Saiba como ser um dermatologista

como ser dermatologista

Teste Vocacional Rápido

A Medicina é uma das carreiras que mais trazem possibilidades de atuação àqueles que nela se formam. Isso acontece graças à divisão do aprendizado em especialidades, fazendo com que médicos possam se tornar referências em apenas um campo do estudo médico.

Uma das áreas mais interessantes e em alta atualmente é, sem dúvidas, a Dermatologia. Ela trata da prevenção, do diagnóstico e do tratamento de enfermidades que atingem o maior órgão do corpo: a pele. Em um país tropical, com altas incidências de problemas como o câncer de pele, esses cuidados se tornam ainda mais importantes!

Mas, afinal, como ser um dermatologista? O primeiro passo é, claro, fazer um curso de Medicina. Mas, e depois? Confira o nosso artigo sobre o tema, conheça os caminhos possíveis (que envolvem a residência ou a especialização) e tire todas as suas dúvidas sobre esse segmento da carreira médica!

Como se tornar um dermatologista?

Chegou a hora de descobrirmos o passo a passo pra se tornar um especialista em Dermatologia. Vamos lá?

Seja um médico generalista

O primeiro passo pra se tornar um dermatologista é investir em uma faculdade de Medicina. Após os 6 anos de formação, você receberá o diploma de bacharel, que permitirá a sua atuação como médico generalista, o bom e velho “clínico geral”.

Nessa etapa, você já pode exercer a Medicina e trabalhar pelo tempo que achar necessário, convivendo com pacientes e ganhando experiência. Mas, se preferir, já pode partir pra residência médica.

Pra otimizar ainda mais a sua formação e chegar aos próximos passos com toda a base teórica e prática necessárias para o sucesso, o indicado é escolher uma graduação de confiança pra chamar de sua.

Na Pitágoras, você conta com toda a infraestrutura para o curso de Medicina. Este, por sinal, é oferecido na modalidade PBL (aprendizado baseado em problemas), que te coloca lado a lado a casos clínicos e aos pacientes desde o começo de sua graduação. Outros diferenciais imperdíveis são:

Frequente a residência médica em Dermatologia

A residência médica é um dos caminhos possíveis pra quem quer se tornar um dermatologista. Caso você opte por essa alternativa, trabalhar como generalista se torna um pouco difícil, já que os programas de residência exigem dedicação total do estudante.

Os residentes recebem uma bolsa (ou seja, remuneração) pelos 3 anos de duração dos estudos. Nesse tempo, eles estudam e trabalham em clínicas e hospitais pra aprender, na prática, todas as nuances da área dermatológica.

Faça a especialização em dermatologia

Outra possibilidade é a realização de uma especialização na área. Essa é uma espécie de pós-graduação e substitui a residência. É uma boa alternativa pra quem precisa trabalhar como generalista ao longo dos estudos.

É feito um curso, que pode ser na modalidade EAD com algumas aulas práticas, e o estudante precisa comprovar que já se formou em Medicina e que conta com certa experiência na área. Ao fim das aulas, você faz uma prova pra obter o seu título de especialista em Dermatologia.

Estude as subespecialidades da área

Além disso, é possível se especializar em especialidades da especialidade. Ficou confuso? Calma que a gente te explica!

Vamos imaginar que você já seja um dermatologista. Você não precisa parar por aí! É possível optar por setores como Dermatologia Oncológica, Dermatologia Infantil, Dermatologia Estética e muito mais. Isso enriquece o currículo e te torna um profissional ainda mais especial para o mercado de trabalho!

Fique por dentro do mercado de trabalho

Já que falamos sobre o mercado de trabalho, que tal discutirmos também a importância de estar sempre atento às tendências antes de encontrar uma especialidade pra chamar de sua?

Enquanto realiza a sua residência ou especialização, não pare de pesquisar e de entrar em contato com profissionais de diferentes áreas, sempre de olho naquilo que o mercado pede no momento. Isso fará com que as oportunidades sejam melhor aproveitadas em sua carreira!

Vale a pena ser um dermatologista?

Se você se identifica com a área, com certeza! Esse é um segmento em ascensão e, sem dúvidas, fundamental pra promoção de melhorias na autoestima e na saúde mental de pacientes de todas as idades. Tanto é que o Brasil tem o quarto maior mercado quando se trata de beleza e cuidados pessoais. Legal, né?

O dermatologista também é responsável por lidar com problemas de saúde variados. Um bom exemplo é o câncer de pele. Esse é o tipo de neoplasia mais comum no Brasil, de acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer). Em um país com alta incidência de luz solar como o nosso, a instauração de medidas preventivas é extremamente necessária para toda a população.

Sendo assim, o dermatologista é importante pra ajudar na questão estética de seus pacientes e, claro, prevenir e tratar uma série de doenças que afetam a pele. Algumas delas são:

  • alergias;
  • vitiligo;
  • câncer de pele;
  • hanseníase;
  • psoríase;
  • acne;
  • alopecia (queda de cabelos);
  • rosácea.

O salário médio para um médico dermatologista é de R$ 4.380,51* para uma jornada de trabalho de apenas 14 horas semanais. Sendo assim, é possível receber uma remuneração bastante interessante ao longo do mês!

Apenas médicos podem se especializar nos cuidados com a pele?

Tem interesse em trabalhar com os cuidados da pele, mas acha que talvez a Medicina não seja muito a sua cara? Bom, não se preocupe! Há outras alternativas para quem é fascinado por esse tema, mas deseja seguir outros campos de carreira. Confira a seguir!

Biomedicina

Uma alternativa pouco conhecida é optar pelo curso de Biomedicina. Com ele, você tem uma série de opções de áreas pra trabalhar, inclusive a que lida com a pele em seu dia a dia!

A relação entre Biomedicina e Estética tem se tornado cada vez mais visada pelo mercado de trabalho. O biomédico pode realizar procedimentos e trabalhar diariamente com a saúde cutânea de seus pacientes.

Medicina Veterinária

Outra opção é o curso de Medicina Veterinária. Sabia que algumas atribuições do profissional formado nessa graduação são bastante semelhantes às observadas no dia a dia do graduado em Medicina?

Ao se formar, o médico veterinário também poderá atuar como generalista e se especializar em Dermatologia. O foco aqui, no entanto, serão os animais. A atuação desse profissional é bastante focada no diagnóstico, tratamento e prevenção de problemas que afetam a pele dos pets.

Estética e Cosmética

O Tecnólogo em Estética e Cosmética também é outra boa opção pra quem quer trabalhar, diariamente, com os cuidados com a pele.

Nessa graduação, o estudante se prepara pra realização de procedimentos com objetivo de desenvolver a autoestima na clientela, melhorando, de dentro pra fora, o modo como essas pessoas veem o mundo!

Lembrando que, pra qualquer uma dessas carreiras, a preparação é algo fundamental para as provas! Por isso, se vai prestar o vestibular de Medicina ou qualquer um dos mencionados logo acima, é importante ter disciplina e organização. Algumas dicas são:

Seja você também um dermatologista!

Acha essa área interessante? Então, nada de relaxar: essa carreira também pode ser sua! Pra isso, é claro, vai precisar de muita dedicação nos estudos e um cuidado exemplar na hora de escolher a instituição de ensino perfeita pra sua graduação.

Nesse caso, não tenha dúvidas: se inscreva para o vestibular de Medicina da Pitágoras e tenha acesso a um ensino de qualidade, com inúmeros diferenciais e com um foco na qualificação do aluno para o mercado de trabalho!

* Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.