Engenharia Elétrica: tudo que você precisa saber sobre o curso

engenheiros elétricos

A história da eletricidade teve início lá no século VI a.C., na Grécia, com Thales de Mileto, que descobriu que uma resina chamada âmbar quando esfregada na pele ou lã de animais podia atrair objetos como palha e penas. Depois vieram outros estudiosos, mas foi Thomas Edison que inventou a lâmpada elétrica em 1879, que inaugurou outra era na eletricidade.

Com o passar dos anos, os estudos foram avançando e a eletricidade passou a ser indispensável nas nossas vidas. Grande parte desses avanços devemos à Engenharia Elétrica. Hoje, é um dos cursos mais famosos das Engenharias, o que atrai milhares de profissionais por ano para as salas de aula. Conheça a seguir mais sobre o curso de Engenharia Elétrica neste guia completo da profissão, que responderá a questões como:

  • Como é o mercado de trabalho pra Engenharia Elétrica?
  • Como funciona o curso de Engenharia Elétrica?
  • Como conseguir uma bolsa para o curso de Engenharia Elétrica?
  • Onde o profissional de Engenharia Elétrica pode trabalhar?

Vamos lá?

Como é o mercado de trabalho pra Engenharia Elétrica?

O profissional formado em Engenharia Elétrica é conhecido como engenheiro eletricista. A sua formação permite trabalho em diferentes segmentos de mercado e a ocupação de posições operacionais, mas também de liderança.

As perspectivas de trabalho na Engenharia Elétrica são ótimas para os próximos anos. Há uma tendência de expansão do setor de energia em todo o país — com isso, a necessidade de profissionais qualificados será cada vez maior.

Além disso, os avanços no uso de tecnologias do futuro ligadas às telecomunicações, bem como a necessidade de melhoria na internet faz com que a Engenharia Elétrica seja um campo bem promissor. Quando formado, você pode atuar em usinas e indústrias, mas também empresas de tecnologia, construção civil, arquitetura ou mesmo em projetos próprios.

O crescimento de sistemas fotovoltaicos, de energia solar e eólica ajuda a movimentar o mercado para o engenheiro eletricista. Com o avanço das tecnologias, o profissional tem sido requisitado em empresas voltadas à automação residencial. Mais a frente, a gente explica essa área, mas agora vamos conhecer os salários!

Salário

O salário na Engenharia Elétrica varia, mas ele é regulamentado pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). Um estagiário recebe em média R$ 1.278*. No cargo de trainee, os ganhos iniciais vão de R$ 1.921* a R$ 4.180*, sendo a média de R$ 2.799*.

Só por aí já dá pra saber que são salários bem promissores, né? Espere só pra ver quanto ganha um engenheiro eletricista formado: R$ 7.695,49* pra uma jornada de trabalho de 41 horas semanais. Com dedicação e qualificação, você ainda pode conquistar até R$ 15.636,11*.

Como funciona o curso de Engenharia Elétrica?

O curso de Engenharia Elétrica tem por objetivo formar profissionais pra trabalhar em áreas que vão da geração à distribuição de energia, controle e automação, telecomunicações e outros. Durante a graduação, você aprende sobre como funciona os sistemas de geração e distribuição de energia, o que te capacita pra atuar em projetos de energia, desde o planejamento até o acompanhamento.

Na Pitágoras, a gente te prepara pra realizar estudos focados em viabilidade técnica e econômica de projetos elétricos, mas também pra executar e acompanhar obras, fazendo vistorias e avaliações.

Qual é a grade curricular do curso de Engenharia Elétrica?

A grade curricular da graduação em Engenharia Elétrica da Pitágoras contempla matérias como:

  • administração e economia pra engenheiros;
  • algoritmos e lógica de programação;
  • álgebra linear;
  • conversação de recursos naturais;
  • cálculo diferencial e integral;
  • ciência dos materiais;
  • circuitos elétricos;
  • desenho técnico;
  • eletromagnetismo;
  • geração, transmissão e distribuição de energia elétrica;
  • instalações elétricas;
  • princípios de eletricidade e magnetismo;
  • sistemas de telecomunicações.

Esses são apenas alguns dos exemplos do que você vai ver durante o curso. Aqui com a gente, você ainda tem algumas atividades extracurriculares que podem ser feitas gratuitamente durante cada semestre. As Habilidades Digitais são um dos nossos diferenciais pra formar profissionais ligados nas tendências de mercado e expert em levar a inovação pra própria atuação.

Qual é o tempo de duração do curso de Engenharia Elétrica?

O curso tem duração média de 5 anos, divididos em 10 semestres. O formato em que ele é oferecido é o Bacharelado, com foco na sua atuação profissional. Nesse período de graduação, você vai ter como base de estudo teórico das Ciências Exatas, ou seja, bastante Matemática, Física e Química. Fora isso, o curso estimula estudos voltados à área de eletrônica, eletricidade e também eletromagnetismo.

Existe curso de Engenharia Elétrica a distância?

De maneira tradicional, o curso de Engenharia Elétrica é oferecido na modalidade de ensino presencial. Mas com os avanços da tecnologia e do EAD, já é possível fazer a graduação de maneira semipresencial aqui com a gente.

E o que isso significa? Você tem matérias teóricas que são passadas de maneira online e vai até a faculdade apenas pra disciplinas práticas. Afinal, é preciso contar com a ajuda da infraestrutura dos laboratórios e pra realização de provas.

Por contar com matérias que tratam de assuntos mais complexos, como é o caso dos diferentes níveis que se aprende nas aulas de cálculo, é importante uma dedicação reforçada. Elas que vão te dar aquela base pra toda a prática como futuro profissional.

Como conseguir uma bolsa para o curso de Engenharia Elétrica?

Na Pitágoras, você pode conseguir descontos no valor das mensalidades que vão de 10% a 100%, dependendo do tipo de bolsa. Muito bom pra controlar o orçamento, né?

Pra garantir esse benefício para o curso de Engenharia Elétrica, você precisa passar pelo vestibular, seja ele o tradicional ou mesmo o Enem. Mas quais os tipos de bolsas de estudos oferecidas? É o que a gente vê a seguir!

Bolsa Enem

Esse tipo de bolsa vale durante todo o curso. Pra consegui-la, você precisa apresentar uma boa nota do Enem. O mais legal é que, quanto maior a pontuação, melhor, porque o desconto na mensalidade vai aumentando. Só pra ter uma ideia, fica assim:

  • até 600 pontos: 10% de desconto;
  • de 601 a 750 pontos: 20% de desconto;
  • de 751 a 900 pontos: 80% de desconto;
  • acima de 901: 100% de desconto.

Bolsa Incentivo

Nessa modalidade, o estudante com dificuldades financeiras pode pedir a bolsa no ato de inscrição do vestibular. Há um desconto considerável na mensalidade e, dessa forma, é possível investir na educação sem prejuízos no orçamento.

Pra aumentar as chances, é preciso atender aos critérios determinados pela instituição. O bom é que, caso seja atendida, a bolsa já começa a valer logo no início do curso. Lembrando que ela é concedida em forma de descontos e pode variar de acordo com a sua condição socioeconômica.

Prouni

O Prouni, Programa Universidade para Todos, é uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC). Oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) pra estudantes que desejam se formar em faculdades particulares, mas não têm condição de arcar com a mensalidade total.

Pra concorrer às bolsas integrais, por exemplo, você deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa. No caso das parciais, o valor da renda mensal per capita deve ser de até 3 salários mínimos. Além disso, não pode ter diploma do ensino superior e precisa contar com a nota do Enem acima de 450 pontos em uma das 3 últimas edições. Além disso, não pode ter zerado a redação.

Você também pode ir em busca de um financiamento, como o FIES, que permite dividir o valor do curso em mais parcelas. Na Pitágoras, dá pra solicitar o desconto pré-matrícula e o de pontualidade, o que já dá aquela força na hora de pegar a mensalidade.

Como se preparar para o vestibular de Engenharia Elétrica?

Se curso de Engenharia Elétrica te interessou, então, é melhor se preparar para o vestibular, certo? Confira as dicas que a gente trouxe pra que você possa fazer uma boa prova e conseguir a tão sonhada vaga na faculdade!

Conheça o conteúdo programático da prova

Independentemente se vai fazer o tradicional vestibular ou optar pelo Enem, é importante conhecer o conteúdo programático das provas. Além dos documentos essenciais que devem ser apresentados, são dadas orientações sobre quais assuntos podem cair dependendo da disciplina e também o conteúdo programático de atividades.

No caso do Enem, é importante estar bem atualizado, porque a prova prioriza assuntos do nosso dia a dia relacionados com alguma matéria vista durante o ensino médio. Vale a pena não só estudar a parte teórica, mas ficar de olho no que está acontecendo ao seu redor.

Organize os seus estudos

A gente sabe que os vestibulares dos diferentes tipos de Engenharia são concorridos. Por isso, é bom estar preparado pra tirar uma boa nota e conquistar a sua vaga na faculdade. Uma das ações mais importantes é organizar os estudos, criando um programa realista dos horários em que você tem disponível no seu dia. Não se esqueça de intercalar com intervalos pra lanches, alongamentos e também o descanso.

Por exemplo, como o foco das Engenharias está na Matemática, Física e Química, vale reservar um tempo diário pra estudar assuntos relacionados com essas matérias. Afinal, você precisa de uma nota boa nessa área. Mas isso não significa deixar as outras de lado, combinado? Faça o controle do seu tempo pra adquirir melhor todo o conhecimento necessário.

Pratique por meio dos simulados

Fazer simulados e provas antigas tem diversas vantagens — entre elas, entender melhor a lógica da prova, os padrões dos enunciados e gerir o tempo pra resolver todas as questões. Na internet, dá pra encontrar os exames de anos anteriores facilmente.

Sem contar que os treinar vestibulares anteriores te ajuda a ter confiança e colocar em prática o conteúdo aprendido. Quanto mais familiarizado você estiver com as provas, maiores são as chances de ter um bom desempenho no dia tão esperado.

Quer uma boa dica? A Trilha do Enem te ajuda com um roteiro de estudos personalizados. Além das videoaulas que podem ser vistas por diversos dispositivos, você ainda conta com simulados de provas pra testar seus conhecimentos e ver os pontos em que dá pra melhorar. Legal, né?

Faça anotações

Outra dica aqui pra se preparar para o vestibular de Engenharia Elétrica é revisar toda a matéria estudada e entender quais são as suas dificuldades, pra tirar as suas dúvidas logo.

Uma alternativa é fazer fichas pra relembrar os conteúdos quando precisar. Marque as partes importantes do tema pra consultar e foque aqueles assuntos em que sente mais dificuldade.

Onde o profissional de Engenharia Elétrica pode trabalhar?

Como a gente destacou lá no início, o mercado de trabalho da Engenharia Elétrica está aquecido e tem uma remuneração bem atrativa — inclusive, é uma das opções com melhores salários de Engenharia no país. Mas, afinal, onde atuar? Se liga nas dicas!

Geração de energia

Um dos locais que mais requisitam a presença de engenheiros eletricistas são as usinas hidrelétricas, eólicas e solares. Além de ficar responsável por planejar toda a estrutura desses locais, cabe a eles cuidar da geração de energia. Pra isso, analisam as soluções que podem trazer eficiência à execução do seu trabalho, como os locais ideais pra funcionamento dos centros de geração e distribuição de energia.

A atuação também contempla a criação de sistemas em que a energia gerada é armazenada, como é feita a distribuição, as redes pelas quais elas passam e equipamentos de captação eficientes. Vale lembrar que essa é uma das áreas de atuação mais tradicionais do engenheiro.

Telecomunicações

Você já parou pra pensar como o sinal do celular chega até o seu aparelho? Como funcionam as redes como 3G e 4G — e, nos próximos anos, o 5G? Pois saiba que um dos profissionais mais importantes pra manter tudo isso funcionando é o engenheiro eletricista.

É esse profissional que cria as redes, desenvolve projetos de expansão de telefonia e constrói sistemas de comunicação pra dispositivos móveis. Ou seja, ele trabalha com toda a integração entre o serviço e o consumidor final, sendo um importante profissional pra área de telecomunicações.

Automação

O engenheiro especialista na área de automação é responsável por fazer o controle de processos e lidar com sistemas robóticos. No caso de sistemas pra indústrias, cabe a ele desenvolver o projeto e avaliar como vai fluir a energia elétrica por meio dos equipamentos, fazendo com que eles funcionem e otimizem o trabalho do negócio.

Essas técnicas podem ser aplicadas a outras áreas, como na automação de prédios e residências. Sem contar que ele também atua no controle da quantidade ideal de energia pra uma instalação e faz a manutenção preventiva de equipamentos, com objetivo de evitar falhas.

Construção civil

A presença de um profissional formado é crucial na construção civil. Aqui, ele exerce o papel de projetar circuitos elétricos e determina os materiais a serem utilizados na parte elétrica da edificação.

Nesse caso, é possível fazer sistemas para o comércio, residências, públicos e complexos industriais. É importante lembrar que o engenheiro não participa apenas dos processos de construção: ele realiza o planejamento de reformas e até manutenções.

Hardwares e softwares

Está enganado quem pensa que os hardwares e softwares ficam apenas sob responsabilidade de profissionais da área de tecnologia. Os engenheiros eletricistas também são requisitados pra atuar na área, podendo desenhar e projetar circuitos que vão ser integrados a sistemas de computação.

Aliás, cabe lembrar a eletrônica e a microeletrônica, que estão presentes no desenvolvimento de dispositivos, garantindo o seu funcionamento. É graças a esse segmento que tanto o seu smartphone quanto o computador funcionam perfeitamente.

Qual é o perfil de um engenheiro eletricista?

O perfil de um engenheiro eletricista contempla não só uma sólida formação na área, mas também algumas características pessoais imprescindíveis. Imagina quais são elas? Veja só!

Busca constante por aprendizado

Desde que a eletricidade foi descoberta, muita coisa mudou. A evolução constante da tecnologia e do próprio mercado de Engenharia exige que o profissional esteja sempre atualizado. Afinal, pra conquistar o sucesso, é preciso saber como integrar as novidades que surgem ao seu trabalho diário, certo?

A capacitação pode vir não só por meio dos cursos de especialização, mas também a disposição pra aprender com profissionais mais capacitados e a busca por conhecimento em diferentes. Com certeza, isso te ajuda a desenvolver projetos e sistemas cada vez melhores, independentemente da sua área de atuação.

Trabalho em equipe

O engenheiro que atua por conta própria ou trabalha dentro de uma organização, precisa contar com o apoio de outros profissionais. Mesmo um projeto voltado à parte elétrica envolve pessoas de áreas diferentes, da liberação de materiais aos ajustes finais.

Então, é muito importante saber trabalhar em equipe, ser flexível, ouvir as pessoas, negociar e motivar os colaboradores — o que pode ser feito com seu estilo de liderança, independentemente de qual seja.

Pensamento estratégico

Quando executa um projeto, o engenheiro não pode apenas olhar pra parte do trabalho em questão, mas para o todo. Isso ajuda a atuar de maneira preventiva e a refletir sobre o impacto de uma ação na atuação de outro profissional.

Aliás, ter uma visão ampla sobre a sua atuação é fundamental pra sua carreira. Profissionais assim conseguem se desenvolver melhor, têm mais facilidade de serem reconhecidos como autoridade no assunto, além da bagagem completa de conhecimento.

Boa comunicação

O bom engenheiro também tem foco em melhorar a comunicação constantemente. Essa característica é essencial pra trabalhar bem em equipe, atender clientes com eficiência e lidar com situações comuns na área.

Sem contar o fato de que a comunicação permite que as pessoas entendam melhor suas ideias e se sintam mais motivadas. É importante destacar que é essa competência que ajuda no alinhamento entre as necessidades do seu cliente e os projetos a serem executados — ponto pra uma entrega de qualidade!

Onde estudar Engenharia Elétrica?

Se você já decidiu estudar Engenharia Elétrica, agora deve estar se perguntando onde cursar uma boa faculdade, né? A resposta é fácil: na Pitágoras. Desde 2000 com cursos de graduação, a gente te oferece um ensino de qualidade e se destaca pelos diferentes tipos de Engenharias oferecidos nas unidades.

No caso do curso de Engenharia Elétrica, você pode estudar tanto na modalidade presencial quanto na semipresencial, tendo flexibilidade no seu dia a dia. Ainda tem acesso às Disciplinas Interativas (DIs), que te permitem conhecer mais a fundo os desafios da sua profissão.

Outro diferencial da Pitágoras é o corpo docente. São professores qualificados e preparados, que atuam na área. Isso te ajuda a trazer ainda mais experiências positivas pra dentro da sala de aula — sem falar no networking profissional, com chances de conseguir até indicação pra uma vaga de emprego ou estágio.

Como a gente já destacou, a busca por conhecimento constante é uma das características mais importantes para o engenheiro eletricista. Na Pitágoras, você tem a chance de fazer cursos online gratuitos e com certificação de grande parceiros do mundo da tecnologia: HUAWEI ICT Academy, AWS Academy, AWS Educate e CISCO.  

Também oferecemos a Aula Destaque. Ela é realizada com profissionais renomados, que compartilham suas experiências e ensinamentos, como Ricardo AmorimPaulo CunhaMarcelo Castelli e muitos outros.

Quer mais benefício? Pois saiba que eles não param por aí! O aluno da Pitágoras tem acesso ao Canal Conecta. Esse portal de oportunidades de estágio e vagas efetivas é nosso parceiro exclusivo e facilita a sua inserção no mercado de trabalho de um jeito bem prático.

Agora é com você!

O mercado de trabalho como um todo é bastante promissor não só pra Engenharia Elétrica ou Mecânica, que são duas das opções mais famosas, mas pra todas as profissões que lidam com inovação e infraestrutura de uma sociedade.

Por isso, o curso de Engenharia Elétrica é indicado para aquelas pessoas que gostam de resolver problemas com praticidade e eficácia nas soluções. A Pitágoras forma profissionais capazes de atuar em diferentes áreas, permitindo que eles preparem desde estudos até a execução de projetos técnicos na área.

Se você ficou interessado, aproveite pra se inscrever no vestibular online da Pitágoras. Vem construir um futuro de sucesso com a gente!

*Sujeito a alteração

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content