Empoderamento: o que significa na prática? 👑

mulheres se abraçando e rindo

Você já ouviu falar em empoderamento feminino? Nos últimos anos, diversos movimentos sociais passaram a ser protagonizados por mulheres. Desde o “#metoo”, que se tratava do assédio sexual em vários ambientes — até no profissional — ao “#heforshe”, que convidava homens a se unirem às lutas femininas, uma coisa é clara: as garotas estão mostrando a que vieram.

Tudo isso esbarra no conceito de empoderamento feminino, que também é compartilhado na sociedade ultimamente. Muito se fala sobre esse e outros termos, como sororidade, equidade, aceitação e mais. No fim das contas, todos chegam em um mesmo lugar: a possibilidade de um mundo mais justo e sem desigualdade entre homens e mulheres.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, é só continuar a leitura e se ligar nessa discussão atual e necessária sobre o lugar da mulher na sociedade e a importância desse conceito pra todo mundo. Vamos lá?

O que é empoderamento?

Empoderar alguém é o mesmo que “dar poder” a essa pessoa. Isso quer dizer que o empoderamento feminino fala do ato de darmos poder às mulheres. Mas, afinal: o que isso significa na prática?

Já ouviu falar no machismo estrutural? A preterição — um sinônimo pra desprezar, deixar de lado, não incluir — da mulher nas decisões da sociedade vem acontecendo desde o início da organização social no Ocidente.

Então, ao falar em poder no conceito de empoderamento, a gente quer trazer ao debate a igualdade de direitos em relação aos homens. Ou seja, poder ir e vir, estudar, trabalhar e viver como bem entender. Nada complicado, né?

Qual é a importância do empoderamento feminino?

Apesar de bem simples, esse conceito ainda não é seguido à risca. Na prática, as mulheres têm menos oportunidades do que os homens, o que você pode notar principalmente no trabalho.

O empoderamento feminino é importante pra que as próprias mulheres possam ter conhecimento de seu potencial, o que não acontecia muito na criação feminina por várias décadas. Essa noção é capaz de fazer com que elas, enfim, busquem o seu lugar na sociedade e lutem pela ocupação dos espaços que, no geral, só contam com homens.

Quais são os princípios desse empoderamento?

Entendeu o conceito e a importância, né? Mas talvez ainda esteja se perguntando como funciona na prática. Veja só estes exemplos de pauta que fazem parte do empoderamento feminino.

Fim da desigualdade de gênero

A desigualdade de gênero, como falamos ali em cima, é um problema que, vira e mexe, aparece na nossa vida. Uma das lutas do empoderamento feminino está justamente em reduzir essa diferença entre homens e mulheres na vida pessoal, na profissional e por aí vai.

Inclusão das mulheres nas decisões

Você acha que as mulheres sempre tiveram direito de votar? Sentimos em dizer que não. Isso aconteceu em diferentes momentos da história ao redor do mundo. No nosso país, o que chamamos de sufrágio feminino só foi reconhecido em 1932.

Mesmo assim, ainda falta a participação da mulher nas decisões nas empresas (elas têm apenas 13% das vagas de CEO) e na política (só representam 15%).

Remuneração igualitária

Outro dado preocupante no Brasil é o salário recebido por trabalhadores com uma mesma função. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres ganhavam só 79% do salário masculino em 2019, mesmo estando no mesmo cargo que seus colegas homens.

Fim da violência de gênero

De acordo com o jornal A Folha de São Paulo, em 2019, um caso de violência à mulher ou uma nova agressão acontecia a cada 4 minutos. Viver numa sociedade violenta limita o potencial das mulheres, porque elas ficam reféns dos riscos. Então, é uma pauta que não pode faltar.

Mais oportunidades para o público feminino

Por fim, ainda tem o aumento das oportunidades para o sexo feminino. Pensa só no empreendedorismo, por exemplo. De acordo com um levantamento feito pelo Sebrae (2019), as mulheres estão cada vez mais conquistando espaço e abrindo os seus próprios negócios. Isso é algo que deve ser incentivado!

Como se tornar uma mulher empoderada?

Está gostando do texto? Agora, pra fechar a nossa discussão, confira dicas imperdíveis pra ter empoderamento — ou conselhos pra dar às mulheres especiais de sua vida!

Busque informações sobre o feminismo

A informação é a melhor maneira de se empoderar. Por isso, pesquise e estude sobre o feminismo, seja qual for a sua orientação de gênero. Esse é um fator essencial pra desenvolver a inteligência interpessoal e se conectar mais com as pautas e questões levantadas por esse movimento.

Tenha metas estabelecidas

Pra se empoderar, uma mulher precisa saber o que quer e conhecer o seu lugar no mundo. Por isso, um plano de carreira não deve ficar de fora de suas estratégias na hora de buscar melhores oportunidades de emprego e de crescimento. Estabeleça metas tranquilas de atingir e vá, aos poucos, buscando meios pra alcançar cada uma.

Trabalhe suas habilidades

O mercado de trabalho atual pede uma boa qualificação, mas isso não é tudo. Ele dá prioridade para o profissional diferenciado. Em outras palavras, que tem habilidades que o destaca dos demais. Por isso, estude sobre empatia, estilos de liderança, capacidade de comunicação e muito mais pra sair sempre na frente da concorrência pelas vagas!

Desenvolva sua imagem

Pra se dar bem no mercado de trabalho, também é importante desenvolver a própria imagem de maneira positiva. Sabe o que isso significa? Trabalhar o marketing pessoal ou saber como se comportar em uma entrevista de emprego, por exemplo.

Não deixe de estudar

Pra fechar o nosso bate-papo com chave de ouro, uma dica que não pode ficar de fora: invista numa qualificação de qualidade. Ao escolher a Pitágoras, que te coloca no mercado de trabalho com a ajuda exclusiva do Canal Conecta e tem professores altamente preparados em vários cursos, ganha um diferencial poderoso para o seu currículo e carreira. Isso sem falar nas formas de ingresso facilitadas e as modalidades de ensino ideais pra sua rotina.

Gostou de conhecer mais sobre o empoderamento feminino e de conferir as dicas de como trazer esse conceito para o dia a dia? Esses são alguns caminhos pra que a nossa sociedade passe a ser mais justa pra todo mundo que faz parte dela!

Agora que a gente já sabe que o lugar de mulher é no local em que ela quer estar, confira nosso artigo sobre as gerações X, Y e Z e veja só como pessoas de diferentes épocas se relacionam com o mercado de trabalho.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content