Como funciona o Sisu na prática?

estudante fazendo inscrição sisu

Você sabe o que é e como funciona o Sisu? Se a resposta for não, chegou a hora de aprender! A gente já adianta que ele é uma boa opção pra quem quer uma vaga na faculdade pública, porque tem menos restrições e exigências do que outros programas, como o Prouni e o FIES. Mas você já tem que ir preparado: sua concorrência também costuma ser alta.

Quer saber mais? É só continuar no post. A gente aqui da Pitágoras vai te explicar como o sistema funciona, quem pode se inscrever, como é a concorrência pelas vagas do Sisu, se existe nota de corte, entre outras informações pra você virar expert no assunto! Bora lá?

Como funciona o Sisu?

Não é difícil entender como funciona o Sisu: ele nada mais é do que um grande vestibular que faz a seleção de candidatos pra faculdades públicas em nível nacional. E ele é bem democrático: pessoas de todo o Brasil podem participar do processo seletivo pra tentar uma vaga nas instituições estaduais e federais de ensino superior.

Sabe aqueles programas de bolsa e financiamento que pedem uma renda familiar máxima? Pois bem, o Sisu é diferente e não tem muitos pré-requisitos pra quem quer participar. As únicas exigências são:

  • ter participado da última edição do Enem;
  • alcançar a nota mínima (que depende do curso e da instituição);
  • não ter zerado a redação.

O Sisu não é só pra quem estudou em escola pública. Então, alunos de escolas particulares podem participar sem problemas. Também não tem limite de idade, e mesmo quem já tem diploma de ensino superior pode concorrer a uma vaga.

A seleção dos candidatos acontece duas vezes por ano e não existe diferença em como funciona o Sisu do primeiro e do segundo semestre. Os dois utilizam a nota do Enem, e o sistema — que é totalmente informatizado — seleciona as notas mais altas.

A primeira edição, que acontece no começo do ano, costuma ter as inscrições abertas em janeiro. Já no segundo semestre, o sistema fica aberto para os inscritos no mês de junho. De todo jeito, é preciso ficar de olho no site do Sisu e verificar o cronograma direitinho.

Como é a concorrência pelas vagas?

Como o Sisu funciona por meio de um sistema informatizado, a seleção dos candidatos é feita de forma automática quando as inscrições são encerradas. Ele compara as notas e coloca nos primeiros lugares os candidatos que tiveram as mais altas.

Como a gente viu, a concorrência costuma ser bem disputada, já que as oportunidades não são suficientes pra todo mundo. Só uma parte das vagas das faculdades é oferecida por meio desse programa, por isso pode ser difícil se classificar.

Veja só este exemplo: em 2019, o Sisu abriu 235.461 vagas, e a quantidade de inscritos foi de 1.823.871 candidatos. Assim, muitos ficam de fora. Preocupante, né? Mas calma! Essa não é a única opção pra ingressar no ensino superior. Existem outros programas, inclusive oferecidos pelas próprias faculdades, como as bolsas e créditos estudantis.

De toda forma, muitas faculdades oferecem vagas pelo Sisu em todas as regiões do Brasil. Pra saber quais são as opções e os cursos, você precisa acompanhar o site do MEC, que divulga as informações antes da abertura das inscrições.

Qual é a nota de corte exigida?

Além de entender o que é o Sisu e como ele funciona, é importante não esquecer que é necessário alcançar uma pontuação mínima pra concorrer às vagas. Quem não consegue o número exigido de pontos é automaticamente eliminado do processo seletivo daquele curso.

A nota de corte do Sisu não é a mesma pra todos os cursos e instituições. Ela pode ser maior ou menor dependendo das exigências da própria faculdade, e com base na quantidade de candidatos interessados nas vagas.

O cálculo dessa nota também é feito pelo próprio sistema. Ele calcula automaticamente uma vez por dia qual é a pontuação mínima necessária pra concorrer. Por isso, a primeira preocupação do candidato deve ser alcançar uma nota alta no Enem, pra ter uma chance maior de ser aprovado.

Quando for fazer a inscrição, ele também pode consultar as notas de cada curso pra optar por aqueles em que tenha mais chance de conquistar a vaga. Esse é um dos motivos pra muitos candidatos ficarem de fora de opções mais concorridas — como o curso de Medicina, que costuma exigir uma pontuação alta.

Quais são as desvantagens do programa?

Programas como Sisu, Prouni e FIES oferecem boas oportunidades pra ingressar na graduação. Inclusive, dá pra estudar em faculdades particulares, muitas vezes, sem ter que pagar a mensalidade.

Uma das desvantagens do Sisu é a concorrência alta, já que existe um interesse muito grande em fazer uma graduação gratuita. Isso aumenta a quantidade de participantes em relação às vagas, o que deixa a nota de corte lá no alto e elimina ainda mais pessoas.

Também vale considerar que, às vezes, é preciso mudar de cidade pra fazer faculdade. Isso porque não há muitas unidades públicas espalhadas pelo Brasil, por causa dos custos pra manter essas instituições funcionando.

O que dá pra fazer, então, além do Sisu?

A dica pra não pesar o orçamento e contar com uma formação de primeira é se inscrever nos cursos da Pitágoras. Aqui, você tem acesso a vários programas de bolsas e descontos.

Você pode prestar vestibular online ou usar a nota do Enem pra ingressar na Pitágoras. Também tem as vagas do Prouni e pode contar com outras bolsas de estudo.

Aqui na Pitágoras, você pode fazer a sua graduação presencial e manter contato direto com os professores e os colegas. Mas também tem a facilidade das graduações a distância, nas modalidades de ensino semipresencial e 100% online, pra conciliar os estudos com o trabalho, a família e o lazer.

Além dessas facilidades e alternativas, você ainda tem o benefício exclusivo do Canal Conecta, com acesso a vagas de estágio e emprego em primeira mão. Tudo isso pra não precisar depender exclusivamente do Sisu pra fazer uma boa faculdade com preço baixo.

Agora ficou fácil entender como funciona o Sisu e o que é preciso pra participar, né? Mesmo que o sistema seja uma boa alternativa pra você fazer um curso de graduação, lembre-se de que não é a única. Aproveite essa e as outras oportunidades que citamos pra aumentar as suas chances de conquistar o seu diploma.

Se gostou dos das vantagens de estudar aqui na Pitágoras, que tal se inscrever no vestibular pra participar de mais esse processo seletivo e garantir a sua vaga na faculdade?

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content