Nutricionista ou Nutrólogo? Qual carreira combina mais comigo?

estudante de faculdade de nutrição

Nos últimos tempos, foi possível notar que a população tem buscado um estilo de vida saudável, com a prática de exercícios físicos e a boa alimentação, principalmente. No entanto, existem alguns empecilhos nesse processo — e o cotidiano cheio de compromissos é um deles, fazendo com que as informações sobre saúde nem sempre sejam corretas.

É por esse motivo que, ao cuidar do bem-estar, torna-se essencial ter a orientação do profissional especializado. Somente ele é capaz de sugerir intervenções que não prejudicam a saúde e trazem resultados duradouros. Neste contexto, é possível escolher entre duas formações: nutricionista ou nutrólogo. Apesar dos nomes semelhantes, essas profissões têm formações muito diferentes.

Neste artigo, conversaremos sobre Nutrição e Nutrologia. Você verá, a seguir:

  • como é a formação e o que faz um nutrólogo;
  • como é o mercado para um nutricionista;
  • como saber se você tem perfil para nutricionista ou nutrólogo.

Confira!

A Nutrologia é uma das áreas médicas que atua na avaliação, diagnóstico e tratamento de doenças relacionadas a erros alimentares e distúrbios nutricionais. Dessa forma, é necessário que o profissional tenha se graduado na faculdade de Medicina, que tem duração de 6 anos. Aqui na Pitágoras, oferecemos o curso em Eunápolis, com uma infraestrutura completa e formação de excelência — afinal, temos 20 anos de tradição no ensino superior.

Para se capacitar em Nutrologia, o médico deve cursar uma pós-graduação, especialização ou residência na área. Geralmente, essa capacitação dura 2 anos. Durante seu estudo, o profissional aprofundará seus conhecimentos em Nutrição, estudando sobre os princípios de:

  • avaliação nutricional e metabólica;
  • nutrição em situações críticas;
  • terapia nutricional;
  • nutrição nos limites da idade, relativas aos distúrbios ou insuficiências;
  • nutrição nas doenças neurológicas e intestinais.

Uma importante diferença entre o nutrologista e o nutrólogo é que o médico está habilitado para prescrever medicações, diferentemente do profissional da Nutrição. Podemos perceber essa relação quando o paciente é diagnosticado com pensamentos compulsivos com os alimentos ou diabetes. Nesse caso, deve ser encaminhado ao especialista em Nutrologia.

Dentre as atribuições do nutrólogo, podemos citar:

  • avaliação da carência ou do excesso de nutrientes;
  • prescrição de dietas e medicações específicas para cada tipo de doença relacionada à alimentação;
  • diagnóstico e tratamento de disfunções alimentares e patologias dos hábitos alimentares;
  • prescrição de nutrição parenteral, por via endovenosa, para pacientes que necessitem.

Além de atuar em consultórios, os nutrólogos também são importantes para pacientes hospitalizados e em estado crítico. Dessa forma, também podem trabalhar em clínicas e hospitais. O salário do médico, nessa ocupação, ultrapassa os R$ 7.400,00 para uma carga horária de 24 horas semanais.

Como é o mercado para um nutricionista?

O nutricionista é um profissional graduado em Nutrição. Na Pitágoras, o curso é do tipo Bacharelado e existe a modalidade semipresencial ou presencial. Após a formação, os profissionais costumam se especializar em alguma área de atuação, como Nutrição em hospitais, para escolas, esportiva ou para a indústria alimentícia.

Mas afinal, o que faz um nutricionista? De forma geral, esse profissional tem como objetivo ensinar a seus pacientes boas práticas alimentares, qualquer que seja a área da Nutrição que escolheu. Afinal, adotar uma dieta saudável e equilibrada é fundamental para a qualidade de vida.

Além disso, o paciente pode procurar um nutricionista por um motivo específico. O emagrecimento, sem dúvidas, é o principal deles, seja por questões estéticas ou para tratar a obesidade, enfermidade que cresce de forma acelerada.

Pacientes que precisam de dietas mais restritivas, como aqueles que não podem ingerir glúten ou lactose, ou desejam parar de comer carne, também podem contar com a orientação de um nutricionista. Dessa forma, evitam que haja carência de nutrientes importantes para as funções do organismo.

Para tanto, o nutricionista é capacitado para montar cardápios e ensinar receitas, buscando o balanceamento correto de nutrientes que o corpo necessita — tudo isso por meio das matérias do curso de Nutrição.

Dentre as principais funções do profissional, temos:

  • coordenação de programas de alimentação;
  • criação de cardápios e monitoramento de refeições em ambientes coletivos (como empresas e escolas);
  • controle da qualidade e do preparo dos alimentos, assim como a higiene de todo o processo;
  • prescrição de dietas individuais, com objetivos específicos;
  • acompanhamento nutricional de pacientes com necessidades restritivas.

Dessa forma, além de atuar em consultórios, os profissionais formados em Nutrição também trabalham em:

  • hospitais;
  • setor público, como conselheiros de saúde, por exemplo;
  • alimentação coletiva, em empresas com refeitórios e restaurantes;
  • indústria de alimentos;
  • suplementação esportiva;
  • docência.

Para realizar essas funções, o salário médio do nutricionista é de R$ 2.866,80, para uma carga horária de 40 horas na semana.

O principal ponto para escolher qual profissão seguir é analisar as duas graduações. Afinal, vimos que existem diferenças entre nutricionistas e nutrólogos — que, inclusive, são bastante consideráveis.

A formação em Nutrologia é bem mais demorada (cerca de 8 anos) e capacita o profissional para atuar no diagnóstico e no tratamento de patologias. Nesse caso, a intervenção pode ser feita não só com dietas personalizadas, mas também com medicação.

Já o Nutricionista terá uma formação mais rápida (em média 5 anos) e atuará diretamente com a alimentação de seus pacientes, não podendo prescrever medicamentos. A instituição de um cardápio correto e bons hábitos de vida são capazes de transformar a saúde de uma pessoa e até diminuir a necessidade de remédios. O tratamento da hipertensão, por exemplo, é bastante efetivo com a dieta correta.

É preciso ter em mente que, em ambas as profissões, o estudo deve ser constante, uma vez que sempre há atualizações nutricionais interessantes tanto para a Nutrição quanto para a Nutrologia. Assim, comparecer a congressos e eventos profissionais é muito importante.

E então, com nosso artigo foi possível decidir entre ser nutricionista ou nutrólogo? Nutrição e Medicina são duas profissões muito importantes no cenário atual, em que o excesso ou a falta da alimentação podem causar diversos distúrbios e doenças, como a obesidade, a bulimia e a anorexia.

Independente da escolha do curso, optar pela Pitágoras fará toda a diferença na formação. Afinal, essa rede tem tradição e experiência de 20 anos na educação, além de oferecer para os seus alunos laboratórios modernos, acesso a estabelecimentos de saúde e muitas aulas práticas. Não deixe de entrar em contato conosco para saber mais sobre o curso de Medicina e o de Nutrição!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.