Engenharia de Produção Agroindustrial: conheça essa área

engenharia de produção agroindustrial

Engenharia de Produção Agroindustrial é o ramo do conhecimento que atua pra maximizar o uso de recursos e processos em empresas e propriedades rurais do agronegócio. O profissional formado pode trabalhar em fábricas de equipamentos agrícolas, importadoras, indústrias químicas que produzem defensivos e fazendas que cultivam alimentos ou criam animais.

Se você quer uma carreira com boa remuneração e ampla quantidade de vagas, preste atenção no curso de Engenharia de Produção, necessário pra ingressar nesse nicho!

Pra se ter uma ideia, segundo a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), o agronegócio é responsável por 21% do PIB brasileiro1. Isso significa uma atividade rica, estável e que emprega milhares de pessoas. Quer saber mais? Então, confira nosso post agora mesmo!

O que é Engenharia de Produção Agroindustrial?

A Engenharia de Produção Agroindustrial é a vertente das Engenharias que aplica métodos de aperfeiçoamento nos sistemas ligados ao agronegócio. Nesse trabalho, estão incluídas melhorias no trabalho humano, no uso de matéria-prima, em técnicas modernas pra otimizar as plantações e criações, na fabricação e vendas de máquinas e equipamentos etc.

Além disso, é uma área que está em alta no mercado por conta do constante avanço da tecnologia no campo. Mas, afinal, o que é a Engenharia de Produção Agrícola na prática? Em seu cotidiano, esse especialista executa ações como:

  • redução dos índices de desperdício;
  • soluções pra conflitos logísticos que abranjam estocagem, transporte, utilização de insumos, entre outras medidas;
  • adequação de produtos aos diferentes mercados, fazendo com que a produção cumpra as especificações de órgãos reguladores dentro e fora do país.

Quais são as áreas de Engenharia de Produção Agroindustrial?

O agronegócio abarca muitas etapas em sua cadeia produtiva. Desse modo, existem vagas na área comercial, na distribuição de mercadorias e na produção em si. Porém, cada uma dessas atividades se ramifica em diversas outras.

Nesse contexto, um especialista com essa formação está apto pra coordenar e criar fluxos operacionais em atividades de pecuária, de grãos, extrativismo, prestação de serviços e muito mais.

Mais uma característica desse nicho é a sua permanente expansão. Por esse motivo, o estudante encontra nessa área muitas maneiras de impulsionar a carreira. Vamos conferir algumas áreas da Engenharia de Produção Agroindustrial?

Logística

Nesse caso, o engenheiro de Produção pode se especializar em logística de transporte. Assim, ele ajuda os produtores do agronegócio no escoamento de suas mercadorias do jeito mais eficiente e econômico possível.

Pra isso, o especialista estuda todos os modais: rodoviário, marítimo, aéreo e fluvial. Depois, caso a caso, monta um esquema mais vantajoso pra cada tipo de atividade e estabelecimento.

Pesquisa operacional

Mais uma das áreas da Engenharia de Produção Agroindustrial é a Pesquisa Operacional. Nesse setor, o engenheiro analisa e elabora estratégias matemáticas pra dar suporte à tomada de decisão.

Por exemplo: se for uma plantação de hortaliças, ele vai definir ações pra irrigar usando água na exata medida da necessidade. Ou seja, esse profissional eleva os rendimentos e o desempenho do negócio agrícola.

Em sua atuação, ele utiliza técnicas avançadas de cálculos e novas tecnologias. Com a pesquisa operacional, é possível encontrar saídas pra questões complexas.

Controle da qualidade

Na área de controle da qualidade, o engenheiro de Produção Agroindustrial vai monitorar as condições dos produtos finais e das operações envolvidas. Com base nesses levantamentos, ele cria sistemas pra produzir de forma segura e dentro dos padrões exigidos pelos compradores, inclusive internacionais.

Economia e formação de preços

O engenheiro de Produção Agroindustrial também pode fazer a gestão de riscos em relação à formação dos preços dos produtos agrícolas. Nesse nicho, ele monitora os fatores que interferem no valor de commodities e similares.

Esse profissional avalia a cotação de insumos, sementes, mão de obra, fenômenos da natureza, situação internacional etc. Desse modo, contribui pra manter a margem de lucro sempre no maior patamar possível.

Sustentabilidade

Mais um braço da Engenharia de Produção Agroindustrial é o setor de sustentabilidade ambiental. Nessa área, o profissional vai elaborar soluções mais ecológicas pra procedimentos do agronegócio. Por exemplo: criação de máquinas que consumam menos combustível ou de irrigadores que aproveitem e armazenem a água da chuva.

Vendas técnicas internacionais

O engenheiro no Agronegócio também pode participar ativamente das negociações comerciais, em especial daquelas feitas com outras nações. Assim, ele aplica o conhecimento sobre diferentes culturas e geopolítica pra abrir espaço em novos mercados.

Como trabalhar com Engenharia de Produção Agroindustrial?

Há muitas maneiras de como trabalhar com Engenharia de Produção Agroindustrial. Pra você ter uma dimensão do tamanho desse mercado, foi o único a aumentar o número de vagas durante o primeiro semestre de 2020, com 62,6 mil novas oportunidades.

Além de uma excelente demanda por vagas, o salário é um atrativo. Em média, o engenheiro de Produção ganha R$ 7.516,00*. Desse modo, o mercado de trabalho de Engenharia de Produção no Agronegócio é realmente muito vasto. Veja onde é possível encontrar emprego nessa carreira:

  • fábricas de tratores e equipamentos;
  • empresas que fazem defensivos agrícolas;
  • empresas que vendem insumos;
  • produções rurais em si;
  • indústria de processamento.

Onde estudar Engenharia de Produção?

Pra atuar em Engenharia de Produção Agroindustrial, será necessário se graduar na faculdade em Engenharia da Produção. Nesse contexto, é importante encontrar uma instituição de ensino com tradição e reputação na área educacional.

Felizmente, esse é o caso da Pitágoras. Assim, nossa grade curricular de Engenharia de Produção é muito ampla, preparando o aluno pra vários segmentos da economia.

Com um forte viés administrativo, nosso curso prepara muito além dos cálculos complexos e das tecnologias. Os estudantes também aprendem técnicas de gestão e de coordenação.

Mais um benefício é que temos uma política pra facilitar o ingresso e a permanência do aluno até o final do curso. Que tal verificar nossos programas pra conceder bolsa de estudos? Também damos uma força na conquista de empregos, com a parceria exclusiva do Canal Conecta.

Com o diploma de Engenharia de Produção, você vai poder atuar em inúmeras áreas, e não somente no agronegócio. Confira os principais ramos de trabalho:

  • mercado financeiro;
  • comércio;
  • indústrias (automotivas, mecânicas, metalúrgicas, químicas etc.);
  • edificações e infraestrutura;
  • produção e distribuição de energia.

Agora é com você!

A Engenharia de Produção Agroindustrial é uma área com muito potencial de crescimento, tanto em termos de vagas como de remuneração. Ao fazer essa escolha, você poderá atuar em um dos mais poderosos setores da economia brasileira.

Pra potencializar sua formação, conte com o nosso apoio. Inscreva-se no vestibular da Pitágoras!

1 CNA Brasil

*Valores sujeitos a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.