Como falar dos seus defeitos em uma entrevista de emprego?

homem falando dos seus defeitos em entrevista de emprego

Já virou motivo de piadas, dentro e fora dos setores de Recursos Humanos (RH) das empresas, a pergunta “qual é o seu maior defeito” seguida da resposta “sou muito perfeccionista”. Esse diálogo impressiona muitos pelo seu clichê, mas ainda acontece em várias entrevistas.

O que ninguém explica é como você deve reagir a essa pergunta. Afinal, depois de investir bastante no Canal Conecta, o portal de empregabilidade aqui da Pitágoras, você conseguiu essa chance de estágio ou emprego dos sonhos e não quer perdê-la. Logo, é comum querer se proteger citando defeitos que, na verdade, são qualidades, porque sabe que esse questionamento é uma espécie de “pegadinha” dos psicólogos de RH, certo?

Mas será que há formas de sair dessa “cilada”? Em caso afirmativo, como fazer isso? São essas e outras perguntas às quais vamos responder neste artigo. Leia até o fim e entenda a lógica por trás desse questionamento e como respondê-lo:

  • conheça os seus defeitos;
  • não apele para os clichês;
  • seja sincero;
  • mostre o que você faz para superar os defeitos;
  • dê exemplos.

Essa lista é a base da orientação que damos aos nossos alunos aqui na Faculdade Pitágoras!

Conheça os seus defeitos

Ao fazer uma pergunta como essa, o que os entrevistadores querem saber, na verdade, não é o seu pior defeito. Eles querem avaliar até onde vai o seu nível de inteligência emocional e autoconhecimento. A pergunta serve para saber se você tem autocrítica e, sobretudo, se ela ajuda você a melhorar na vida pessoal e profissional.

Defeitos, todo mundo tem. Há, entretanto, aqueles que não sabem lidar com eles, ou mesmo tentam escondê-los. Os mais egocêntricos entre nós têm dificuldades mesmo de entender quais são seus defeitos ou, em casos extremos, acreditam que não têm nenhum.

E uma pessoa que não conhece suas qualidades e defeitos tem tudo para ser alguém difícil, que não assimila o trabalho em equipe e se acha melhor que os outros. Então, o primeiro passo para responder a essa pergunta é saber quais são efetivamente os seus defeitos.

Parece óbvio, certo? Mas será que você realmente conhece suas limitações como pessoa e profissional?

Não apele para os clichês

Ao se autoexaminar, você vai encontrar inúmeros defeitos. Todos nós somos assim, não precisa se sentir mal por conta disso. Uma entrevista de estágio ou emprego não é um teste para saber quem é o melhor ser humano.

A empresa em que você pretende trabalhar também tem defeitos e qualidades, e não está ali para fazer juízo de valor do que você disser. O que acontece é que ela precisa saber se o seu perfil é o mais adequado à cultura que ela preconiza e, principalmente, se suas habilidades e comportamento condizem com o cargo que pretende desempenhar.

Uma dica importantíssima que costumamos dar por aqui é não recorrer a clichês como o que descrevemos no início deste artigo. Ao fazer isso, você dá demonstrações de que não é sincero sobre suas limitações, o que nos leva ao próximo tópico.

Seja sincero

Parecer sincero não é suficiente. Em uma entrevista de emprego, você estará lidando com psicólogos especialistas em perceber quando você tenta esconder suas intenções. Pense em tudo isso como um teste para ambos os lados.

Esteja mais concentrado em conhecer a empresa que está entrevistando você. Não à toa, todos os processos desse tipo têm início com a apresentação da organização, mas muita gente esquece que a função é que as duas partes se examinem.

Uma entrevista sincera é aquela em que candidato e organização partem de um lugar-comum de autoconhecimento e sinceridade, para que se possam abolir as formalidades. Assim como existem pontos sobre você que serão discutidos, também é aconselhável que você avalie se aquela empresa é mesmo o melhor ambiente para trabalhar naquele momento.

Mostre o que você faz para superar os defeitos

Partindo do pressuposto de que todos temos defeitos e qualidades, não se trata de escondê-los. Da mesma forma, não convém ser econômico ao falar das suas qualidades apenas para parecer modesto.

A melhor atitude sobre nossos próprios defeitos — não apenas para ser aprovado numa entrevista de emprego, mas também para evoluir como pessoa e profissional — é admiti-los e trabalhar para melhorá-los.

Assim, o melhor é ser franco com relação às suas limitações e, em seguida, dizer o que você faz para superar esses defeitos. Essa postura demonstra humildade, foco em ações positivas e a busca pelo aprendizado com os erros.

É claro que isso, por si só, não garante o sucesso na entrevista, mas é um ponto muito importante na avaliação da sua inteligência emocional e autoconhecimento por parte de quem mais entende disso: os psicólogos.

Dê exemplos

Outro erro é manter a conversa muito abstrata. É preciso ser o mais objetivo possível ao responder às perguntas, e isso inclui dar exemplos de situações do passado em que você julga que se portou mal ou bem.

Por exemplo, não diga “tenho dificuldade de lidar com prazos muito curtos, mas estou aprendendo a lidar com isso”. Diga: “Ao precisar entregar um trabalho de um mês em apenas uma semana na empresa em que trabalhei, percebi que o planejamento de emergência deve ser diferente, e agora estou tentando me expor a situações dessas para trabalhar melhor essa limitação”.

É claro que isso é apenas um exemplo, que deve ser adaptado para eventos que aconteceram com você no passado. E o principal: se você não tem experiência, não invente dados nem minta no primeiro contato, seja na apresentação do currículo online, seja na entrevista.

Esse é o erro número 1 das pessoas que não são aprovadas, e é a coisa mais fácil de perceber para os entrevistadores. Acredite, eles passam a vida entrevistando potenciais talentos para uma empresa, e não vai ser você, que passa por isso tão esporadicamente, que vai conseguir enganá-los.

De modo geral, para compreender como se portar em uma entrevista, você precisa de autoconhecimento e inteligência emocional. Esses sim são os primeiros passos para o sucesso profissional — já que até os colaboradores mais bem-sucedidos no mercado, como grandes executivos, têm defeitos e qualidades.

Agora que você já tem uma linha de raciocínio à qual recorrer no momento da próxima entrevista de emprego, que tal conhecer um pouco sobre os melhores sites de emprego da internet? Assim, você já pode começar a agendar suas próximas entrevistas!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.2 / 5. Número de votos: 31

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.