Economia ou Contabilidade: entenda o que muda entre os cursos!

economiaoucontabilidadeentendaoquemudaentreoscursos

Tá em dúvida entre Economia ou Contabilidade e deseja saber mais sobre as alternativas? Mesmo que sejam parecidas, as duas áreas apresentam aspectos distintos, que podem acabar impactando sua escolha por uma graduação. Por isso, é fundamental conhecer mais sobre os objetivos de cada uma antes de tomar uma decisão.

Pode parecer confuso, mas ambos os cursos fazem parte da área de Humanas, sabia? A Contabilidade, por modificar o fenômeno patrimonial, consiste em uma ciência social. Já a Economia também vem para suprir uma necessidade humana, por meio de bens ou serviços. Curioso, não é mesmo?

Mas a parte boa é que ambas as áreas representam ótimas oportunidades para quem quer trabalhar no setor de negócios e finanças. Isso porque o mercado oferece uma série de oportunidades de crescimento profissional, aí é só você escolher o que tem mais a ver com seu perfil!

Então, continue a leitura e entenda quais são as principais diferenças entre os cursos de Economia e Contabilidade, além de entender como escolher por uma das alternativas!

Como funciona a faculdade de Contabilidade?

A área de Ciências Contábeis tem como objetivo formar profissionais responsáveis pelas contas de uma empresa, por meio do registro e controle das receitas, despesas, compras, vendas, lucros, investimentos e aplicações. Por isso, você já deve imaginar como o cargo é fundamental para o bom funcionamento de uma organização, uma vez que é por meio dele que a movimentação financeira de um negócio é controlada.

O curso de Contabilidade é um Bacharelado, opção muito atrativa para ajudá-lo a atingir crescimento na carreira. Com a duração média de 4 anos, a graduação oferece matérias abrangentes que envolvem Cálculo, Estatística, Informática, entre outras disciplinas relacionadas à Economia.

Dessa maneira, são exigidas algumas habilidades do profissional para o exercício da profissão. Alguns exemplos são:

  • raciocínio rápido;
  • planejamento e organização;
  • conhecimento sobre a área e o negócio em que atua;
  • necessidade de estar sempre atualizado a respeito das leis contábeis e empresariais.

Com tudo isso, é possível atuar como contador, consultor, auditor, perito ou, até mesmo, seguir carreira como professor no ensino superior.

Como funciona a faculdade de Economia?

Já a faculdade de Ciências Econômicas forma os estudantes para que entendam como a sociedade produz, distribui e consome bens materiais e serviços. O profissional deve analisar o contexto econômico e social, demonstrando a viabilidade financeira para projetos de empresas ou do setor público.

A graduação de Economia, assim como a de Contabilidade, também tem duração média de 4 anos e é um Bacharelado. No curso, as disciplinas envolvem conhecimentos da área de Exatas, Humanas e Políticas, fazendo com que o estudante consiga interpretar as diferentes vertentes do pensamento econômico, compreendendo como se dá a evolução do setor no Brasil e no mundo.

A carreira em Economia é cheia de boas oportunidades, sendo imprescindível ter afinidade com Matemática, Estatística, Administração, Sociologia, entre outras áreas. O profissional pode ainda atender pessoas, empresas, governo e demais instituições, oferecendo orientações e análises de mercado úteis para quem deseja preservar patrimônio.

Quais são as principais diferenças entre os dois cursos?

Apesar de as duas áreas desses cursos de ensino superior serem próximas, podemos perceber as diferenças, principalmente em relação ao currículo de cada graduação. A Contabilidade, por exemplo, tem uma função mais analítica e de análise gerencial, enquanto que a Economia se ocupa em lidar, de forma objetiva, com as questões financeiras de uma organização.

Em cada área, os dados são apresentados de maneira específica, de acordo com os conhecimentos de cada profissional e das atribuições de suas funções. O contador, por exemplo, conta com um mercado de trabalho amplo, tendo também a opção de abrir o seu próprio escritório para prestar serviços ao público, como consultorias.

Do mesmo modo, o economista também encontra excelentes oportunidades de crescimento profissional, podendo atuar em bancos, empresas privadas ou públicas, mercado financeiro, governos, magistério, entre outros. Para isso, é preciso acompanhar os diferentes cenários econômicos e como anda a taxa de juros, inflação, câmbio, além das políticas fiscais e monetárias.

Ou seja, as Ciências Contábeis proporcionam uma análise das finanças como um todo, identificando fragilidades e definindo como os recursos podem ser investidos. No caso das Ciências Econômicas, o profissional identifica as possibilidades que as empresas podem aproveitar, levando em conta a sua estrutura financeira.

Apesar das diferenças, todos os dois cursos exigem diplomas reconhecidos pelo MEC para atuar profissionalmente na área. Na Pitágoras, ambos os cursos são credenciados ao Ministério da Educação e oferecem diferentes modalidades (presencial, semipresencial e online), a fim de que você possa escolher o que mais se adéqua à sua rotina.

Como escolher a melhor alternativa?

Antes de optar por uma das graduações para seguir carreira, é preciso estar atento a alguns fatores que podem fazer a diferença na qualidade do seu processo de ensino. O ideal, portanto, é buscar o máximo de informações sobre a instituição e averiguar se ela atende às exigências do currículo e à matriz de conhecimentos necessários para ser um especialista no setor.

Assim como os objetivos de cada área são diferentes, os profissionais também contarão com oportunidades distintas de atuação. A Contabilidade, por exemplo, apresenta uma alta perspectiva de empregabilidade, atendendo tanto pessoas quanto empresas, o que assegura um bom volume de serviços e trabalhos — podendo contar com uma média salarial de R$4.631,00, que é capaz de ultrapassar os R$70.000 em cargos de alta gerência.

Por outro lado, na Economia, você deve atuar auxiliando as organizações a entenderem melhor os riscos e as oportunidades do mercado, sendo um serviço mais complexo e caro para pequenos negócios. Assim, as vagas podem ser mais concorridas, mas com grandes possibilidades salariais — podendo ganhar até R$40.000. Nada mal, né? Em média, um economista ganha em torno de R$3.151,00.

Mas nunca se esqueça de sempre priorizar as suas afinidades e necessidades profissionais, considerando os conhecimentos adquiridos ao longo do período da formação. Portanto, quanto mais informação você conseguir reunir sobre os cursos, mais próximo estará de conseguir tomar uma boa decisão que seja adequada para o seu caso!

Agora que você já sabe quais são as principais diferenças entre os cursos superiores, certamente será muito mais simples optar entre Economia ou Contabilidade, não é mesmo? Lembre-se de escolher por uma faculdade séria e compromissada com o seu aprendizado, viu? Isso impacta diretamente a sua trajetória e pode favorecer o seu reconhecimento e valorização no mercado de trabalho!

Confira algumas das unidades da Pitágoras em que há disponibilidade dos cursos de Ciências Econômicas e Ciências Contábeis:

Gostou do conteúdo? Então, aproveite a visita e entre em contato com a Pitágoras! Somos uma instituição preocupada em atender às necessidades de nossos alunos, tendo corpo docente qualificado e compromissado com a qualidade do ensino — vem conferir 😉

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.9 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

pep

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.