O que um técnico em administração pode fazer no mercado?

Se você está naquele momento de escolher um curso para dar início a sua vida profissional, talvez existam muitas dúvidas sobre diferentes carreiras, modalidades de ensino e formas de se especializar em uma área. Caso a intenção seja atuar no ramo corporativo, que tal entender melhor o que é e o que faz o técnico em Administração?

É comum haver dúvidas sobre as diferenças entre a faculdade e o técnico, ainda mais em um cargo tão abrangente como esse em questão — com remuneração média de R$ 2.407,28 e aplicação prática em todos os níveis e setores de uma empresa

Quer saber mais sobre a atuação desse profissional? Neste post, veremos atividades do técnico em Administração.

Boa leitura!

Atividades operacionais

Independentemente da modalidade escolhida, a formação administrativa pressupõe o entendimento ainda que básico de todos os setores organizacionais e da maneira como eles se relacionam entre si e com a estrutura com o mercado. Estamos falando das esferas Comercial, de Recursos Humanos, Marketing, Financeiro e Logística, entre outras.

O técnico em Administração é responsável pela parte operacional, imprescindível ao funcionamento dos processos da empresa. É ele, por exemplo, que:

  • monitora estoque;
  • faz agendamento de entregas sob autorização de seu superior;
  • organiza as contas a pagar e a receber;
  • opera sistemas e controles da produção;
  • cuida do relacionamento com o cliente.

O profissional em questão tem a possibilidade de atuar em todos os departamentos gerindo custos, pessoas ou operações. O exercício de suas atividades tende a ser em grande parte mecânico (centrado no uso do sistema mediante realização de tarefas mais simples), embora a capacidade analítica também se faça imprescindível em diferentes graus.

O técnico em Administração precisa conhecer e controlar métricas como atrasos nas entregas na Logística e rotatividade de pessoal no RH. Entender os números e o comportamento de diferentes centros de distribuição, por exemplo, facilita na assimilação e extração de dados para instrução dos diferentes estilos de lideranças, responsáveis pela parte estratégica.

Auxílio a profissionais formados

Como o curso técnico de Administração é mais rápido que o superior, o aluno não se aprofunda tanto nas matérias e tem atuação centrada para o aspecto prático da profissão — como dissemos, ligado a atividades operacionais. Questões estratégicas e a tomada de decisões mais importantes geralmente cabem ao seu superior hierárquico.

Assim, se você é analista comercial, o gerente de produtos para quem você responde é o responsável por negociar com os fornecedores, busca a diminuição de custos, definir preços, quando e como as ações promocionais serão realizadas. Logo, também é dele a prioridade na hora de escolher quem vai representar o setor em feiras e eventos corporativos.

Geralmente, essa pessoa tem formação superior no curso de Administração, anos de faculdade que a colocam em um posto hierárquico maior no mercado já que sua bagagem de aprendizado é mais abrangente. O técnico costuma ocupar a função de auxiliar administrativo, espécie de braço direito do líder.

Tal papel exige a atualização constante sobre os dados em sistema para respaldar a tomada de decisão da liderança. É preciso estar informado sobre aspectos produtivos para o chefe saber se pode atender à demanda de uma grande empresa, quais produtos ele deve investir em divulgação para escoamento de estoque, por exemplo.

Tarefas burocráticas

O técnico em Administração desenvolve suas atividades em nível operacional, pouco tático e dificilmente institucional. Em resumo, ele desempenha funções mais simples, embora de grande importância para manter a empresa em ordem, seguindo as determinações dos órgãos de regulamentação, as obrigações tributárias e o ordenamento jurídico.

Assim, estamos falando de tarefas burocráticas como dar entrada em notas nos centros de distribuição quando os produtos chegam ou proceder à escrituração contábil ao receber matéria-prima na indústria. Emissão de guias de pagamento e contato para obtenção de informações para cadastro de novos itens no sistema também fazem parte da rotina.

Ainda podemos citar outras funções típicas do técnico em Administração em diversos departamentos organizacionais, tais como:

  • controle e revisão da folha de pagamento no departamento de RH;
  • redação de postagens para as redes sociais (Marketing);
  • roteirização de entregas (Logística);
  • levantamento de dados para preparação de proposta comercial (Vendas).

Gerenciamento e organização de arquivos da empresa

É normal pensar logo em tecnologia e inovação quando se fala em Administração do futuro, visualizando mais máquinas do que pessoas ocupando as empresas. Contudo, uma parte importante desse assunto é a gestão de dados e a preservação de informações capazes de manter o negócio na legalidade e em pleno funcionamento.

O técnico em Administração opera nessa função gerenciando e organizando os arquivos do empreendimento. Contratos importantes e comprovantes de pagamento devem ser bem controlados, a fim de cumprir a determinação em lei e garantir o cumprimento das regras de compliance, assunto tão em voga no ambiente corporativo.

Estão compreendidos aqui documentos tributários, previdenciários e trabalhistas, tais como:

  • notas fiscais;
  • IPTU;
  • IPVA;
  • declarações contábeis (de movimento econômico e fiscal e de apuração de lucro real no ano);
  • contratos de trabalho;
  • registros de recolhimento de PIS;
  • pagamento de FGTS.

Elaboração de relatórios

Como as matérias da faculdade de Administração preparam o aluno para a atuação estratégica no âmbito corporativo, ele precisa de um profissional com domínio do sistema para extrair as informações necessárias à sua atuação. Assim, a tomada de decisão ganha respaldo e passa a ser mais certeira, analisando realisticamente os riscos do mercado.

Cabe ao técnico em Administração a elaboração de relatórios sobre as vendas, a fim de instruir os gerentes da área comercial sobre sazonalidade e quais regiões geográficas vêm respondendo menos às ações da empresa, por exemplo.

Também podem ser requisitados levantamentos sobre produtos em estoque e quantidades de suprimentos comprados em determinado período. Da mesma forma, ele realiza análise de curtidas, compartilhamentos, comentários e engajamento nas redes sociais para orientar o posicionamento da marca caso o profissional atue com as tendências do Marketing Digital.

É mais fácil conseguir destaque no mercado de trabalho investindo em um curso superior como o de Administração em uma faculdade com ensino de alta qualidade, metodologia dinâmica e boa infraestrutura. Por isso, a Pitágoras pode ser o diferencial de que você precisa.

Inclusive, colocamos o aluno em contato com vagas das melhores empresas por meio do Canal Conecta. As formas de ingresso também são facilitadas: trabalhamos com ensino presencial, semipresencial e a distância, sempre oferecendo ótimo suporte para a formação do discente.

O técnico em Administração tem ótimas oportunidades no ramo corporativo, uma vez que as empresas são estruturas complexas que demandam domínio de sistemas e rotinas de trabalho para boa operacionalização do negócio. Contudo, a carreira na área ganha impulso quando você opta por uma formação mais completa para deslanchar no setor.

Quer saber como a Pitágoras pode contribuir com seu futuro profissional? Entre em contato conosco.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.