O que faz o Conselho Regional de Biomedicina?

profissional de biomedicina

Várias profissões são regulamentadas por órgãos oficiais e os biomédicos fazem parte desse grupo. Neste post, a gente vai conhecer o papel do Conselho Regional de Biomedicina (CRBM) e a sua importância para o profissional.

Esse é um dos cursos da área da saúde que estão em alta e você não pode ignorar esse tipo de informação se pretende seguir a carreira. Sabia que não basta ter o diploma de graduado se não tiver o reconhecimento da entidade que supervisiona a profissão? É isso mesmo! Todas as atividades da Biomedicina exercidas no território brasileiro são regulamentadas, e a gente vai te explicar como isso funciona.

Continue acompanhando o post que a gente preparou aqui na Pitágoras!

O que é um Conselho Regional?

Se você não sabe o que faz o Conselho Regional de Biomedicina, a gente vai explicar agora. No geral, esses órgãos são responsáveis por regulamentar as atividades relacionadas com uma profissão que é reconhecida e aprovada pelo Congresso Nacional. Por isso, existem organizações para as mais variadas carreiras, como os tipos de Engenharia, Administração, Medicina, Fisioterapia, Psicologia e outros — entre eles, a Biomedicina.

Uma das suas maiores funções é servir como referência para os trabalhadores da área e buscar melhores condições para o exercício da profissão no país. Então, não há outro jeito e o registro no Conselho de Biomedicina é mesmo obrigatório.

Pra facilitar todo o trabalho, os Conselhos Regionais são segmentados por regiões que reúnem os estados brasileiros e, normalmente, trabalham em conjunto a um Conselho Federal.

O Conselho Federal de Biomedicina, por exemplo, foi criado em 3 de setembro de 1979 pela Lei 6.684. Vem ver como a divisão no Brasil funciona:

  • CRBM 1: Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo;
  • CRBM 2: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe;
  • CRBM 3: Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Tocantins;
  • CRBM 4: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima;
  • CRBM 5: Rio Grande do Sul e Santa Catarina;
  • CRBM 6: Paraná.

Quais são as atribuições de um Conselho Regional de Biomedicina?

Os conselhos de classe são criados pra que uma entidade independente possa realizar o trabalho que o governo federal não tem estrutura pra fazer, fiscalizando cada profissão. Sem eles, a sociedade estaria mais vulnerável em relação ao cumprimento de certas normas na prestação dos serviços profissionais, sabia? Veja só quais são as suas principais atribuições.

Zelar pelo profissional

É claro que um Conselho Regional determina regras para os trabalhadores que estão sob sua supervisão, mas seu papel também é de zelar por eles. A instituição deve reconhecer os direitos e as necessidades da classe, lutando sempre por melhores condições de trabalho pra todos.

Podemos dizer que o profissional está mais protegido quando pode contar com o suporte da organização. Realmente, esse é um benefício que você gostaria de ter na sua profissão, né?

Defender seus direitos

Sem a representação de uma entidade, seria mais difícil que os profissionais de cada campo tivessem seus direitos defendidos. O Conselho é uma força criada pela união de um grupo com os mesmos interesses, como a conquista de benefícios pra categoria em âmbito regional ou nacional.

A regulamentação ajuda até que outras pessoas sem a mesma formação possam ocupar cargos dos biomédicos. Infelizmente, essa é uma prática comum no mercado e que precisa ser controlada pra não atrapalhar os profissionais formados na área.

Punir más condutas

Assim como a defesa dos direitos é parte fundamental desse contexto, a supervisão da atuação é de grande importância. Profissionais sérios e comprometidos não podem ser prejudicados pela inconsequência de outros, e muito menos a sociedade.

Então, o Conselho Regional de Biomedicina atua na disciplina e fiscalização, podendo punir aqueles que não cumprem as regras de conduta. Entre as possibilidades de sanções estão: recebimento de advertência, pagamento de multa, suspensão ou cassação do exercício profissional.

Qual é a importância de ser um profissional credenciado?

O principal valor do credenciamento no órgão está na autorização pra exercer a carreira de biomédico de forma reconhecida. Caso contrário, o profissional formado no curso de Biomedicina não pode atuar como tal ou passa a ser um criminoso pelo exercício ilegal da profissão.

Ou seja, não adianta passar anos estudando se você não for um biomédico credenciado, né? Isso garante uma contratação oficial pra ocupar esse cargo, que tem média salarial de R$ 2.449,24*, segundo o Guia de Profissões e Salários da Catho.

Outro ponto interessante é oferecer segurança pra quem vai contratar o seu serviço, seja uma pessoa física, seja uma pessoa jurídica. O credenciamento do Conselho funciona como um atestado de que você é um profissional reconhecido e tem todos os requisitos pra atuar na área.

Vale lembrar que, pra ser credenciado no Conselho Regional de Biomedicina (e em tantas outras entidades semelhantes), é preciso pagar uma taxa anual. A inscrição e o pagamento das anuidades são obrigatórios. Os biomédicos devem ainda participar das votações pra escolha dos conselheiros, o que também é uma obrigação e pode gerar multa eleitoral caso a ausência do voto não seja justificada.

Como se credenciar?

A inscrição definitiva no Conselho de Biomedicina pode ser feita após a conclusão da graduação na área. Aliás, caso você não saiba, é possível optar pela faculdade semipresencial aqui na Pitágoras pra se tornar um biomédico e ter uma rotina de estudos mais flexível — tudo isso com formas de ingresso facilitadas e várias oportunidades de bolsas e benefícios.

Então, depois de terminar o curso, você deve procurar pelo serviço de requerimento no site do órgão da sua região e enviar todos os documentos pedidos. Caso a resposta seja positiva e toda a documentação aprovada, o próximo passo é a emissão da sua Carteira de Identificação Profissional (também conhecida como cédula profissional).

Como a escolha da faculdade influencia o sucesso com o conselho?

Uma boa instituição de ensino orienta seus alunos a seguirem todas as normas definidas pelo Conselho de Biomedicina. O objetivo é que eles saiam do curso preparados para o mercado de trabalho e aptos a assumir a posição de biomédico nas diversas áreas de atuação de Biomedicina.

Afinal, não importa se você trabalha com Biomedicina e Estética, com Análise Clínica ou qualquer outra vertente — o credenciamento é essencial.

Mas essa não é uma preocupação de todas as faculdades e deve ser um ponto de atenção pra quem está procurando uma formação. Infelizmente, muitos acabam penalizados por não cumprirem a obrigatoriedade do registro e perdem o direito de exercer a profissão.

Pra evitar que esse tipo de coisa aconteça, é importante que a própria instituição ajude a criar maior consciência nos estudantes sobre o que faz um biomédico e quais as suas responsabilidades. Nesse sentido, tanto o conteúdo didático como os professores são ferramentas pra lá de essenciais.

Os alunos aqui da Faculdade Pitágoras sabem disso! Além do foco na qualidade do ensino, temos como prioridade criar uma conexão com o mercado. O acesso exclusivo ao Canal Conecta é um exemplo disso, assim como as instruções sobre a participação do Conselho Regional de Biomedicina que fazem parte do planejamento do curso.

E aí, você tem interesse em seguir a carreira de biomédico? Então, não perca a oportunidade e faça sua inscrição no nosso vestibular!

*Sujeito a alteração

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content