PEP: entenda como funciona o Parcelamento Estudantil Privado

pepentendacomofuncionaoparcelamentoestudantilprivado

O sonho de cursar o ensino superior pode ser mais facilmente atingido com o auxílio do Parcelamento Estudantil Privado (PEP). Ele foi criado com o intuito de ajudar alunos a pagarem as mensalidades, sem que isso represente um aperto financeiro.

Como existem outras alternativas para ingressar em uma faculdade além das ofertadas pelo governo, os futuros estudantes passam a ter mais segurança para optar por uma graduação. Até mesmo porque, o PEP serve para inúmeros cursos e seus diferentes graus — bacharel, licenciatura e tecnólogo.

Ficou interessado em entender melhor como funciona o Parcelamento Estudantil Privado, quais são suas principais vantagens e como ele pode ajudá-lo a preparar melhor o seu futuro? Acompanhe a seguir!

O que é PEP?

O Parcelamento Estudantil Privado (PEP) é uma alternativa de financiamento estudantil particular criada pelas maiores instituições de ensino do país. O PEP oferece um processo simplificado e ágil para quem deseja ingressar no ensino superior, mesmo que não tenha condição financeira de arcar com o valor integral das mensalidades.

Sendo assim, o parcelamento possibilita que o estudante comece a pagar a faculdade apenas depois de ter concluído o curso. Portanto, a iniciativa viabiliza a realização do sonho de cursar uma graduação, uma vez que o financiamento pode chegar até 70% do valor das parcelas.

O PEP utiliza três modalidades, o PEP 25, 30 e 50, que se aplicam a alunos novatos e, também, a ingressos em cursos superiores presenciais, tornando o processo mais facilitado, sem juros e burocracias.

Como funciona o Parcelamento Estudantil Privado?

Quem opta por aderir ao Parcelamento Estudantil Privado deve arcar com parte do valor das mensalidades ao longo do curso, de forma mensal. Após a conclusão dos estudos, e com o diploma em mãos, os 70% que restaram do valor total deve ser pago de maneira parcelada pelo estudante.

No PEP 25, por exemplo, parcela-se os 70% do curso e, ao pegar o diploma, realiza-se o pagamento parcelado da dívida. No geral, o valor da mensalidade é calculado com base no custo bruto do curso, de acordo com o ano de contratação. No primeiro ano, é preciso pagar 25% do valor da mensalidade e, nos demais semestres, a porcentagem aumenta para 35%.

Após a conclusão da graduação, o aluno pagará os 70% a cada mês, considerando o custo da mensalidade vigente no último semestre. Com isso, o PEP permite que o financiamento seja realizado em várias parcelas, oferecendo melhores condições para que o estudante possa quitar a dívida tranquilamente.

Esse parcelamento estudantil particular geralmente é contratado pelas instituições de ensino que acabam tornando-se parceiras do programa, garantindo, com isso, a disponibilidade de bolsas ofertadas. Assim, o PEP funciona para praticamente todos os cursos de nível superior presenciais oferecidos pelas faculdades, exceto o de Medicina.

Dessa maneira, uma vez conseguindo participar do Parcelamento Estudantil Privado, o estudante pode contar com o benefício até o final da graduação. O processo de inscrição, aprovação e contratação do PEP é bastante simples, até mais do que a maioria dos financiamentos estudantis disponíveis no mercado.

Como o estudante pode participar do PEP?

Diferentemente de outras opções de financiamento, não é necessário que o aluno apresente a nota do Enem para inscrever-se no PEP. Além disso, dispensa-se a exigência de uma conta bancária ou fiador para ingressar e aproveitar os benefícios do programa. Portanto, basta contar com a aprovação na faculdade escolhida e solicitar a sua participação.

A aprovação do Parcelamento Estudantil Privado, no entanto, depende da quantidade de vagas disponíveis, do curso e, também, da unidade responsável pela transação. É preciso ficar atento, pois as regras do PEP podem sofrer ajustes a cada semestre. Sendo assim, o estudante deve buscar por mais informações no site oficial da faculdade, que analisará cada caso em específico.

Ou seja, para a inscrição e contratação basta que você esteja devidamente matriculado em uma instituição de ensino credenciada ao programa. Existem casos em que a faculdade não oferece ou participa do PEP, entretanto você pode solicitar uma transferência normalmente para aderir ao financiamento.

Quais as vantagens desse tipo de financiamento?

São inúmeros os benefícios oferecidos pelo Parcelamento Estudantil Privado, sendo que o maior deles é que o processo é válido para todo o período do curso. O parcelamento é pré-aprovado, e uma vez passando pelo processo seletivo, o aluno é dispensado de complicações, burocracias e, também, da incidência de juros.

Outro ponto ainda é que o candidato não é obrigado a apresentar a nota do Enem. Entretanto, caso você tenha feito a prova, não é necessário participar do processo seletivo para ser aceito no PEP. Passando no vestibular, qualquer pessoa pode solicitar a adesão ao programa, de maneira rápida e eficaz.

No entanto, é essencial escolher por um curso de graduação de uma instituição de ensino participante do Parcelamento Estudantil Privado. Geralmente, as faculdades agendam a seleção dos estudantes de acordo com o calendário escolar, por isso é preciso estar atento à vigência das datas para não perder a oportunidade de financiar os estudos.

Na Pitágoras, você tem acesso ao PEP e seus benefícios, contando com inúmeras opções de graduações na área de bacharelado, licenciatura e tecnológico. Assim, são ofertados mais de 100 cursos presenciais ou na modalidade EAD, sendo que o maior objetivo é oferecer uma formação de qualidade para quem mais precisa.

A Pitágoras tem melhorado a vida de muitas pessoas por meio de um processo de ensino responsável, preocupando-se sobretudo em formar cidadãos conscientes e profissionais de excelência para o mercado de trabalho. A missão, portanto, é impactar positivamente a experiência estudantil para que seja possível atingir melhores resultados e, também, uma prática de aprendizagem que reflita a melhoria da sociedade e do país como um todo.

Assim, você não precisa perder a próxima oportunidade de iniciar o seu curso superior, pois o PEP pode facilitar, e muito, a sua entrada na graduação. Com isso, você ficará despreocupado em relação às mensalidades e, também, às burocracias.

Como você viu, para ter acesso ao programa, é importante optar por uma faculdade que esteja comprometida em ajudar o aluno — e esse é o grande propósito da Pitágoras!

Então, que tal acessar o site do PEP agora mesmo e ver tudo o que podemos oferecer para ajudá-lo a realizar o seu sonho com de se formar em uma instituição de qualidade?

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 2.7 / 5. Número de votos: 18

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

pep

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

    Perdi meu fies no 10 período, posso utilizar o PEP para conclusão do meu curso.

      Olá, Thalia! Tudo bem? Você estuda na Pitágoras? Infelizmente, o PEP só é válido para alunos ingressantes no Ensino Superior. Você pode conferir outras oportunidades de bolsas e descontos na Pitágoras neste post.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.