Entenda como foi a evolução da Enfermagem ao longo dos anos

estudante de enfermagem e paciente no hospital

Se você já passou por uma internação, provavelmente se lembra do cuidado — e da correria! — dos enfermeiros. Esses profissionais trabalham a todo momento no auxílio ao tratamento médico, coletam exames, administram remédios e ajudam os pacientes em seus cuidados básicos durante a estadia em um hospital.

Enfim, são protagonistas na área da Saúde! Mas nem sempre foi assim, sabia? Para que você entenda melhor sobre a evolução da Enfermagem e como ela se tornou a profissão que conhecemos hoje, preparamos este texto! Durante a leitura, você vai ver:

  • Como surgiu a Enfermagem?
  • Como a profissão se tornou imprescindível na área da Saúde?
  • Como é o mercado de trabalho para a Enfermagem hoje?
  • Qual é o futuro da Enfermagem?

Continue a leitura e entenda mais sobre a história desses super-heróis da vida real!

Como surgiu a Enfermagem?

A prática da Enfermagem como conhecemos hoje é relativamente recente. Até o final do século 19, os cuidados com enfermos era muito atrelado aos princípios religiosos e vistos como uma “vocação” espiritual. As primeiras organizações que prestavam esses serviços eram vinculadas a igrejas.

Foi nesse contexto que Florence Nightingale, considerada a criadora da Enfermagem moderna, começou seu ofício: de acordo com o historiador Lytton Strachey, para ela, servir a Deus era cuidar dos doentes. A jovem teve uma atuação brilhante durante a Guerra da Crimeia, um conflito que ocorreu em meados do século 19 entre a Rússia e a Turquia.

Estima-se que a taxa de mortes entre os militares feridos caiu 70% com a atuação das jovens enfermeiras, coordenadas por Florence. Demais, não é? Ela conseguiu convencer os superiores que a alta mortalidade dos soldados era resultado de hospitais improvisados e com péssimas condições de saneamento.

Mais que isso: logo depois de voltar da Guerra, ela publicou dois livros: “Administração Hospitalar do Exército” e “Notas sobre Questões Relativas à Saúde”. Devido a essas publicações, foi criada a Comissão Real de Saúde do Exército.

O reconhecimento real possibilitou que ela fundasse a primeira Escola de Enfermagem do Hospital St. Thomas, em Londres, nos anos 1860. A atuação de Florence chamou tanto a atenção do Governo britânico que ela foi a primeira mulher a receber a Ordem do Mérito da Rainha.

Sua iniciativa foi decisiva para a evolução da Enfermagem, já que ela se preocupava em transformar essa atuação em uma prática com métodos embasados cientificamente. Então, o chamado sistema Nightingale começou a se espalhar pela Europa e a popularizar a prática.

Aqui no Brasil, a primeira escola com o sistema Nightingale foi fundada em 1923, no Rio de Janeiro: a Escola de Enfermagem Ana Néri. O nome é uma homenagem a outra grande pioneira da profissão, que recebeu diversas medalhas do governo Imperial devido aos seus esforços no cuidado dos feridos na Guerra do Paraguai (1964-1870).

Como ela se tornou imprescindível para a Saúde?

Antes da Enfermagem, mesmo com médicos e o uso de remédios, muita gente não resistia a doenças e ferimentos devido a infecções por falta de cuidados de higiene e atendimento às necessidades básicas. Como você viu, um dos grandes feitos de Florence Nightingale foi justamente alertar sobre isso e reduzir drasticamente a taxa de mortalidade de soldados feridos.

Foi assim que o papel dos enfermeiros se tornou decisivo na área da Saúde. Logo em 1899, foi fundado o Conselho Internacional de Enfermagem (ICN, na sigla em inglês). No Brasil, o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) surgiu em 1973, assim como os Conselhos Regionais (Corens) vinculados a ele.

Hoje, desatrelada de princípios religiosos e bastante técnica, a rotina de trabalho do enfermeiro é essencial em qualquer hospital, clínica, unidade de pronto atendimento e por aí vai.

São os enfermeiros que:

  • mantêm os prontuários médicos atualizados;
  • realizam exames e preparam os pacientes para procedimentos médicos;
  • controlam e previnem doenças hospitalares;
  • preparam instrumentos médicos como intubadores, desfibriladores, aspiradores etc.;
  • monitoram os sinais vitais de pacientes;
  • administram medicamentos;
  • supervisionam as equipes de técnicos e auxiliares de Enfermagem etc.

Como a Enfermagem vem evoluindo?

Com pouco mais de 150 anos após a fundação da Escola de Enfermagem do Hospital St. Thomas, a Enfermagem já é uma profissão global e muito requisitada! Para que você tenha uma ideia, existem cerca de 28 milhões de enfermeiros do mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e dados do ICN.

Mas esse número ainda é pequeno em relação à demanda por enfermeiros no mundo: ainda de acordo com a OMS, há um deficit de quase 6 milhões de pessoas da área! Com a pandemia da Covid-19, a necessidade de profissionais da Enfermagem é ainda maior.

Por isso, o mercado de trabalho está aquecido, tanto na iniciativa privada como no setor público. Então, há uma alta taxa de empregabilidade em hospitais particulares, além de ser uma ótima pedida prestar um concurso de Enfermagem e trabalhar na rede pública.

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a média salarial de técnicos de enfermagem de nível médio é de R$ 1,7 mil. Já o salário do enfermeiro graduado gira em torno de R$ 3,4 mil.

Com as especializações na carreira, as remunerações podem chegar a cerca de R$ 7,3 mil. Então, vale a pena fazer um curso superior aqui na Pitágoras! Temos um sistema de ensino dinâmico e inovador que garante uma formação de qualidade e totalmente direcionada para o seu destaque no mercado de trabalho!

Qual é o futuro da Enfermagem?

Já que estamos falando da evolução da Enfermagem, nada melhor do que terminar o post explicando sobre as expectativas para o futuro da profissão, concorda? Pois bem, assim como em outras áreas da Saúde, há muitos impactos da tecnologia na Enfermagem.

Inovações diversas marcam o cenário daqui para frente, desde processos de telemedicina até equipamentos de última geração e avanços em exames laboratoriais. Por exemplo, a tecnologia wearable permite a monitoração de parâmetros biológicos em tempo real e com alta precisão.

Essas tendências da Enfermagem ajudarão a tornar o atendimento ao paciente cada vez mais eficiente e seguro. E não se preocupe: não há riscos de que as tecnologias assumam o lugar desse profissional. Afinal, mesmo com todos os avanços, o cuidado humano e pessoal é insubstituível.

E aí, gostou de conhecer a evolução da Enfermagem? Como deu para ver, o estabelecimento dessa atuação como uma profissão reconhecida e valorizada foi uma conquista encabeçada por mulheres à frente do seu tempo. Quanto ao mercado de trabalho, as tendências da Enfermagem são bastante animadoras!

Então, inscreva-se no vestibular da Pitágoras e dê o primeiro passo em direção a essa carreira tão nobre e necessária!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 8

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content