Psicólogo empreendedor: como abrir seu consultório?

psicologoempreendedorcomoabrirseuconsultorio

Analisar comportamentos, ajudar o outro a lidar com emoções, ser um mediador da resolução de conflitos. Essas são algumas das funções importantes de quem se forma em Psicologia, e um dos caminhos de atuação é o atendimento clínico. Para isso, você precisa ter a mentalidade de um psicólogo empreendedor.

Isso porque o ideal é você investir em seu próprio consultório e não depender muito de outros empregadores para ter clientes, sabe? Conquistar o seu cantinho ajudará você a ter mais sucesso e se tornar um profissional mais requisitado.

Bem, é lógico que no começo as coisas são difíceis. Entendemos! A gente sai da faculdade sem tanta experiência e precisa enfrentar fortes concorrentes, que estão no mercado há anos. E a grana, então, nem se fala!

Sabendo de todos esses desafios e querendo te ajudar nesse processo, elaboramos alguns passos de como se tornar um psicólogo empreendedor:

  • faça uma faculdade de Psicologia de qualidade;
  • invista em networking;
  • defina estratégias;
  • invista no marketing;
  • busque cursos e especializações;
  • entenda o processo de abertura do consultório;
  • invista na fidelização.

Vamos ver cada um deles com mais detalhes? É só seguir na leitura!

Faça uma faculdade de Psicologia de qualidade

Ter uma boa base teórica e ter tido, antes, bons estágios é fundamental para você construir e manter uma carreira de sucesso. É importante ter em mente que lidar com as emoções e os problemas de outros seres humanos é algo de muita responsabilidade, sendo fundamental o profissional saber como conduzir cada processo.

Além de ter toda aquela postura acolhedora nos atendimentos, é indispensável entender, profundamente, os distúrbios e os problemas emocionais. Isso só é garantido a partir de uma educação vinda de professores de qualidade.

O curso de Psicologia da Pitágoras conta com um corpo docente qualificado e preparado para instruir o estudante em todas suas demandas. Na graduação, é possível ter contato com as diversas abordagens existentes, o que é fundamental para você descobrir com a qual tem mais afinidade.

Invista em networking

Se tem algo importantíssimo desde o começo do curso, isso é investir em um bom networking. Ele impulsiona sua carreira e te ajudar a ganhar destaque de forma mais fácil. Para isso, é importante saber atuar estrategicamente, juntando contatos e aproveitando todas as oportunidades que surgirem.

Na faculdade, demonstre interesse em aprender e crescer, desde o início. Nem todo aluno se importa com isso, então, agir assim fará com que os professores reparem em você. Se puder, faça monitorias. Além de isso aproximar você dos professores, é uma forma de ganhar mais experiência e aumentar seu potencial.

Aproveite os eventos como feiras, simpósios, workshops e projetos para conhecer pessoas novas. Muitas vezes, a primeira oportunidade de emprego vem daí. Também tenha redes sociais mais profissionais, como o LinkedIn, para manter uma rede de contatos mais próxima.

Defina estratégias

Sucesso sem planejamento? Praticamente impossível! Um psicólogo empreendedor precisa pensar e programar todos os detalhes antes de dar os passos para abrir a clínica de psicologia. Sendo assim, determine coisas como:

  • pense na melhor localização para o consultório, que precisa ser fácil para você, mas também acessível aos clientes, com estacionamento e meios de transportes por perto;
  • calcule os gastos iniciais e o quanto você demorará para conseguir o retorno financeiro;
  • decida se é melhor primeiro alugar ou já comprar uma sala;
  • pense no conforto dos clientes, como água, banheiro e ar-condicionado;
  • analise todos os materiais dos quais precisará e faça um orçamento antes. Cadeiras, mesas, poltronas, tapete etc.;
  • busque por bons planos de saúde aos quais se associar;
  • defina diferenciais, como formas de pagamento e atendimentos fora do horário comercial, como noites ou finais de semana.

Invista no marketing

Um dos maiores receios de vários psicólogos é saber como fazer publicidade de si. De fato, esse assunto é um tanto delicado, pois é preciso respeitar as regras do CFP (Conselho Federal de Psicologia).

Uma das proibições relatadas pelo Código de Ética, por exemplo, é não fazer autopromoção em detrimento de outros profissionais. Isso significa não ser permitido divulgar seu preço, como questão de vantagem. Também não é possível fazer comparações descaradas das suas capacidades com a de outros colegas, com o intuito de mostrar o quanto você é melhor que seus concorrentes.

No entanto, é permitido trabalhar com o marketing de conteúdo. Nesse sentido, você pode ter blog ou rede social profissional para postar artigos e vídeos com conteúdos relevantes e relacionados àquelas principais demandas que chegam no consultório, como depressão, divórcio, entre outros. Isso fará com que você se torne autoridade e atraia mais confiança.

Busque cursos e especializações

Com o tamanho da concorrência e com as rápidas transformações, não dá para ficar parado, concorda? Assim, a dica é não se acomodar com apenas a graduação. Continue seus estudos, com mais cursos, especializações e, quem sabe, mestrado e doutorado também.

O contínuo aprendizado te deixará mais preparado ao mercado e abrirá mais portas, seja com novos pacientes, seja com parcerias importantes. Além disso, a partir do momento em que você tem um grande diferencial, pode começar a aumentar seu valor e crescer seus rendimentos.

Entenda o processo de abertura do consultório

Abrir um consultório de Psicologia demanda alguns processos burocráticos e suas devidas documentações. Isso é importante para você atuar dentro da lei e evitar problemas fiscais, mais tarde. A documentação pode variar de acordo com cada cidade. Assim, o ideal é você se certificar antes com cada CRP (Conselho Regional de Psicologia). Mas no geral, envolverá:

  • registro no CRP;
  • documentação na junta comercial;
  • CNPJ;
  • IPTU do imóvel;
  • cópia do contrato de locação ou de compra e venda;
  • alvará de funcionamento.

Invista na fidelização

A fidelização é importante, pois ela garante o retorno dos seus clientes e, também, a indicação de seus serviços a conhecidos. Com relação a esse ponto, só tome cuidado para não infringir outra norma no Código de Ética, o qual veda prolongamento dos serviços por tempo desnecessário.

Tirando isso, você pode focar em prestar aquele atendimento acolhedor e empático, fazendo com que o cliente se sinta confortável o suficiente para falar detalhes mais íntimos. Também, empenhe-se em prestar um tratamento eficiente. A partir do momento em que o paciente percebe melhorias em sua vida, ele sentirá o quanto você o ajudou nesse processo.

Neste vídeo do Canal Conecta, você pode conferir quais os primeiros passos para quem quer se tornar um empreendedor, com Paulo Cereda, Gerente do Sebrae:

Enfim, o ponto principal para ser um psicólogo empreendedor é investir, antes, em uma faculdade de Psicologia de qualidade, pois isso impacta sua carreira. Depois, é não parar nunca de estudar e se dedicar para ser um profissional capaz de ajudar, de verdade, os clientes. Um bom marketing e um planejamento financeiro complementarão os passos e te ajudarão nesse sucesso.

Gostou do artigo? Tem alguma dúvida sobre o processo de matrícula e provas? Entre em contato com nosso atendimento que vamos te ajudar!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content