você vai estudar também Análise de Custos, Resistência dos Materiais e Planejamento Estratégico. 

Vejamos outras das principais matérias de Engenharia de Produção:

  • Administração e Economia para Engenheiros: matéria voltada pra noções administrativas, na qual as diferenças entre as áreas são pontuadas, assim como suas congruências;
  • Sociedade Brasileira e Cidadania: disciplina pra discutir a realidade da sociedade e as interferências políticas e sociais no trabalho do engenheiro;
  • Engenharia, Ciência e Tecnologia: não tem como separar essas três áreas quando o assunto é a produção, já que elas são a base pra um processo completo e eficaz;
  • Química e Ciência dos Materiais: a química é disciplina básica pra outras na Engenharia, e juntamente à ciência dos materiais, você vai entender como se dão as ligações pra que haja matéria-prima em diferentes setores de produção;
  • Desenho Técnico Projetivo: matéria em que o estudante vai compreender como o desenho do papel para o digital é fundamental pra um projeto de Engenharia;
  • Física Geral e Experimental: mais uma disciplina básica pra compreensão de outras teorias;
  • Empreendedorismo e Inovação: noções básicas para o estudo dos impactos da produção na indústria e no comércio;
  • Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos: essencial pra conhecer o melhor caminho pra se chegar ao cliente final;
  • Gestão da Produção e da Manutenção: quando se produz, geralmente, há necessidade de manutenção, e gerir isso com eficácia vai causar efeitos diretos no custo-benefício;
  • Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação: não tem como negar a importância da informação e do conhecimento para os processos de todos os setores. Por isso, o engenheiro aprende como gerir esses dados com destreza;
  • Projeto de Fábrica e Instalações Industriais: os projetos são elementos básicos na profissão do engenheiro, e na área de produção, há uma demanda por aqueles que envolvem a melhor maneira de se criar e manter processos produtivos.

Qual é o perfil do estudante de Engenharia da Produção? 

É comum pessoas que gostam de números procurarem por cursos de Engenharia, mas isso não é um critério obrigatório, já que muitos conhecimentos são adquiridos durante a faculdade. Nesse entremeio, algumas características podem ajudar a se adaptar melhor a rotina de estudos, como a habilidade com cálculos.

Diante de uma profissão em que o desenho técnico passa do papel para os softwares e outras plataformas digitais, o engenheiro de produção tem um perfil tecnológico. Em outras palavras, ele vai precisar lidar bem com os programas pra fazer projetos modernos e dentro da expectativa de seus clientes ou chefes.

Outro conhecimento importante pra se estudar Engenharia de Produção é do mundo dos negócios. Saber como está a economia do país e do mundo, quais as perspectivas pra setores dentro e fora do setor de construções, entender como tudo funciona social e economicamente.

A preocupação com o meio ambiente é parte cada vez mais essencial em todas as Engenharias, mas, na de produção, esse é um quesito que se faz indispensável há alguns anos. Já imaginou uma empresa, na contemporaneidade, que não se preocupa com os efeitos da sua atuação na natureza? Difícil imaginar uma avaliação positiva pra quem ainda não se tocou da importância desses cuidados, não é mesmo?

O trabalho em grupo é algo muito rotineiro não apenas durante a faculdade, pois o engenheiro vai precisar gerenciar de pequenas a grandes equipes no seu dia a dia. Nesse sentido, desenvolver a boa comunicação é essencial, assim como aproveitar eventos e atividades extras durante o curso pra criar um networking de sucesso.

No mesmo ritmo, a autonomia também é interessante no ambiente de trabalho do engenheiro. O estudante que busca por conhecimentos por conta própria, amplia sua visão de mundo e tem iniciativa acaba criando um perfil eficiente e muito demandado no mercado de trabalho da área.

Quais são as principais diferenças entre o curso de Engenharia da Produção e Administração?

Apesar de serem áreas que, por vezes, dividem o mesmo mercado de trabalho, existem diferenças bem pontuais que marcam as funções desses profissionais nas organizações. O administrador vai cuidar mais da gestão e do gerenciamento, de pessoas, finanças e produtos. Já o engenheiro de produção se envolve diretamente com os projetos, utilizando o conhecimento técnico pra criar ou melhorar processos de produção, de logística etc.

O engenheiro tem como base de seus estudos, ainda na faculdade, matérias como física e química, enquanto o administrador vai ter seu curso voltado às Ciências Humanas, como Psicologia e Sociologia. Nas Ciências Exatas, o nível de matemática é mais aprofundado na Engenharia, já as noções de estatística são equivalentes em ambas.

Invista na sua carreira!

Agora que você já sabe o que faz o engenheiro de produção e conhece um pouco mais das características do curso, do perfil desse profissional e das suas diferenças com outras profissões, chegou o momento de dar o primeiro passo pra uma carreira de sucesso.

Pra isso, busque uma faculdade de qualidade. Escolha a Pitágoras, que oferece preços justos e um curso completo, sempre voltado pra atuação do engenheiro de produção no mercado de trabalho.

E aí, gostou de conhecer melhor o que se faz na Engenharia de Produção? Aproveite a chance e faça sua inscrição para o nosso vestibular! É hora de começar a construir uma carreira sólida pra você.

*Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.7 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.