6 desafios enfrentados por quem vai morar sozinho para estudar

estudante que mora sozinha

Morar sozinho representa um grande passo em direção à independência. A partir desse momento, o jovem pode tomar as rédeas da própria vida. Para muitos, entretanto, sair da casa dos pais não é apenas um desejo, mas uma decisão necessária para conseguir acesso a boas faculdades em outra cidade e para impulsionar a carreira.

Independentemente do motivo, a experiência de deixar a família pode ser positiva em inúmeros aspectos e trazer maturidade. Para que a liberdade conquistada seja prazerosa, por outro lado, é preciso considerar os desafios que aparecerão no caminho e aprender a contorná-los.

Pensando nisso, elencamos 6 dicas para morar sozinho ou com amigos com segurança e responsabilidade. Não deixe de conferir as sugestões da Pitágoras!

Organizar as finanças

Ao sair de casa, o jovem assumirá a responsabilidade de gerenciar a vida financeira e a economia. Entretanto, nesse contexto, muitos não dão a devida importância a um planejamento sólido para dar conta dos custos que naturalmente serão gerados. Assim, os lanches aos fins de semana podem acabar por consumir boa parte do orçamento.

Uma das dicas para morar sozinho, portanto, é se assegurar de que você não é mais dependente e que consegue se organizar a fim de quitar todas as contas em aberto. Vale listar os seus ganhos médios mensais e os custos da casa. É importante inserir nessa tabela também os gastos supérfluos que você costuma ter e avaliar o que será necessário manter ou abrir mão ao longo da jornada.

Pagar contas

Uma vez elencados todos os gastos e os ganhos, é fundamental reunir as contas a serem quitadas continuamente ou organizar um cronograma de pagamentos para não perder datas de vencimento. Você não quer arcar com juros altos e multas futuramente, não é mesmo? Nesse sentido, muitos jovens podem se atrapalhar pela falta de prática em lidar com questões burocráticas.

Uma dica interessante ao morar sozinho ou com amigos é inserir alguns boletos em débito automático ou utilizar o calendário do celular para se lembrar do compromisso. Também pode ajustá-los para uma única data, preferencialmente após o dia de receber salário, de modo que evite contar com o dinheiro de custos fixos ao longo do mês.

Por falar em remuneração, saiba que o salário do brasileiro pode não ser muito alto e, principalmente no início da carreira, não se costuma ganhar mais que isso. Mas você consegue uma renda extra por meio de atuação como freelancer em portais da internet e com o App Consultoria Educação, por exemplo.

Vencer a solidão

Vencer a solidão é um desafio comum enfrentado por quem deixa a casa dos pais. Por essa razão, especialmente aqueles que decidem se mudar de cidade pelo Prouni ou por outra bolsa, podem sentir dificuldade de adaptação. Isso porque, em geral, se está acostumado a conviver com pessoas na maior parte do tempo, pelo que uma mudança radical pode gerar frustração.

Uma das dicas morar sozinho, nesse sentido, é utilizar a tecnologia para se comunicar com família e amigos e encontrar hobbies que podem distraí-lo durante o período de adaptação. Estar na companhia de livros e filmes ou aprender um instrumento novo, por exemplo, podem ser práticas importantes para a saúde emocional.

Lidar com obrigações da casa

Para quem não tem o hábito de fazer atividades domésticas, as obrigações com a casa e a alimentação própria podem ser um grande desafio. Nessa fase, muitos estudantes deixam em segundo plano a preocupação com comida, inclusive consumindo produtos prontos de mercado. Adotar essa postura em longo prazo, entretanto, costuma ser prejudicial à saúde e gera ainda mais gastos com medicamentos.

Para adaptar-se a tarefas como lavar roupas, louças e cozinhar, vale fazer um cronograma com atividades indispensáveis, estabelecendo horários que serão dedicados ao lar. Outra dica, caso você não tenha muito tempo de sobra, é reservar o fim da semana para cuidar disso, inclusive congelando porções para a alimentação durante os dias seguintes. Você verá como isso otimiza a sua rotina!

Conciliar afazeres e vida social

Quem opta por mudar de cidade para fazer faculdade sabe da importância de conciliar todos os afazeres elencados com a vida social. Longe da família e dos amigos, é fundamental manter laços sólidos e estabelecer vínculos de amizade, inclusive para lidar melhor com essa fase tão delicada que é a conquista da independência.

Essas saídas, por outro lado, também geram gastos e devem ser previstos no orçamento mensal. Por isso, uma dica a quem tem a intenção de deixar a casa dos pais é organizar horários para os momentos de lazer e, também, fazer um pé de meia a fim de cobrir esses gastos não essenciais, porém, importantes para superar os desafios do dia a dia.

Organizar uma reserva de emergência

É possível que, no início, morar sozinho signifique contar moedas ao final do mês e trabalhar no limite do orçamento, em especial se você não conta com o apoio econômico familiar. Independentemente do suporte financeiro, entretanto, é fundamental que você pense na possibilidade de reservar uma parcela dos recebimentos em longo prazo para constituir uma reserva de emergência.

Afinal, podem surgir imprevistos ao longo da jornada que demandam recursos não previstos, seja com saúde, seja com reformas necessárias na casa ou gastos inadiáveis relacionados a oportunidades na graduação.

É importante, por essa razão, ter na poupança um montante que possa ser retirado imediatamente caso seja necessário. Quem cursa a Faculdade Pitágoras, mesmo com mensalidades e formas de ingresso acessíveis, pode sentir a necessidade de ter um livro ou material para complementar o estudo.

Morar sozinho, sem dúvidas, exige empenho do jovem que deixa a casa dos pais. Apesar dos desafios, há uma série de benefícios e aprendizados que podem ser extraídos a partir dessa experiência. A conquista da independência pode prepará-lo para a vida e engrandecer a sua trajetória. Quem se muda para as melhores cidades para fazer faculdade, portanto, não deve desistir do sonho. Com responsabilidade, esforço e planejamento será possível se adaptar à nova rotina.

E então? Gostou do conteúdo? Compartilhe este artigo com os amigos nas suas redes sociais para que mais pessoas saibam como enfrentar os desafios de morar sozinho!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

pep

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.