Qual é o salário de um fisioterapeuta? Veja aqui

salário fisioterapeuta

A Fisioterapia é uma área muito em alta no país. O profissional pode trabalhar com a recuperação dos movimentos de pessoas que apresentam lesões ou doenças causadas por acidentes, má postura ou má formação. Para isso, são usadas algumas técnicas de ginástica e massagem, além de tratamento à base de aparelhos, frio, calor e água. Por ser um ramo com várias possibilidades de atuação, muitas pessoas se perguntam qual é o salário do fisioterapeuta.

As possibilidades de atuação na área são muitas e o futuro profissional deve fazer o curso em uma boa instituição de ensino, que nem sempre é a faculdade mais barata, e sempre se especializar. É importante também ir em busca de informações a respeito do setor — e você chegou ao lugar certo! Vamos entender, neste post:

  • o que faz um profissional de Fisioterapia;
  • qual é o salário de um fisioterapeuta, em média;
  • quais atuações estão em alta no mercado.

Boa leitura!

O que faz um profissional de Fisioterapia?

O bacharel em Fisioterapia pode atuar na prevenção e no tratamento de lesões e doenças. Seus aliados são exercícios, massagens e outras técnicas que restauram a capacidade física dos pacientes. A grade curricular tem como base disciplinas da Saúde e de Ciências Biológicas, como Patologia, Fisiologia, Anatomia e Biologia.

A partir do diagnóstico, o fisioterapeuta prescreve o tratamento a ser realizado. O tipo pode variar de acordo com a condição da lesão e da pessoa, podendo ser:

  • exercícios na água;
  • tratamento à base de frio ou calor;
  • exercícios físicos;
  • aplicação de massagem.

Aqui na Pitágoras, é possível encontrar professores altamente capacitados que poderão mostrar como cada tratamento deve ser realizado na prática, por meio de equipamentos modernos. 

Os estudantes ainda contam com uma infraestrutura de excelência, o conteúdo programático atualizado e um sistema de ensino que os prepara para o mercado de trabalho. Isso sem falar no portal do aluno, que ajuda na gestão acadêmica, os certificados digitais com os parceiros da Pitágoras e do Canal Conecta, que os aproxima da vaga de emprego ideal!  

Qual é a média salarial do fisioterapeuta em diferentes regiões do país?

A média salarial de um fisioterapeuta é de cerca de R$ 2.700,00, com jornada de trabalho de, no máximo, 30 horas semanais. O piso é definido pelos sindicatos da categoria em cada estado do Brasil, sendo o Rio de Janeiro a região com a maior remuneração — com a valor de R$ 2.977,00. 

Além disso, o valor também depende da área pela qual o profissional optar. Em geral, a especialidade com o maior salário é a Fisioterapia do Trabalho, cuja média pode chegar a R$ 6.700,00.

Existe a necessidade de uma certificação profissional e alta qualificação para obter os melhores salários de um fisioterapeuta. Afinal, é por meio de participações em congressos e seminários, curso de especialização e experiência profissional que o profissional alcança um grande destaque no mercado de trabalho.

Quais são as áreas de atuação em alta?

A Fisioterapia apresenta diversas áreas de atuação, e é necessário sempre se manter atualizado, não é mesmo? Confira, a seguir, as principais especialidades e veja qual combina mais com o seu perfil.

Fisioterapia do Trabalho

A Fisioterapia do Trabalho é responsável por manter a saúde dos trabalhadores em dia. O profissional atua na recuperação de problemas decorrentes das atividades corporativas, no desenvolvimento de técnicas físicas laborais e na prevenção de lesões.

Esse tipo de fisioterapeuta é muito importante para as companhias, principalmente as de grande porte, uma vez que auxilia na diminuição do afastamento de trabalhadores por problemas esqueléticos ou musculares.

Com o conhecimento em Fisiologia e Ergonomia, o fisioterapeuta estuda a rotina diária de cada colaborador, o ambiente de trabalho e os riscos aos quais estão expostos. A ideia é desenvolver uma estratégia para a prevenção de acidentes, podendo envolver a prática de reeducação postural, exercícios laborais, entre outros.

Fisioterapia esportiva

Essa área da Fisioterapia trata os esportistas que sofreram alguma lesão. A especialização é fundamental, já que o corpo de um atleta é diferente do de uma pessoa sedentária, o que exige cuidados muito específicos. O profissional precisa conhecer Anatomia e Fisiologia aplicada às lesões que possam surgir em cada esporte.

Nos últimos tempos, a Fisioterapia esportiva vem ganhando cada vez mais importância. Isso porque é impossível imaginar times ou atletas que não contem com a ajuda desse profissional. É um fisioterapeuta que está relacionado ao bom funcionamento de todas as pessoas do esporte. A remuneração, nesse caso, é de cerca de R$ 2.700,00.

Fisioterapia neurofuncional

A Fisioterapia neurofuncional tem por objetivo tratar e prevenir as sequelas resultantes de doenças neurológicas ou acidentes que possam afetar o sistema neuromuscular ou nervoso. Alguns exemplos são:

  • derrame cerebral;
  • paralisia cerebral;
  • hidrocefalia;
  • esclerose múltipla;
  • doença de Parkinson.

Esse tipo de Fisioterapia pode ser aplicado a pessoas de várias faixas etárias, utilizando-se de técnicas e aparelhos específicos. O objetivo é melhorar a qualidade de vida delas, ajudando-as a recuperar os movimentos perdidos ou, quando isso não é possível, readaptar as tarefas para serem feitas de modo mais simples.

O salário médio de um fisioterapeuta neurofuncional é de aproximadamente R$ 2.380,00.

Fisioterapia respiratória

Essa é uma área que ajuda a tratar e prevenir diversas doenças que possam atingir o sistema respiratório, como insuficiência respiratória, tuberculose, bronquite e asma.

Para que haja um melhor desempenho da função respiratória, o fisioterapeuta usa acessórios e dispositivos que estimulam a expansibilidade pulmonar, melhora da capacidade de respirar e a mobilização da secreção para causar a higienização brônquica.

O profissional da área precisa ter conhecimentos avançados sobre o tema, buscando sempre se atualizar e estudar para proporcionar as melhores técnicas para o paciente. O salário médio dessa especialidade é de R$ 2.919,06.

Fisioterapia onco-funcional

Esse ramo da Fisioterapia tem o objetivo de restaurar, desenvolver, manter e preservar a integridade dos sistemas e órgãos da pessoa, além de prevenir os problemas provocados pelo tratamento oncológico. O fisioterapeuta precisa estar apto para desenvolver as suas atividades com crianças, idosos, adultos e jovens. Além disso, deve lidar com possíveis sequelas, agindo de modo preventivo para minimizá-las.

Como vimos, o salário de um fisioterapeuta pode mudar de acordo com a região do país e a área escolhida. Assim, caso você queira seguir carreira nessa profissão, lembre-se de que o diploma em uma faculdade de qualidade é fundamental para conquistar as vagas que ofereçam os melhores salários.

Gostou deste post e deseja estudar na Pitágoras, uma instituição de ensino de qualidade e reconhecida pelo mercado? Então, não deixe de se inscrever no vestibular!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.