Guia prático da área de Exatas: cursos, atuações, desafios e vantagens

exatas

Humanas ou exatas? Biológicas ou saúde? Estar no Ensino Médio é se deparar com esse dilema todos os dias, tanto em relação às preferências de estudo quanto no sentido de escolher uma profissão que vai acompanhar você por um bom tempo.

Quanto mais o vestibular se aproxima, a pressão de escolher a carreira vai tomando conta, certo? É muito comum, por exemplo, para quem sempre sentiu afinidade com cálculo e raciocínio lógico, ficar em dúvida entre diversos cursos de exatas. Algum dos tipos de engenharia? Química? Matemática? Ciência da Computação? São muitas opções, certo?

Vale dizer que existe o mito de que aqueles que optam por profissões como essas que acabamos de citar ficam fechados, sozinhos, fazendo cálculos impossíveis. Mas não é bem assim! Claro que terá que encarar muita conta — porém, em toda profissão, é preciso lidar com pessoas, ter empatia e outras habilidades que vão além do raciocínio lógico.

A seguir, mostramos um panorama de diversos cursos de exatas, falamos a respeito das características desses profissionais e muito mais. Nossa missão é ajudar você na jornada até uma decisão certeira!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

O que é a área de exatas?

A área das ciências exatas tem como disciplinas fundamentais a Matemática, a Física e a Química — claro que, dependendo do curso, uma dessas matérias aparece mais que a outra. Quem ingressa em uma graduação desse tipo contará com muitas aulas de cálculo e vai precisar de raciocínio lógico para se dar bem.

Claro que o raciocínio lógico vai sendo aperfeiçoado ao longo dos anos de graduação. Isso significa que você não precisa chegar sabendo tudo e sendo um verdadeiro gênio da área da Matemática, por exemplo.

Quais as características das ciências exatas?

As ciências exatas sempre acompanharam o homem desde tempos antigos — por exemplo, para explicar fenômenos da natureza, questões sobre o espaço e resoluções de problemas dos mais diversos tipos, de construções de pontes a lançamentos de aeronaves na atmosfera.

Certamente, você já ouviu falar sobre Galileu Galilei: físico, matemático, astrônomo e um dos grandes nomes da revolução científica do século XVII. Foi ele que, ao fazer uso científico do telescópio, passou a apoiar a teoria de que não era o Sol que girava em torno da Terra e, sim, o contrário. Ao defender o modelo heliocêntrico, foi perseguido pela Inquisição.

Isaac Newton foi outro nome importante ao desenvolver suas teorias gravitacionais, que acabaram mudando o destino da Ciência. Isso porque ele elaborou o cálculo, uma das áreas mais fundamentais da Matemática moderna, e também trabalhou no conceito de força e teoria mecânica.

Outros estudiosos como Michael Faraday, no estudo das tecnologias elétricas, Nikola Tesla, com sua colaboração imprescindível para transmissões sem fio de energia, robótica, controle remoto, radar, rádio, computação etc., e Albert Einstein com a física moderna e sua Teoria da Relatividade foram de grande importância às ciências exatas. Todas essas colaborações só foram possíveis com algumas características específicas, como:

  • curiosidade por tudo aquilo que não tinha explicação até então, desde os fenômenos da natureza até a resolução de problemas variados;
  • observação e análise para poder formular e questionar teorias;
  • estudos em cima de antigas teorias para ter uma base e seguir em frente na aprendizagem;
  • diversos cálculos para comprovar as teorias.

Esses pontos ajudaram a dar embasamento para todo tipo de inovação tecnológica que existe hoje, das mais simples, como um controle remoto de televisão, até as possibilidades com Inteligência Artificial, Internet das Coisas, entre outros. Esses fatores viabilizaram a Revolução 4.0, que provoca tantas mudanças nos padrões aos quais estamos acostumados.

Assim, é preciso deixar claro que as exatas vão além de estudos solitários: você vai realizar muitas pesquisas conjuntas, leituras, cálculos e observações para poder criar e construir novidades.

Quais são os principais cursos da área?

A ciências físicas, químicas e matemáticas juntas deram origem a muitas possibilidades de faculdades de exatas. A seguir, você conhece as principais e entende melhor qual delas pode ser uma opção para a sua carreira!

Ciências da Computação

Essa formação é ideal para aqueles que amam tudo o que envolve ciência e tecnologia. Ao optar por essa faculdade, você consegue analisar problemas e projetar soluções criativas que envolvam qualquer tipo de sistema computacional. Como profissional, você vai trabalhar fazendo avaliação, especificação e desenvolvendo ferramentas e sistemas computacionais. Isso tudo é possível graças à parte da grade de disciplinas que envolve:

  • Algoritmos;
  • Técnicas de programação;
  • Circuitos digitais;
  • Cálculo diferencial e integral;
  • Física para computação.

O trabalho para quem se forma nessa graduação é variado e segue com possibilidades crescentes em áreas como gestão de informática em empresas, auditorias, telecomunicações, implantação de novas tecnologias etc.

Engenharia Ambiental

Olhar para o desenvolvimento com a garantia de que os recursos naturais não sejam esgotados: essa é a realidade dessa Engenharia. A ideia é formar pessoas com visão crítica e reflexiva de todo o processo industrial, focando a recuperação e preservação da biodiversidade. Assim, você vai estudar:

  • Ecologia básica;
  • Introdução às ciências ambientais;
  • Biologia;
  • Engenharia de edificações;
  • Desenho técnico básico.

Ao se formar, é possível trabalhar em diversas indústrias, em órgãos do governo ou mesmo como consultor para os mais variados negócios, fazendo laudos e emitindo certificações.

Engenharia Ambiental e Sanitária

Adora tudo o que envolve sustentabilidade e preservação dos recursos ambientais? Nessa graduação, você pode colocar essa paixão para jogo ao desenvolver e aplicar diversas tecnologias que protegem o ambiente dos danos causados pelas atividades humanas.

Fazem parte da grade da Engenharia Ambiental e Sanitária:

  • Ecologia;
  • Biologia;
  • Matemática básica;
  • Álgebra;
  • Química experimental.

Saneamento, planejamento e gestão ambiental, recuperação de áreas, recursos hídricos e geoprocessamento são apenas algumas das áreas em que você está apto a trabalhar após a conclusão do curso.

Engenharia Civil

Esse campo da Engenharia permite que você planeje, conceba, projete, construa e trabalhe na manutenção das mais diversas obras — sejam pontes, edifícios e demais estruturas prediais. O interessante é que, atualmente, ela requer que o profissional seja hábil para aproveitar os espaços urbanos, dando mais qualidade de vida a todos, inclusive por meio de bons projetos de arquitetura e urbanismo.

Para isso, você vai estudar:

  • Pontes e grandes estruturas;
  • Hidráulica e hidrometria;
  • Projeto arquitetônico para Engenharia Civil;
  • Logística empresarial e Engenharia de tráfego;
  • Materiais de construção civil.

Ao se formar, é possível trabalhar em empreiteiras e construtoras, com auditoria e laudos técnicos, administração predial, sistemas de transportes, dentre outras possibilidades.

Engenharia da Computação

Você sempre foi a pessoa requisitada quando o computador ou smartphone dava problema? Nunca precisou de ajuda para consertar seu notebook? Então, pode considerar se tornar um profissional de tecnologia, que atua tanto com hardware quanto com softwares. Na Engenharia da Computação, você se depara com matérias como:

  • Automação e controle;
  • Eletrônica;
  • Cálculo;
  • Circuitos digitais e elétricos;
  • Computação gráfica.

Ao se formar, o campo de trabalho é diverso e segue em uma curva crescente — inclusive, as áreas de robótica, Indústria 4.0, telecomunicações, análise de dados (Big Data) e suporte técnico são ótimas opções.

Engenharia de Controle e Automação

O principal foco dessa formação é o planejamento, melhorando a interface entre o sistema produtivo e o sistema gerencial das empresas. Fazem parte da área de atuação do engenheiro o setor da robótica, da instrumentação, da informática, da administração de sistemas de produção e da integração de sistema, além do controle de processos e da automação industrial, por exemplo.

Conheça algumas disciplinas:

  • Mecânica dos sólidos;
  • Materiais para Engenharia;
  • Microprocessadores;
  • Modelagem de processos industriais;
  • Organização industrial;
  • Planejamento de produção.

Esse profissional consegue trabalhar em áreas diversas, como informática, indústria alimentícia, agroindústria, engenharia civil etc. Lembrando que, em tempos disruptivos como o que vivemos, essa carreira se torna mais requisitada para a automação de processos.

Engenharia de Minas

Gosta de pensar sobre exploração de recursos naturais? Achamos uma opção para você! O engenheiro de minas é responsável por elaborar métodos de extração desses recursos com os equipamentos adequados para minimizar o impacto ambiental — cuidado cada vez mais crescente após os desastres em Mariana e Brumadinho, em Minas Gerais, por exemplo.

Fazem parte da grade curricular:

  • Mecânica racional;
  • Topografia;
  • Engenharia ambiental;
  • Geologia estrutural;
  • Prospecção geofísica.

Essa formação conta com algumas disciplinas gerais da Engenharia e, depois, outras focadas na área. Ao se formar, você pode trabalhar tanto em campo quanto em escritórios, realizando mapeamentos e laudos técnicos.

Engenharia de Produção

Já pensou em uma Engenharia que possibilita a você trabalhar em, basicamente, qualquer empresa? Enquanto muitos cursos são bem focados para uma área específica, a Engenharia de Produção forma profissionais com visão mais abrangente, podendo interferir para otimizar os processos da cadeia produtiva de uma organização.

Para isso, algumas das disciplinas são:

  • Cálculo diferencial e integral;
  • Desenho técnico;
  • Química e Ciência dos materiais;
  • Fenômenos de transporte;
  • Análise de custos;
  • Probabilidade e estatística.

O mercado de trabalho para o engenheiro de produção é amplo e cresce bastante. Então, se você tem um perfil organizado, interessado, sabe lidar com pessoas e números, esse curso é uma ótima pedida.

Engenharia Elétrica

Quem se forma nesse curso se torna apto a trabalhar com geração, transmissão e distribuição da energia elétrica — levando em conta os custos, a localização e a segurança do processo. Um engenheiro elétrico também pode construir e a aplicar sistemas de automação e controle em linhas de produção industrial, pensando mais na questão da Indústria 4.0.

Fazem parte das disciplinas estudadas:

  • Algoritmos;
  • Eletrônica digital;
  • Eletrônica analógica;
  • Eletrônica de potência;
  • Circuitos elétricos;
  • Desenho técnico.

As áreas de trabalho envolvem projetos de instalação e manutenção predial, pesquisa para trabalhar com energias renováveis, automação, sistemas de geração de energia etc.

Engenharia Mecânica

Se você foi aquela criança e adolescente que desmontava o rádio, a televisão e demais aparelhos de casa, certamente já considerou essa formação! A graduação permite que você desenvolva ou preste consultoria em mecânica, lidando com equipamentos mecânicos, térmicos e hidráulicos.

Algumas disciplinas estudadas serão:

  • Eletrotécnica geral;
  • Desenho técnico mecânico;
  • Fundição e processos siderúrgicos;
  • Gestão de manutenção;
  • Geração e distribuição de vapor.

Você pode trabalhar fazendo a gestão de processos industriais, com pesquisa acadêmica, desenvolvendo novas peças, prestando consultoria e no controle de qualidade de diversos setores.

Engenharia Florestal

É esse o engenheiro que está habilitado a avaliar o potencial biológico dos ecossistemas florestais, pensar em seu aproveitamento racional e sustentável para que exista a perpetuação e a manutenção das diversas formas de vida existentes.

Então, para isso, é preciso estudar disciplinas que incluem:

  • Cálculo;
  • Biologia geral;
  • Controle de incêndio;
  • Direito ambiental.

As possibilidades no mercado de trabalho incluem fiscalização, gestão ambiental, oportunidades em institutos de pesquisa, Organizações Não Governamentais (ONGs), entre outras oportunidades.

Engenharia Química

Eis uma graduação que permite explorar diversas áreas! É que, ao estudar fenômenos físicos, químicos, biológicos, implementação de sistemas em indústrias químicas, análise e novos projetos, seu campo de atuação aumenta demais.

Para isso, parte das matérias inclui:

  • fundamentos de materiais de corrosão
  • físico-química;
  • ciência dos materiais;
  • mecânica ondulatória;
  • termodinâmica química.

Há opções de emprego tanto em laboratórios variados, como farmacêutico e da beleza, na indústria de alimentos, no setor da petroquímica, também como consultor especializado em uma determinada área, entre outros.

Física

É muito comum que o aluno que opte por estudar Física siga a carreira acadêmica, realizando muitas pesquisas nas mais diversas áreas, como nuclear, média etc, e opte por dar aula, seja no Ensino Médio ou mesmo graduação. Fazem parte das disciplinas:

  • fundamentos de eletromagnetismo;
  • fundamentos de oscilação, ótica e ondas;
  • mecânica geral;
  • mecânica quântica.

Lembrando que esta graduação existe nas versões de licenciatura, focada na área acadêmica, e bacharelado, mais propensa a atuar no mercado, seja em laboratórios ou empresas diversas.

Logística

Para quem é organizado e gosta de lidar com os mais diversos processos, esse curso é uma ótima! O formando em logística está apto a gerenciar uma cadeia de suprimentos, de transportes e abastecimento, comércio internacional e logística reversa, por exemplo.

Fazem parte da grade curricular:

  • Matemática financeira;
  • Raciocínio analítico;
  • Otimização de operações;
  • Gestão da cadeia de suprimentos;

As áreas de atuação são variadas e incluem aeroportos, portos, terminais de carga, e-commerces e planejamento e consultoria tanto em empresas como de forma autônoma.

Matemática

Você sabia que a faculdade de Matemática não forma apenas professores? Essa graduação, na verdade, permite que os egressos trabalhem com ciências econômicas, por exemplo, em diversos setores financeiros, além de informática e logística.

Fazem parte das matérias que você vai estudar:

  • Teoria dos conjuntos;
  • Cálculo diferencial e integral
  • Geometria analítica;
  • Estruturas algébricas;
  • Equações diferenciais parciais.

Mais do que todas as outras graduações citadas aqui, para ingressar nesse curso, é preciso gostar demais dos números, pois eles são a base de toda a grade curricular da Matemática.

Qual o perfil do profissional de exatas?

Muitos pensam que o profissional de exatas lida apenas com números, equações e processos lógicos. Mas já vimos que há inúmeras possibilidades para os formandos. Vale lembrar também que não são carreiras voltadas apenas a homens.

Temos grandes exemplos de que mulheres contribuem tanto quanto homens nas pesquisas e descobertas das exatas. São algumas delas:

  • Marie Curie dedicou sua vida às pesquisas de radioatividade;
  • Johanna Döbereiner, pioneira em estudos sobre o solo, fez descobertas que possibilitaram ao Brasil se tornar um dos maiores produtores de soja e desenvolvido o Proálcool — o que inclusive lhe rendeu uma indicação para o Nobel de Química.

Mulheres e homens têm a mesma capacidade em qualquer que seja a área que desejam se especializar. O gênero de uma pessoa não é impeditivo nenhum. Sem preconceitos, combinado?

Tendo isso em mente, confira algumas características que devem fazer parte da rotina de quem sonha com esse universo das exatas!

Ter curiosidade

Conforme você leu sobre alguns gênios da exatas dos séculos passados, esse profissional é inquieto e busca resposta para tudo que provoca sua mente. Portanto, ser curioso e encontrar fórmulas e explicações para os questionamentos mais variados — fenômenos da natureza, o porquê da sua lâmpada estar queimando tanto, como fazer a bateria do celular durar mais etc. — é imprescindível.

É a vontade de saber mais que vai fazer com que um engenheiro ou matemático crie melhores processos para aquilo que fazemos de forma arcaica e gerando excesso de despesa.

Questionar padrões

Sabe quando alguém diz a você “faz assim porque é como tem que ser”? Se você se conformar, pode repensar seu dom para as exatas. É que, para criar novos processos e sistemas, é necessário ir além e questionar os padrões — somente dessa forma eles podem evoluir.

O pessoal que trabalha com números e cálculos tende a não aceitar o que é imposto há tanto tempo e sempre procura um jeito de inovar no que faz, seja para poupar tempo, dinheiro ou outros recursos.

Saber falar inglês

É importante não ficar apenas no inglês básico. Para fazer as leituras técnicas, que não serão poucas na vida do profissional, é preciso ter um domínio mais avançado da língua inglesa. Por isso, se você ainda não domina, é bom começar agora mesmo a aprender.

Em muitas carreiras, falar alemão, francês ou até chinês é um grande diferencial, principalmente para trabalhar em grandes corporações. Então, não pense que pode parar no inglês, viu? Lembre-se de que é preciso evoluir sempre!

Lidar bem com pessoas

Nada de achar que você vai ficar na sua sala, enclausurado com seu computador. Professores precisam lidar o tempo todo com seus alunos, assim como pesquisadores. Alguns profissionais de exatas viram gestores de uma determinada área da empresa, cenário em que é preciso exercer a liderança de forma a motivar os colaboradores.

Portanto, desenvolver a inteligência emocional, a empatia e saber se comunicar são necessidades reais para quem ama o mundo das exatas também.

Pensar no futuro

Na era das inovações, não basta ter uma tecnologia: é preciso pensar em como aperfeiçoá-la a todo instante. Por isso, profissionais de exatas vivem com a cabeça em 2030, 2050 e por aí vai, como se a vida fosse um eterno filme de ficção científica.

Basicamente, engenheiros e cientistas da computação olham para as invenções atuais e pensam como melhorar e otimizar essas criações. Por exemplo, carros que funcionem com combustíveis limpos e tenham um bom custo-benefício ou como a agroindústria pode seguir produtiva sem depredar matas virgens, para não abalar ainda mais os ecossistemas.

Não ter medo de problemas

Quem é bom em raciocínio lógico vê no problema um desafio a vencer o quanto antes. Como nem tudo é fácil de resolver, é preciso contar ainda com bastante perseverança e paciência para seguir até encontrar a solução ideal. Ou você acha que a lei da gravidade nasceu de uma hora pra outra?

Por que optar por um curso de exatas?

São graduações com ótimas possibilidades de emprego e estágio, seja no campo da informática, da automação ou da preservação ambiental. Como o momento é de novidades, há cada vez mais espaço para mentes curiosas e que possam colaborar com novas ferramentas e processos inovadores.

Aliás, falando em inovação, as empresas dos mais diversos setores estão entendendo que devem olhar para frente sempre para não perder em diferencial competitivo. Ou seja, mais um motivo para se contratar profissionais preparados!

E quais os desafios nessas áreas?

Para quem entra para o time dos formados em exatas, é preciso entender que o estudo vai muito além de cálculos. Paciência é a chave do sucesso, inclusive na graduação, durante as matérias de caráter mais matemático e menos específicas de cada curso.

Já para a sociedade, setores industriais, governamentais e do terceiro setor, os desafios estão em encontrar profissionais bem capacitados e que possam descobrir soluções para questões mais urgentes e de longo prazo, sejam elas fontes limpas de energia, avanços em Inteligência Artificial, entre outros.

Para você se dar bem, é preciso entender as mudanças e acompanhá-las ou até prevê-las antes da maioria das pessoas. Dessa maneira, para se tornar um profissional diferenciado, estudar muito e sempre se atualizar em sua área são atitudes imprescindíveis!

As exatas envolvem áreas desafiadoras, como automação, recursos naturais, computação, entre tantas outras. Mas também vale dizer que são graduações com ótimas possibilidades no mercado de trabalho, como você viu, além de permitirem realizações incríveis a toda a população. Agora, é a hora de refletir sobre os cursos e entender qual deles tem tudo a ver com sua personalidade.

Gostou de saber sobre o universo que envolve os estudos de exatas? Aproveite para compartilhar esse post em suas redes sociais e ajudar seus amigos na escolha certeira sobre essa área também!

Infográfico: 5 cursos na área de exatas em alta no mercado de trabalho

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.