Cientista de dados: afinal, qual é o salário desse profissional?

cientistas de dados

Algumas profissões não têm mistério, enquanto outras deixam dúvidas no ar. O que faz um cientista de dados? Qual é seu salário? Áreas de atuação? Formação? Por unir ciência e tecnologia, é uma das profissões mais promissoras quando falamos em chances reais de crescimento e oportunidades no mercado de trabalho. 

O que nem todos os profissionais sabem é que vários cursos de graduação — Administração, Ciências da Computação e Matemática — podem abrir portas. Essa flexibilidade permite uma atuação dinâmica, em diferentes áreas. Sem contar o salário na Ciência de Dados, um dos maiores atrativos da profissão.

Tudo pronto para mergulhar na profissão do cientista de dados? Vamos lá!

Quanto ganha um cientista de dados? 

De acordo com a lista mais recente do site de recrutamento Glassdoor, o cientista de dados ocupa a terceira posição entre as melhores profissões de 2020 nos Estados Unidos. Entre os critérios da pesquisa, foram medidos o salário médio, o índice de satisfação no trabalho e a quantidade de vagas disponíveis.

Não é novidade que as profissões ligadas à tecnologia do futuro estão em alta e devem ser as áreas com maior empregabilidade nos próximos anos. Além das possibilidades de carreira no mercado de trabalho, o salário para Data Science (Ciência de Dados) é um dos maiores atrativos no Brasil e fora.

Quem escolhe seguir carreira como cientista de dados tem um salário médio inicial equivalente a R$ 7.059,77 para 40 horas semanais. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). Vamos nos aprofundar um pouco mais e avaliar a remuneração conforme o grau de experiência do profissional.

Para quem está em início de carreira, o salário varia de R$ 5.071,53 a R$ 8.065,12, dependendo do porte da empresa. No nível pleno, a faixa salarial transita entre R$ 5.331,35 e R$ 9.455,70, enquanto para o sênior é de R$ 5.480,31 a R$ 9.489,75. 

Em grandes empresas e multinacionais ou para cargos gerenciais, a remuneração é maior. De acordo com o Guia Salarial 2020 da consultoria Robert Half, o salário do cientista de dados varia de R$ 13.100 até R$ 26.700. Já para o gerente de dados, vai de R$ 17.00 até R$ 34.600. Números impressionantes, não é mesmo?

Como é o mercado de trabalho? 

O escopo de trabalho do cientista de dados, ou data scientist, está diretamente ligado à análise de dados. Por converter um grande volume de informações em insights relevantes, seu papel é trazer inteligência aos negócios e gerar vantagem competitiva. Sendo assim, as vagas para a área seguem em ascensão. 

Por ser uma profissão relativamente nova, hoje a demanda é maior do que o número de profissionais preparados para atendê-la. Isso significa que as oportunidades estão aí para quem busca qualificação. Entre as principais habilidades, podemos citar o conhecimento em tecnologias como Big Data, Machine Learning e Inteligência Artificial.

Tomar decisões baseadas em dados é um ativo valioso para qualquer empresa, incluindo o setor público e privado. Além das vagas que seguem a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), os profissionais podem buscar oportunidades também em concursos, como o do Ministério da Justiça com salário de R$ 8.300. Se esse é seu interesse, conte com a LFG para se preparar.

Mas se essa não é a sua praia, outra possibilidade é empreender. Cientistas de dados podem desenvolver aplicações próprias de análise e aproveitar os meios digitais para divulgá-las. Dessa forma, além de clientes no Brasil, empresas de fora também podem usufruir dos seus serviços, enquanto você atua do conforto de sua casa.

Em que áreas o cientista de dados pode atuar?

Escolher uma área de atuação dependerá de cada profissional. Afinal, existem diferentes tipos de personalidade e possibilidades que se encaixam melhor a elas. Entre as oportunidades com melhor salário para a Ciência de Dados, as instituições de ensino superior lideram a lista. Em seguida, desenvolvimento de softwares, licenciamento de programas customizáveis e outras, como:

  • pesquisa de mercado ou científica e desenvolvimento experimental;
  • consultoria em tecnologia da informação; 
  • empresas de manutenção de computadores;
  • bancos;
  • agências de publicidade;
  • indústrias diversas.

A profissão está mais presente no nosso dia a dia do que imaginamos. Os anúncios quando navegamos pela internet e as recomendações de plataformas de streaming como a Netflix são alguns exemplos clássicos. Nesse caso, os cientistas de dados estão por trás da organização da base de dados para a tecnologia do Machine Learning.

O que ele precisa fazer para ter salários maiores?

O primeiro passo para se destacar e aumentar suas chances de ganhos é investir em um curso superior. No início do post, falamos que o conhecimento pode vir de várias graduações. Aqui na Pitágoras, os futuros profissionais podem seguir carreira com o curso de Administração, o de Ciência da Computação ou o de Matemática.

Você também pode explorar os melhores cursos de TI e direcionar sua carreira a partir deles. As possibilidades são infinitas em uma área tão abrangente como a do Data Science. 

Além disso, é importante querer aprender mais sobre programação, estatística, processamento de dados e novas tecnologias. Afinal, são áreas que fazem parte do dia a dia dos cientistas de dados. Ao conhecê-las a fundo, melhor será o seu preparo para agregar valor ao mercado. Sem contar que a qualificação pode contribuir para salários maiores.

Qual é a importância de escolher uma boa faculdade?

Com o aumento da demanda por cientistas de dados, se sobressai o profissional que estiver melhor preparado. Por isso, para conquistar as melhores vagas do mercado de trabalho ou promoções, é essencial investir em uma faculdade de qualidade

Aqui na Pitágoras, nossos alunos contam com um sistema de ensino dinâmico e interativo, que une teoria e prática, com foco no mercado. Além disso, eles têm acesso gratuito e exclusivo ao portal Canal Conecta, que agrupa as melhores oportunidades de emprego.

Além das formas de ingresso facilitadas e democráticas, a Pitágoras oferece vários de seus cursos em diferentes modalidades de ensino:

  • presencial para quem deseja mais proximidade com a instituição de ensino;
  • a distância para alunos que querem mais flexibilidade em sua rotina, podendo estudar de onde estiverem e no momento ideal;
  • semipresencial para quem almeja o melhor dos dois mundos.

Dá para dizer que o cientista de dados tem um salário tão promissor quanto as oportunidades de construir uma boa carreira, não acha? A demanda existe e está em ascensão para os profissionais que buscam qualificação e aperfeiçoamento constante para lidar com ferramentas, metodologias atuais e novas tecnologias. Quanto mais você investir em conhecimento, maior tende a ser o retorno financeiro.

Gostou de saber mais sobre quanto ganha um cientista de dados e como uma boa faculdade pode ajudar na sua carreira? Então, venha saber como é estudar na Pitágoras!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.