6 estratégias de marketing pessoal para impulsionar sua carreira

6estrategiasdemarketingpessoalparaimpulsionarsuacarreira

Acredite: uma das melhores formas de impulsionar a carreira e ser indicado para boas oportunidades é praticando o marketing pessoal! Especialmente quando o mercado está repleto de profissionais qualificados e preparados para lidar com as demandas das empresas, se destacar por meio das suas habilidades e talentos é fundamental, — e até mesmo necessário —, para manter a empregabilidade, já parou para pensar?

A verdade é que a construção de uma imagem profissional positiva tem uma importância imensa para quem deseja obter realização no âmbito corporativo. É preciso entender que a maneira como você se apresenta, se relaciona com as pessoas e conduz suas ações pode ajudá-lo a se sobressair diante de tanta concorrência, e o marketing pessoal é um grande aliado nesse sentido.

Pensando nisso, listamos neste post 6 dicas de marketing pessoal, a fim de que você comece a colocá-las em prática desde já! Continue conosco e boa leitura!

Pratique o autoconhecimento

Bom, falar sobre o que é marketing pessoal para obter sucesso na carreira envolve ter bem claro em mente todas as suas habilidades, competências, talentos, enfim: tudo aquilo que pode contribuir positivamente com a sua imagem profissional. Descobrir esses pontos fortes e usá-los a seu favor é algo que começa com um exercício de autoconhecimento.

Pare para pensar um pouco em você e em como se relaciona com as pessoas, listando aspectos que domina e aqueles em que precisa melhorar. Se for ajudá-lo, coloque tudo no papel — por exemplo, “sou um bom ouvinte, mas tenho dificuldades para me comunicar com as pessoas”. A partir disso, vá trabalhando aqueles aspectos que julgar necessário.

Determine um objetivo para sua carreira

Depois de conhecer mais sobre si mesmo, chegou a hora de entender o que pretende e aonde quer chegar profissionalmente. Até mesmo na hora de redigir um currículo, é importante elencar nosso objetivo de carreira, sendo assim, é essencial já ter essa noção bem fundamentada para praticar o marketing pessoal de maneira efetiva.

Imagine-se daqui a 5 anos, por exemplo. Caso tenha concluído a graduação, qual cargo pretende exercer? Se já estiver dentro de uma empresa, quais são seus planos de crescimento? Saber essas informações é de grande ajuda até mesmo na hora do networking, já que as pessoas, por meio do seu marketing pessoal, conhecerão seus objetivos e se lembrarão de você quando avistarem alguma oportunidade de estágio ou emprego alinhada às suas expectativas.

Aproveite as oportunidades de networking

Quem não é visto não é lembrado. Esse velho ditado, que você provavelmente já ouviu várias vezes por aí, faz todo o sentido quando o assunto é marketing pessoal. Praticar o networking é muito importante, já que cria-se uma rede de contatos profissionais que podem ajudá-lo futuramente em seus objetivos, como já explicamos logo acima.

Sendo assim, não deixe que as oportunidades passem. Participe de eventos, palestras e workshops ligados à sua área de interesse, mantenha contato com os professores e colegas de faculdade etc. Vale lembrar que muito mais do que acumular contatos, é preciso manter um relacionamento com essas pessoas. A qualidade conta bem mais do que a quantidade.

Além disso, ao fazer networking, uma dica importantíssima é deixar que as pessoas conheçam suas habilidades de forma natural, de modo em que a conversa não seja um monólogo sobre o quão bom você é em determinada competência. Saber ouvir ativamente é fundamental, assim como demonstrar interesse pelo próximo. A prática deve ser uma via de mão dupla: uma conexão ajuda a outra.

Busque aperfeiçoamento profissional

Sabemos que se destacar num mercado competitivo nem sempre é fácil. No entanto, agir estrategicamente, ou seja, entendendo o que as empresas esperam dos profissionais em termos de habilidades e competências, é uma ótima maneira de estar um passo à frente da concorrência. Sem falar, é claro, que contribui bastante para um marketing pessoal eficaz.

Buscar aperfeiçoamento é crucial. Assim, você garante o conhecimento necessário para atuar como um bom profissional e pode se tornar até mesmo disputado pelas empresas! Se ainda não fez uma graduação, chegou o momento de mudar essa atitude, afinal, os cursos EAD estão aí para facilitar o acesso ao ensino superior e são muito bem-vistos.

Uma dica de ouro é prezar por uma faculdade que ofereça sistema de parcerias com organizações de renome no mercado — o que é o caso da Pitágoras, com o canal Conecta. Isso facilita a prática do networking para os alunos e faz com que eles estejam na mira das empresas por meio de um site de vagas exclusivo para os estudantes.

Tenha uma presença digital

Impossível falar sobre exemplos de marketing pessoal sem citar a prática feita na internet, sobretudo, nas redes profissionais como o LinkedIn. Caso ainda não tenha uma conta no site, chegou a hora de criar uma, pois, trata-se de uma forma de promover suas habilidades, fazer networking e ser visto pelas empresas, tudo em um único lugar. Interessante, não é?

A criação de uma presença digital forte fará com que as pessoas entendam um pouco mais sobre a sua personalidade, interesses, objetivos e habilidades. No LinkedIn, é possível até mesmo que suas conexões deixem depoimentos assegurando suas competências em determinados fatores. Nada melhor do que isso para o seu marketing pessoal, concorda?

Honre com seus compromissos

Você se lembra de que comentamos que a maneira como uma pessoa age diz muito sobre quem ela é? Pois bem, ao fazer marketing pessoal, não deixe que nada interfira negativamente na sua imagem perante as conexões e o mercado. Você verá que, com as dicas que demos até então, entrevistas para estágios começarão a surgir — e as chances de ser efetivado exercendo bem as suas habilidades são grandes. Por isso, tenha responsabilidade!

Honre com os compromissos que tem. Chegar atrasado ou se ausentar sem justificativa são atitudes que, com certeza, passam a impressão de desleixo ou desinteresse. Sendo assim, se for chamado para uma entrevista, por exemplo, busque sempre estar no local até mesmo com antecedência. O mesmo vale para tudo aquilo que você marca com alguém.

Outras dicas importantes para quem quer saber como fazer marketing pessoal são:

  • ter inteligência emocional, sabendo lidar com seus sentimentos e usá-los a seu favor;
  • praticar o rapport, ou seja, buscar uma conexão com o próximo como forma de estreitar relacionamentos;
  • não se autopromover o tempo todo, afinal, para tudo há hora e lugar, e você não quer correr o risco de ser visto como inoportuno ou inconveniente.

Entender a importância do marketing pessoal já é um grande passo rumo ao sucesso profissional. Sendo assim, não deixe de colocar em prática as dicas do post. Vale frisar que tudo isso deve ser feito com naturalidade, afinal, você não quer ser lembrado como alguém arrogante e egocêntrico, concorda? Seja empático, busque aperfeiçoamento, faça networking e cultive relacionamentos — essa é a chave para construir uma boa imagem!

Por falar em networking, sabia que é possível montar uma rede de contatos quando ainda se está na faculdade? Confira agora mesmo o nosso guia completo sobre o tema!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.