Confira 8 dicas práticas de como melhorar a comunicação pessoal

estudantes trocam dicas na escada sobre como melhorar a comunicação pessoal

As competências socioemocionais estão sendo mais valorizadas pelo mercado de trabalho a cada dia. Isso significa que dominar as habilidades técnicas não é mais considerado suficiente para ser um bom profissional. As empresas também precisam de colaboradores que tenham inteligência emocional.

Entre as competências essenciais, a capacidade de comunicar-se com respeito e de forma eficaz é uma das principais. Afinal, a maioria dos cargos demanda algum tipo de interação com colegas, superiores, clientes etc. Então, você precisa saber como melhorar a comunicação se quiser ter sucesso na carreira.

Para ajudar nisso, aqui na Pitágoras fizemos uma lista com 8 dicas que vão te ajudar a evitar conflitos e alcançar mais eficiência ao se comunicar:

  • cultive a empatia;
  • seja objetivo ao comunicar-se;
  • aprenda a ouvir;
  • ajuste o tom de voz;
  • preste atenção na linguagem não verbal;
  • planeje o que vai falar;
  • não seja o “dono da verdade”;
  • pratique a comunicação não violenta.

1. Cultive a empatia

Sem dúvida, a empatia é um assunto muito comentado no mundo de hoje. Exercitar essa qualidade permite guiar os seus comportamentos de maneira mais respeitosa com as outras pessoas. Colocar-se no lugar do outro é um ótimo exercício para chegar a uma boa comunicação pessoal.

Na comunicação interpessoal, o objetivo não deve ser encontrar quem está certo ou errado, mas construir pontes para que todos se entendam e consigam tirar conclusões em conjunto. E nesse sentido, a empatia é fundamental. Tente entender os valores e as experiências dos colegas ao conversar com eles.

2. Seja objetivo ao comunicar-se

Outra dica para melhorar a comunicação pessoal é investir na objetividade. Muitos conflitos surgem da dificuldade em ser objetivo. Ou seja, falar o necessário de maneira direta e focar a busca por uma solução. Várias vezes, o receio de expressar-se pode ser um obstáculo.

É importante lembrar que ser objetivo é uma das maneiras de demonstrar profissionalismo. No ambiente de trabalho, o intuito de todos deve ser o de crescer junto e resolver as pendências que surgirem. E não o de discutir indefinidamente ou perpetuar conflitos que poderiam ser resolvidos com uma conversa produtiva.

3. Aprenda a ouvir

Um dos maiores problemas da comunicação pessoal é que as pessoas se preocupam bastante com o que vão falar, mas estão pouco preparadas para ouvir. Pense em quantas situações difíceis você já viveu com amigos, colegas ou familiares pela dificuldade de escutar e de ser escutado.

Abrir-se, de fato, para ouvir os outros é estar disponível para pensar sobre o que te falam — e resistir ao impulso de respondê-los rapidamente. Fique atento para não entrar no modo de defesa e fechar sua mente para o que estão te falando. Esse hábito pode ser especialmente nocivo no ambiente de trabalho.

4. Ajuste o tom de voz

Se aprender como melhorar a comunicação pessoal é uma de suas metas para 2020, precisa ficar atento ao seu tom de voz. Em diversos momentos, torna-se complicado controlar nossas reações emocionais, e o tom de voz demonstra bastante isso. Mesmo tentando comunicar-se bem, você pode acabar demonstrando irritação ou ironia sem perceber.

Uma escolha cuidadosa de palavras pode não ter efeito se o tom em que se fala é desrespeitoso. Por isso, fique atento às suas emoções na hora de se comunicar. Se estiver sem paciência e perceber que o diálogo será prejudicado, talvez seja interessante pedir um tempo para se acalmar antes de continuar a conversa.

5. Preste atenção na linguagem não verbal

Não é somente o tom de voz que comunica seus sentimentos além da palavra. A linguagem corporal também fala muito. Seu corpo pode demonstrar desinteresse, falta de paciência e outras emoções que atrapalham a boa comunicação pessoal.

Lembre-se de que se relacionar bem impulsiona seu crescimento por meio das indicações profissionais. Então, vale a pena estudar um pouco sobre linguagem não verbal para aprender a entender e controlar as posturas comunicativas.

Ao envolver-se na comunicação interpessoal no local de trabalho, fique atento ao cuidado com as expressões faciais e corporais — por exemplo, evitando uma fisionomia rígida, que expresse raiva. Falar e comportar-se de maneira tranquila é muito útil no desafio de se comunicar.

6. Planeje o que vai falar

Nem sempre temos coisas fáceis para falar com os colegas na empresa, certo? Na rotina profissional também existe a necessidade de tecer críticas construtivas, solicitar mais auxílio, discutir um problema importante etc. Por isso, o planejamento do que vai ser falado está entre as dicas para melhorar a comunicação.

Quando você se envolver em uma situação delicada no trabalho, vale a pena refletir sobre ela e pensar no que vai falar. Assim, fica mais fácil controlar suas emoções, escolher bem as palavras e ser objetivo no momento de encontrar com os colegas ou superiores para expor o problema. Esse é um dos cuidados essenciais no networking profissional.

7. Não seja o “dono da verdade”

A postura de arrogância é um dos piores comportamentos que alguém pode ter ao tentar se comunicar com outras pessoas. Ela afasta o ouvinte e cria um clima propício ao conflito. Afinal, quem vai desejar um diálogo com alguém que se sente sempre o dono da verdade?

Fica muito difícil estabelecer uma comunicação eficaz nesse caso, pois um dos envolvidos sente que está certo e que os outros estão errados. Logo, uma das nossas dicas sobre como melhorar a comunicação é exercitar a humildade. Esteja aberto para questionar suas certezas e considerar todas as opiniões.

Isso não quer dizer que você precisa abrir mão do que pensa e sempre concordar com os outros. O ponto é buscar um equilíbrio, mantendo sua personalidade sem tentar impor o que pensa com arrogância. Busque formas de argumentar com acolhimento e respeito.

8. Pratique a comunicação pessoal não violenta

A comunicação não violenta é uma estratégia muito útil na hora de dialogar com pessoas. Ela visa diminuir os entraves que podem acontecer quando nos expressamos sem muito controle emocional. A proposta baseia-se em alguns princípios fundamentais:

  • separar o que é fato do que é julgamento;
  • identificar emoções negativas;
  • perceber as necessidades;
  • combinar uma solução.

Vamos dar um exemplo. Imagine que você está tendo problemas com um colega que atrasa a entrega do trabalho. Seria ofensivo e pouco eficiente conversar com ele motivado pela raiva e chamá-lo de irresponsável pelos atrasos, certo? Tal comportamento estabeleceria um conflito e dificultaria a solução.

Com o uso da comunicação não violenta, você evitaria julgar seu colega e focaria o fato: o atraso de determinado trabalho. Então, poderia expor a ele a necessidade de receber a tarefa no prazo correto, ouvir as dificuldades dele e combinar em conjunto uma solução para o problema.

Não tenha dúvidas de que aprender como melhorar sua comunicação pessoal vai ser muito útil para seu sucesso na carreira. Aproveite todas as oportunidades para evoluir. A experiência da faculdade, por exemplo, promove muito crescimento pessoal e profissional nesse ponto.

Quer adquirir mais conhecimentos relevantes para sua carreira? Saiba qual é a diferença entre trabalho e profissão!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.