Pós-graduação em Educação: por que investir na especialização

estudante de pedagogia

Dentre todas as opções de especialização disponíveis no mercado, aquelas que são de Pós-Graduação em Educação são as de maior impacto social. Infelizmente, muitas pessoas acabam não considerando a profissão por conta da depreciação dos profissionais e os baixos salários disponíveis no mercado, causando uma queda nos cursos de licenciatura no vestibular. Porém, diferente do que muita gente pensa, uma especialização na área pode abrir portas para salários mais altos e reconhecimento.

Por que investir em uma Pós-graduação em Educação?

Existem uma série de razões para você se especializar na área! Confira:

1 – Faça diferença na sociedade

A maior parte da infância e adolescência das pessoas acontece dentro do ambiente escolar. Portanto, tudo aquilo que é dito e ensinado em sala de aula acaba sendo um reflexo na vida das pessoas no futuro. Ensinar como a criança e o jovem devem se portar em sociedade, trazendo fundamentos em questão de ética e comportamento social, aumenta as chances desses alunos se tornarem pessoas de sucesso no futuro. Essa oportunidade fica ainda mais alta quando você decide optar por dar aulas no sistema público brasileiro.

2 – Seja o exemplo do que você deseja para o mundo

Se você está inconformado com algumas atitudes sociais ou se não consegue entender, por exemplo, como grande parte da população do país ainda não consegue ter uma boa interpretação de texto, seja você o grande modelo do que você espera dessa nova geração. Alguns cursos de pós-graduação, como o de alfabetização e letramento, trabalham desde a essência da infância e como a criança reagirá a todas essas abordagens só depende de você.

3 – Ensinar e aprender constantemente

Engana-se quem pensa que entrará na sala de aula somente para ensinar. Os jovens estão em constante contato com a tecnologia e as novidades do mundo e, muitas vezes, você também irá adquirir esse conhecimento no convívio. Ou seja, a sensação de não envelhecer e continuar sempre fazendo parte daquelas histórias permanece.

4 – Sem problemas com a idade

Falando em idade, esse setor é um dos poucos em que o profissional não se torna obsoleto ou muito velho para lecionar. É comum encontrarmos diversos professores que só deixam a sala de aula no momento da aposentadoria. A área contrata muitos formados entre 40 e 50 anos, principalmente pela experiência. Além disso, você sabia que muitas pessoas escolhem cursar Pedagogia em uma fase mais avançada da vida, justamente pelos maiores índices de contratação? Vale a pena investir.

5. Profissão flexível

Essa profissão traz algumas oportunidades que nem todas as áreas permitem, por exemplo, a jornada de trabalho mais curta, entre 7h e 12h, normalmente. Essa quantidade de horas no ambiente escolar permite que professores possam fazer outras atividades na parte da tarde, inclusive ter outro emprego em mais uma rede de ensino. 

Muitos professores aproveitam o período pós aula para darem vídeo aulas, por exemplo. Além disso, é uma das poucas profissões do mundo em que o profissional pode ter duas férias por ano, um pouco mais estendidas, acompanhando a rotina dos alunos.

Áreas de atuação

A área de Educação abrange diversos sistemas de ensino e algumas delas estão em alta, seja na procura de mercado como uma possibilidade de receber um salário maior.

1 – Alfabetização e Letramento

Fazer parte do processo de alfabetização de um aluno é uma experiência sem preço, pois isso significa que, a partir do momento em que ela consegue escrever, ler e compreender o que está sendo informado, possui a capacidade de gerar argumentações e formar suas próprias ideias através da obtenção de conhecimento, tornando-a uma pessoa melhor em sociedade.

2 –  Educação Especial

São pouquíssimos os professores que estão preparados para receber pessoas com deficiência em ambiente escolar. Por isso, muitos jovens acabam optando por não se formar, gerando uma grande perda de profissionais no mercado de trabalho. Até mesmo por sua precariedade, os professores que têm em seu currículo uma fluência em Libras, habilidade social com autistas e letramento em braile recebem salários mais altos.

3 –  Ensino Superior

Aí está uma das possíveis apostas por uma melhor remuneração. Os professores de ensino superior são mais bem pagos, mas também são muito mais requisitados pelo fato de já serem formados na área em questão. Uma especialização nesse campo te abrirá portas para conseguir um emprego em uma faculdade.

Agora que você já ponderou todos os pontos, está na hora de investir no seu futuro. Matricule-se na pós-graduação em Educação, escolha a área de atuação que você mais se identifica e comece agora a trilhar um novo caminho profissional. Os cursos EAD variam entre 6 e 10 meses e, neles, os alunos têm a possibilidade de assistir todo o conteúdo no momento em que acharem mais propício, ter uma área para conferir questões financeiras e grade curricular e tirar dúvidas com um professor tutor sempre que desejar. Invista na sua carreira!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.