8 perguntas que são feitas em toda entrevista de emprego

pessoas em entrevista de emprego

Conquistar o sucesso profissional em uma vaga bem remunerada é um desejo de milhares de pessoas. Porém, normalmente é preciso passar por um processo seletivo antes de ser contratado. Nesse momento, surge aquele frio na barriga de responder as famosas perguntas de entrevista de emprego.

Você já passou por isso? A verdade é que cada empresa tem as suas preferências na hora de selecionar os candidatos. Porém, existem algumas questões que quase sempre aparecem.

Então, melhor conhecê-las para já pensar nas respostas, não é mesmo? Separamos algumas que estão entre as mais comuns, como as seguintes.

  • Onde você se vê em 10 anos?
  • Por que gostaria de trabalhar aqui?
  • Quais são os seus pontos fortes?
  • Quais são os seus pontos fracos?
  • Por que você deve ser contratado?
  • Por que deixou o emprego anterior?
  • Como você trabalha sob pressão?
  • Você tem alguma pergunta para mim?

A seguir, você vai conferir dicas para tirar suas dúvidas sobre as perguntas comuns na entrevista de emprego. Acompanha a leitura com atenção!

1. Onde você se vê em 10 anos?

Essa é uma pergunta que vai ajudar o recrutador a conhecer as suas ambições e perspectivas de futuro. Isso é importante para identificar as pessoas que realmente estão dispostas ao crescimento na área ou que estão buscando um salário para pagar as contas.

É claro que a segunda motivação não deixa de ter o seu valor. Porém, é natural que as empresas queiram contratar profissionais que estão dispostos a investir na carreira, buscar desenvolvimento pessoal e contribuir para a organização em médio ou longo prazo. Por isso, tenha em mente os seus objetivos para oferecer uma resposta que esteja relacionada com a vaga para a qual está se candidatando.

2. Por que gostaria de trabalhar aqui?

Esse é o momento de demonstrar identificação com a empresa e o grande risco dessa questão é expor uma possível falta de conhecimento do candidato sobre o assunto.

Logo, uma atividade essencial é buscar conhecer as principais características do negócio — sua história, segmento de atuação, diferenciais competitivos, maiores concorrentes, cultura corporativa etc. Além disso, vale pesquisar sobre as funções relacionadas com a vaga que está disponível, uma informação que pode ser encontrada em sites de emprego ou artigos que abordam o tema.

Para desenvolver sua explicação, pense nos motivos que despertam seu interesse para trabalhar naquele local específico. Ou seja, por que seria legal ser contratado por essa empresa e não para o mesmo cargo em qualquer outro lugar.

3. Quais são os seus pontos fortes?

As indagações pessoais fazem parte do roteiro de entrevista de emprego, dando oportunidade para os candidatos falarem coisas de si mesmos que não cabem no currículo online ou impresso. Nesse caso, a proposta é fazer uma análise pessoal ressaltando os aspectos positivos, tomando cuidado para não “passar do ponto”.

A intenção de querer se destacar e de agarrar a chance de trabalho pode ser uma enorme armadilha. Muitas pessoas assumem uma postura arrogante ou pretensiosa demais, sem falar daquelas que inventam mentiras para tentar garantir certa valorização.

O ideal é ressaltar as suas habilidades de forma que elas se encaixem nas funções que vão ser exercidas pelo profissional que conquistar a vaga. Por exemplo, ter uma boa comunicação pessoal é um ponto forte para ocupar a posição de vendedor, certo? Assim como a liderança e a facilidade de trabalhar em equipe. Foque as suas reais competências e evite criar uma imagem que você sabe que não vai conseguir cumprir por muito tempo.

4. Quais são os seus pontos fracos?

Ninguém quer se autodepreciar em uma situação competitiva como um processo seletivo. Contudo, é comum que os entrevistadores peçam para falar sobre suas fraquezas ou defeitos. Afinal, todos têm pontos fracos e estamos longe da perfeição.

Para dar uma resposta mais interessante, ressalte as suas fragilidades, reconhecendo o quanto você precisa se desenvolver ou falando o que tem feito para virar esse jogo. Por exemplo, se o problema é falar em público ou ser muito desorganizado, alguns cursos podem ser bastante úteis para a sua evolução. Para quem sofre com ansiedade, a menção a soluções como corrida ou outros esportes demonstra a busca pela melhoria.

5. Por que você deve ser contratado?

Essa é uma das perguntas obrigatórias na entrevista de emprego mais clássicas. O recrutador quer ser convencido pelo candidato a contratá-lo e não dá para dizer que existe apenas um tipo de resposta correta. Muitas vezes, o que ele espera é ser surpreendido e vai valorizar as pessoas que fugirem das explicações tradicionais.

Diante disso, construa seu discurso baseado em uma análise específica da oportunidade, vislumbrando o sucesso de ambas as partes — você e a empresa. Tente ser original e mostrar que é a pessoa certa para a vaga.

6. Por que deixou o emprego anterior?

Mais uma armadilha que costuma pegar quem não sabe muito bem como se comportar em uma entrevista de emprego. Falar do seu trabalho anterior deve ser uma atitude muito bem pensada para não se expor de uma forma desnecessária.

Ainda que tenha sido injustiçado ou reuniu em mente boas razões para criticar o seu antigo empregador, é melhor evitar exageros para não comprometer a sua imagem profissional.

Você pode contextualizar tudo o que aconteceu de uma forma leve e objetiva, procurando ser mais racional do que emocional. Para tanto, esse é um assunto que deve ser refletido com antecedência até chegar em uma versão sincera e madura sobre o caso.

7. Como você trabalha sob pressão?

Problemas acontecem em todos os lugares e saber como você costuma lidar com eles pode ser uma curiosidade da empresa. Isso é mais comum em seleções para cargos que envolvem o poder de tomada de decisões, por exemplo.

Na prática, a intenção é descobrir um pouco do seu jeito na hora de enfrentar desafios, conflitos, estresses e imprevistos. É possível imaginar que a expectativa do recrutador está relacionada com a sua capacidade autocontrole para contornar obstáculos e encontrar saídas, não é mesmo? Contratar alguém muito desequilibrado pode ser extremamente arriscado.

A sugestão é exemplificar uma ocasião que você já tenha vivido, dizendo o que você fez para superá-la de forma consciente e tranquila. Mais uma vez, não tente parecer algo que você não é ou contar mentiras, pois outras pequenas atitudes podem entregar que o seu perfil é bem diferente.

8. Você tem alguma pergunta para mim?

Essa é uma questão que nem todos esperam durante uma entrevista, já que o “normal” nesse contexto é ser indagado. Portanto, fique preparado para essa possibilidade e pense em, pelo menos, uma pergunta para fazer.

Não aproveitar essa oportunidade é uma atitude, muitas vezes, vista como descaso, enquanto acertar no tema pode render uma conversa proveitosa e despertar a atenção do entrevistador.

Considere alguma curiosidade sobre a empresa ou a respeito da vaga ofertada para demonstrar seu interesse. Cuidado para não parecer pessoal demais (a exemplo de perguntar se existem festas de final de ano ou algo semelhante) ou questionar uma coisa muito óbvia, que você poderia saber com uma simples pesquisa na internet.

Por fim, a dica é tentar manter a estabilidade e coerência a todo momento. As perguntas de entrevista de emprego deixam de ser uma grande tensão quando você se prepara para elas.

Se você é aluno aqui da Pitágoras, não se esqueça de usar o Canal Conecta para encontrar oportunidades! Com esse portal exclusivo de empregabilidade, você estará mais próximo dos recrutadores e da sua vaga no mercado de trabalho.

Gostou do post? Aproveite para compartilhar o conteúdo nas redes sociais e ajudar os seus amigos nessa missão!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content