Residência Médica: o que é e como funciona?

residentes médicos em hospital

A residência médica é um programa de pós-graduação destinado pra médicos que já se formaram e obtiveram o registro profissional junto ao Conselho Regional de Medicina (CRM). É uma aprendizagem bem prática que acontece em hospitais com a supervisão de especialistas.

Muita gente que tem vontade de fazer o curso de Medicina fica confusa quanto a essa questão. Por isso, nós, da Pitágoras, reunimos as principais informações sobre a residência médica.

Se você quer entender melhor esse programa, continue a leitura, fique por dentro de como funciona, os pré-requisitos pra participar e qual a diferença pra um curso de especialização!

O que é a residência médica?

Se você sonha em passar em Medicina, precisa entender todas as etapas dessa formação. É um curso superior que dura 6 anos, com disciplinas teóricas e muita prática. Nesse período, tem também o internato, que é como se fosse o estágio. Quando termina tudo isso, obtém o diploma e, depois de conquistar o registro do CRM, pode começar a trabalhar.

Só que essa atuação só pode ser como generalista em clínicas, consultórios e hospitais. Pra se tornar especialista, é preciso fazer a residência médica, um programa de treinamento intensivo, com uma pegada totalmente prática, que pode durar de 2 a 5 anos, dependendo da área escolhida.

É uma pós-graduação, feita em hospitais com a supervisão de médicos que têm a qualificação naquela especialidade, e que segue regras e uma legislação específica. Dessa forma, é uma oportunidade pra lidar com pacientes, diferentes casos clínicos e ainda poder tirar todas as dúvidas com o especialista.

Uma das vantagens da residência médica é que, ao final dessa etapa de treinamento, o médico já adquire automaticamente o título da especialidade — como Pediatria, Neurologia, Dermatologia, entre outras — reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Aí, pode atuar na área de forma legal, realizando consultas, cirurgias, procedimentos ou prescrevendo tratamentos.

Como funciona uma residência médica?

Agora que você já sabe o que é residência médica, deve estar curioso pra descobrir como ela funciona. Acertamos? Antes de falar de como é a rotina de um residente, saiba que esses programas são bem concorridos –– afinal, a Medicina está entre as melhores profissões. Por isso, você precisa se preparar com antecedência e pegar firme nos estudos pra conseguir passar.

Depois de aprovado, chega o momento de enfrentar um dia a dia intenso de trabalho. Isso mesmo: apesar de o médico não ter vínculo empregatício com o hospital, ele enfrenta um expediente longo, com uma carga horária que pode chegar a 60 horas semanais, incluindo plantões, com um dia de folga.

A ideia é que ele vivencie uma série de situações pra complementar, na prática, todo o aprendizado da graduação. Confira a seguir o que o residente faz no hospital:

  • realiza atendimento em emergências e ambulatórios de especialidades;
  • acompanha pacientes internados;
  • substitui médicos da equipe;
  • faz o atendimento em plantões.

É preciso pagar pra participar do programa?

Tem uma galera que fica na dúvida se é preciso pagar alguma taxa ara fazer residência médica. Afinal, a gente sabe de todo o esforço que é dar conta das mensalidades da graduação. Nessa questão, você pode ficar sossegado, porque o residente ganha uma bolsa paga pelo MEC pra participar desse programa no valor de R$ 3.330,43*.

Algumas instituições concedem bolsas com valores maiores pra motivar os médicos recém-formados que cumprem essa rotina tão exaustiva –– sempre tendo em mente que, no futuro, os salários médios são de R$ 10,5 mil*.

Se sua preocupação quanto a seguir ou não essa carreira fica por conta de arcar com os custos, saiba que aqui na Pitágoras há a possibilidade de conseguir bolsa de Medicina. Então, além de ter uma formação de qualidade, você conquista esse sonho de um jeito mais tranquilo, com mensalidades que cabem no seu bolso.

banner plano de estudos medicina pitágoras

Quais são os requisitos pra fazer uma residência médica?

Se você busca saber tudo sobre Medicina, precisa entender como faz pra participar desse programa, certo? Em primeiro lugar, deve ter o diploma da graduação. Mas só isso não basta: o registro no CRM também é obrigatório.

Só que dá pra fazer a inscrição como aluno desde que você tenha o diploma e o CRM até o dia que tomar posse como residente.

Um ponto importante é também pensar bem sobre qual das especializações em Medicina você quer seguir, já que o residente passa por um treinamento intensivo e é o segmento que vai definir a carreira dele. Muita gente considera não só o tema que mais tem a ver com seu perfil, mas também as áreas em alta.

Depois de decidida a especialidade, a dica é sempre ficar ligado nos editais lançados pelas instituições que oferecem a residência médica pra não perder nenhum concurso. Pra fazer a prova, é necessário pagar a taxa de inscrição e ler todo o edital pra saber como estudar pra esse exame, que é bem concorrido.

Apesar de não ser obrigatório passar pela etapa de residência médica, é uma forma de adquirir conhecimentos, habilidades e experiências pra oferecer um trabalho de alta qualidade na área que você escolheu.

Sem contar que é o caminho direto pra conquistar o título da especialidade. Assim, ao procurar por boas oportunidades em portais, como o Canal Conecta, exclusivo pra alunos da Pitágoras, você já sai na frente de outros candidatos.

Quais são as diferenças entre residência médica e especialização?

Como a gente viu, o médico recém-formado, desde que tenha o registro no CRM, pode começar a trabalhar como generalista. Só que, na maioria das vezes, essa não é a escolha dos profissionais.

A partir disso, dá pra ele escolher entre fazer a residência médica como a gente já comentou ou um curso de especialização numa instituição de ensino. Na segunda opção, ele vai ter uma bagagem de conhecimento e atividades práticas de qualidade também.

A diferença é que, depois de terminar a especialização, ele não consegue automaticamente o título de especialista. Pra isso, tem que cumprir alguns requisitos, como um número de horas de estágio naquela área, e ser aprovado numa prova da Sociedade de Especialidades.

O futuro de sucesso te espera!

Achou interessante a residência médica? Comece a se preparar para o vestibular em Medicina, escolhendo uma instituição com infraestrutura completa e professores qualificados. Assim, vai ter o impulso que precisa pra construir uma carreira brilhante como médico.

Comece a pensar no seu futuro: se inscreva no vestibular da Pitágoras e dê o primeiro passo rumo ao sucesso!

*Sujeito a alteração

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content