Engenharia Mecânica ou de Produção? Saiba como escolher

engenheiros

Você gosta das matérias de Exatas? Então, as faculdades de Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção podem ser ótimas opções para você. Elas estão entre as mais importantes do mercado de trabalho, por isso podem levar você ao sucesso profissional.

Elas fazem parte do ramo mais amplo da Engenharia, por isso trazem vários conhecimentos em comum. Mas cada uma tem sua autonomia, e existem diferenças no dia a dia do trabalho. Conhecer bem as possibilidades pode te ajudar a tomar a melhor decisão na hora do vestibular.

A primeira é considerada altamente especializada, ligada ao domínio das máquinas. Já a segunda traz uma visão geral que busca aperfeiçoar os processos produtivos.

Quer descobrir qual destes dois tipos de engenharia é o ideal para seu perfil? Então, é só ficar com a gente até o fim do post!

Engenheiro mecânico ou de produção?

No geral, a Engenharia de Produção pensa sobre como organizar os processos dentro de uma empresa. Ela opera em diferentes tipos de instituição. Vamos pensar no caso de um hospital, por exemplo: o profissional da área define o jeito mais eficiente de organizar pessoas e aparelhos para fazer os tratamentos.

Na Engenharia Mecânica, o foco é criar e manter equipamentos úteis em diversos ambientes. Desde automóveis até grandes turbinas industriais, passando por sistemas de refrigeração e fornos, o profissional da área é figurinha marcada.

Assim, as duas áreas trazem benefícios importantes para a sociedade como um todo. O engenheiro de produção realiza planejamentos otimizados para garantir o funcionamento de serviços essenciais do dia a dia. Ele pode ser técnico ou gestor em quase todas as áreas da economia.

Já o engenheiro mecânico desenvolve tecnologias que facilitam várias atividades humanas. Ele pode atuar em processos técnicos, participando de projetos ou oferecendo consultorias, mas também pode ser um empreendedor.

Muitos produtos dependem do trabalho do engenheiro mecânico ou de produção para atender a população e aumentar o bem-estar das pessoas. Os exemplos mais claros são de áreas como a alimentícia e a de energia.

Quer entender melhor as diferenças entre Engenharia Civil e Mecânica? Um bom caso de estudo é o da própria indústria. A primeira define a distribuição de trabalhadores e ferramentas dentro da fábrica, e a segunda conta com as etapas de construção do ambiente e concepção das máquinas. Deu para entender?

Quais são as diferenças entre as áreas?

Em geral, as atuações do engenheiro funcionam de maneira integrada, juntando conhecimentos e técnicas para melhorar os processos de cada negócio. Nesse sentido, cada um tem seu campo de especialidade.

Agora, vamos mostrar as principais diferenças entre a Engenharia Mecânica e a Engenharia de Produção. Veja só!

Campo de atuação

A Engenharia Mecânica está na base de quase toda atividade da atualidade, principalmente nas áreas industriais. Ela é indispensável para a fabricação de máquinas em geral, como automóveis, ferramentas ou sistemas complexos.

O engenheiro mecânico pode assumir uma posição de destaque tanto no setor público quanto no privado. O mercado de trabalho é muito amplo, porque o mundo atual valoriza a lógica da mecanização e da automatização.

Quer conhecer alguns dos campos de atuação possíveis? É só conferir a lista abaixo:

  • gestão de processos da indústria;
  • equipamentos da indústria;
  • setores de máquinas;
  • controle de qualidade;
  • pesquisa e desenvolvimento da indústria;
  • vendas técnicas;
  • pesquisa acadêmica.

Na Engenharia de Produção, a quantidade de formas de trabalho também é muito grande. É um campo de conhecimento importante para definir e administrar os processos de qualquer negócio. O objetivo é o aumento da eficiência e da qualidade.

As portas estão abertas para o engenheiro de produção em vários lugares do mercado. Ele pode ajudar na organização da rotina administrativa e de cada processo cotidiano, como:

  • operações e processos da indústria;
  • planejamento e controle da produção;
  • manutenção e segurança da produção;
  • organização de ambientes empresariais;
  • logística;
  • controle de qualidade;
  • sustentabilidade.

Salário

A média salarial da área de Engenharia Mecânica é de R$ 8.051,30, número alto perto da média nacional. Mas salários específicos podem ser maiores ainda, com um teto aproximado de R$ 17.692,92!

No caso da Engenharia de Produção, a média salarial é de R$ 8.341,37. Dependendo da situação, a remuneração pode chegar a R$ 17.932,32. Nada a reclamar, concorda?

Deu pra perceber que as duas áreas são muito valorizadas no mercado de trabalho contemporâneo, né? Sem dúvida, seguir a profissão de Engenharia é um caminho certo para uma grande realização profissional.

Mercado

Por causa da importância da Engenharia para o funcionamento da sociedade, há uma grande demanda por profissionais da área no mercado de trabalho. Eles são necessários para planejar e executar vários projetos, desde hospitais até estradas.

O que vai mudar entre a Engenharia de Produção e a Engenharia Mecânica é, principalmente, o tipo de função. Nos dois casos, há várias oportunidades que garantem excelentes opções ao profissional.

Aqui na Pitágoras, nossos cursos de Engenharia trazem tudo que você precisa para se destacar nessa trajetória. As teorias estão conectadas com as atividades práticas, te ajudando a desenvolver as habilidades exigidas no mercado.

A formação é complementada com os estágios curriculares. Eles te ajudam a ter desde cedo as experiências essenciais no mercado. Esse é um ponto decisivo para se inserir na realidade da profissão.

Ao estudar na Pitágoras, você tem acesso também ao Canal Conecta, uma plataforma de busca exclusiva para as melhores oportunidades no mercado. Depois de definir o seu percurso com apoio total da faculdade, fica mais simples ter sucesso na carreira.

Por que é importante fazer a escolha correta?

As semelhanças entre esses cursos podem deixar você com dúvida na hora de escolher qual graduação fazer. Isso porque elas são parte de um mesmo campo do conhecimento, compartilhando vários elementos.

Mesmo assim, é importante refletir sobre qual dos dois é mais adequado à sua vontade e vocação. Assim, você evita ficar frustrado no futuro, ou ter que mudar de curso no meio do caminho.

Para quem gosta de pensar na abrangência dos processos, o curso de Engenharia de Produção é o mais recomendado. Mas se a preferência é pelos pontos específicos das máquinas, o ideal é fazer o curso de Engenharia Mecânica.

É muito importante escolher uma faculdade de qualidade, que ajude você a se posicionar bem no mercado. Veja se a instituição tem facilidades como várias formas de ingresso — incluindo vestibular online. Nesse sentido, a Pitágoras combina praticidade e qualidade, servindo de guia em todos os momentos.

Além do ensino reconhecido, os valores são acessíveis e você ainda pode conseguir bolsas e financiamentos por programas como Prouni e FIES. Vale prestar atenção na nota de corte de Engenharia Mecânica e de Produção.

As duas escolhas trazem oportunidades excelentes de atuação e salário. Assim, vale concentrar o pensamento em qual tipo de atividade te agrada mais e vai te trazer realização pessoal.

E agora, ficou por dentro das vantagens de cada curso? Então não perca tempo e faça a inscrição para o nosso vestibular! Vamos construir juntos uma carreira promissora para você.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

pep

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.