Humanas ou exatas: quais as diferenças e como identificar a opção ideal para mim?

humanasouexatasquaisasdiferencasecomoidentificaraopcaoidealparamim

Já durante o ensino médio, o estudante se esbarra em um impasse cuja escolha mudará parte da sua vida: a profissão. Para muitos, ainda surge aquela dúvida: escolho humanas ou exatas? Todas essas incertezas geram angústia e ansiedade. Afinal, a opção por um curso gera grande impacto profissional e pessoal, por isso tudo precisa ser feito com muita reflexão, planejamento e uma dose de maturidade.

Ajudar o povo de humanas a vender miçangas? Ajudar o povo de exatas a fazer planilhas? Se você ainda não sabe qual é a sua, então, continue conosco, que vamos chegar lá!

Qual a diferença entre humanas e exatas?

Humanas e exatas são 2 das 3 principais áreas do conhecimento. A outra, você sabe, né? É biológicas. A área de humanas tem foco em estudar a sociedade, a cultura e as relações sociais. Ela olha o mundo com por um viés mais reflexivo. Já a área de exatas utiliza o raciocínio lógico para solucionar problemas e testar hipóteses, ou seja, ela vê o mundo com um olhar mais pragmático.

Será que você é de humanas?

Pessoas de humanas costumam gostar de ler e, então, utilizam seu tempo livre para se envolver com diversos tipos de leitura, como livros, gibis, revistas e artigos na internet. Para elas, essa atividade é sinônimo de prazer, seja pela sensação proporcionada, seja pelo conhecimento adquirido.

Elas têm uma tendência a se relacionarem bem com os outros, gostam de se comunicar e de estudar como o ser humano interage em seu meio. Tendem a ser pessoas empáticas, sensíveis e têm um olhar humanizado com o próximo, pois procuram entender o modo de ser de cada um.

São, ainda, questionadoras e criativas. Perguntam-se o porquê das coisas e avaliam os efeitos de cada atitude na sociedade. Seus interesses são relacionados a artes, música, história, cultura. Também costumam gostar de palavras e se interessam por filosofar sobre a vida.

Na escola, costumavam gostar de matérias como Português, Redação, História e Artes. E se precisássemos resumir as pessoas de humanas em uma frase, daria mais ou menos isso: para toda explicação, elas têm um por que.

Exatas combina mais com você?

Pessoas de exatas costumam gostar de novidades tecnológicas, entender o modo de funcionamento das máquinas, planejar e testar hipóteses. Prazer, para elas, é organização. Adoram comparar e calcular hipóteses e tendem a adorar planilhas de Excel.

Elas têm uma tendência a preferir trabalhos individuais, apresentam afinidade com números e não veem dificuldade realizar análises comparativas dos possíveis resultados de cada escolha, antes de tomar alguma opção. Agir com estratégia é algo habitual a elas.

Gostam mais da prática do que da teoria. Preferem a objetividade à subjetividade. Na escola, costumavam se dar em matérias como Física, Matemática e Química. E, aqui, se fôssemos resumir as pessoas de exatas em uma frase, o resultado seria: para todo por que, elas têm uma explicação.

Como escolher a área ideal?

E agora: humanas ou exatas? As duas áreas são fundamentais à sociedade — e, tanto em uma quanto em outra, qualquer pessoa pode se dar bem, sentindo-se realizada nos estudos e no trabalho. Na área de humanas, os cursos contarão com muitas leituras e debates nos quais os alunos analisarão pontos de vista sobre determinado comportamento.

Um dos objetivos será adquirir visão crítica sobre a sociedade. É comum haver bastante subjetividade nas teorias e, com isso, teses diferentes sobre determinado assunto. Muitas vezes, não existe o argumento mais correto, apenas perspectivas diferentes.

Na área de exatas, o aluno precisará estar preparado para lidar com contas matemáticas o tempo todo. Um dos objetivos será encontrar a melhor solução para determinado problema. Ao contrário das matérias de humanas, nas exatas, existe sempre uma resposta correta.

Algumas dicas

Para saber o que escolher, é interessante, primeiro, que o estudante faça uma análise de si, de suas preferências, suas facilidades e seu modo de agir. Por exemplo, quando criança, qual era a atividade mais interessante? Passar a tarde lendo gibis, ou desmontar um aparelho e entender como ele funcionava? No seu tempo livre, você prefere conversar com amigos ou jogar um game no computador?

Depois, tente se lembrar das matérias nas quais você tinha mais facilidade e dificuldade no colégio. Havia alguma que você nem precisava estudar direito e, ainda assim, conseguia um bom desempenho?

Uma pergunta que costuma nos ajudar a entender melhor nossos sonhos é: se todas as profissões do mundo tivessem exatamente o mesmo salário, em que você trabalharia? Ter essa análise é importante, pois, muitas vezes, temos a tendência de escolher um curso apenas pela retribuição financeira.

No entanto, também é necessário fazer um exame sobre o mercado de trabalho atual e as tendências futuras. Muito tem se falado sobre o impacto da tecnologia nas profissões. É relevante ter isso em mente e se preparar para os possíveis impactos. Por exemplo, a ocupação de professor tem passado por adaptações nesses últimos tempos, com o ensino a distância e a relação virtual com os alunos.

Quais as profissões em alta em cada área?

Antes de optar por alguma área, primeiro, é importante você entender que existem muitas profissões que englobam mais de 1 delas ao mesmo tempo.

O curso de Economia, ou Ciências Econômicas, por exemplo, é considerado parte de humanas e parte de exatas. Ao mesmo tempo em que lida com muitos números, também analisa o impacto das finanças na sociedade e busca maneiras de oferecer melhor qualidade de vida. Assim também é com Arquitetura. A Psicologia, da mesma forma, pode ser contemplada na área de humanas e biológicas, por envolver o estudo de pessoas e da saúde mental.

Ficou tudo mais claro? Agora, saiba quais profissões estão mais em alta!

Humanas

Em humanas, os principais cursos são:

Exatas

Em exatas, os principais cursos são:

Estar em dúvida entre humanas ou exatas é comum — e se essa for sua situação, não se desespere! Para afastar qualquer insegurança, outras dicas que damos são conversar com profissionais sobre como eles enxergam a carreira ou, ainda, participar de uma orientação vocacional com um psicólogo especialista.

Em meio a todos esses questionamentos, só não se esqueça da importância de optar por uma instituição de qualidade, hein? A qualificação do corpo docente, infraestrutura da faculdade e seu credenciamento ao MEC são fatores que podem mudar o rumo da sua vida profissional.

Por isso, a Pitágoras se preocupa tanto em oferecer apenas cursos avaliados com notas acima de 3, trabalhar com professores pós-graduados, especialistas em suas áreas de ensino e, é claro, disponibilizar laboratórios, auditórios, campos e tudo aquilo que o aluno precisa para ter uma formação de excelência!

Curtiu o artigo? Então, você também se interessará por saber como funciona um financiamento estudantil 😉

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.2 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content