Carreira em Farmácia: 6 passos para atingir o sucesso profissional

profissional que segue carreira em farmácia em laboratório

Não é incomum que as pessoas limitem o trabalho do farmacêutico ao atendimento do público e venda de remédios em drogarias. Felizmente, essa é uma ideia distorcida e as possibilidades da carreira em Farmácia vão muito além. Embora a legislação determine que as farmácias de qualquer natureza precisem contar com a presença desse profissional, esse é apenas um dos muitos campos da profissão.

O farmacêutico é especialista em medicamentos, que está sempre em contato com os contínuos avanços na farmacoterapia e a natureza multidisciplinar dos tratamentos farmacológicos. Por isso, tem um papel fundamental na pesquisa, ensino, saúde pública, distribuição ou análises clínicas, o que aponta excelentes possibilidades profissionais e um mercado em expansão. Para se ter uma ideia, a média salarial é de R$ 3.471,61.

Então, se você pretende seguir a carreira em Farmácia, comece a se planejar desde já. O primeiro passo é conhecer o que é necessário para atingir o sucesso profissional na área:

  • escolher uma boa faculdade;
  • dominar disciplinas básicas;
  • buscar conhecimento extracurricular;
  • conhecer o mercado;
  • registrar-se no Conselho Regional de Farmácia;
  • aprender novos idiomas.

Boa leitura!

1. Escolha uma boa faculdade

Para trabalhar na área, é preciso ingressar no Bacharelado em Farmácia de uma faculdade respeitada e atenta às inovações do mercado. Para tanto, comece selecionando as instituições que têm tradição na área e fique de olho no conceito atribuído a elas pelo Ministério da Educação (MEC).

Além disso, cheque sua infraestrutura e metodologia pedagógica, bem como oportunidades de ingresso na profissão oferecidas aos alunos. Se possível, também tente encontrar nas redes sociais ex-alunos bem-sucedidos em suas carreiras que possam dar depoimentos sobre a faculdade.

Tenha sempre em mente os diferenciais da faculdade. Aqui na Pitágoras, além de uma infraestrutura completa e tudo o que os estudantes precisam para seu desenvolvimento, ainda disponibilizamos o Canal Conecta: um portal exclusivo de empregabilidade.

2. Domine as disciplinas básicas

Observe a matriz curricular da faculdade de Farmácia. Isso é importante para que você tenha uma ideia mais ampla do que se aprende no curso e como as disciplinas estão distribuídas.

Embora cada instituição organize o currículo de acordo com sua metodologia de ensino, existem matérias comuns a todas as faculdades. Veja alguns exemplos dessas disciplinas básicas:

  • Anatomia Humana;
  • Bioestatística;
  • Biologia Celular e Molecular;
  • Bioquímica Básica, Clínica e de Alimentos;
  • Biossegurança;
  • Biotecnologia em Alimentos e Farmacêutica;
  • Bromatologia;
  • Citologia;
  • Cosmetologia;
  • Deontologia;
  • Enzimologia;
  • Epidemiologia;
  • Farmacobotânica;
  • Farmacologia;
  • Farmácia Hospitalar;
  • Fisiologia;
  • Física;
  • Genética;
  • Gestão Farmacêutica;
  • Hematologia Clínica;
  • Histologia e Embriologia;
  • Homeopatia;
  • Imunologia;
  • Legislação Farmacêutica;
  • Microbiologia;
  • Parasitologia;
  • Química Geral, Farmacêutica, Orgânica e Inorgânica;
  • Saúde Pública;
  • Tecnologia Farmacêutica;
  • Toxicologia.

3. Busque conhecimento extracurricular

Ao longo do curso, não se prive de buscar conhecimentos complementares que você pode acrescentar ao seu currículo. Além das atividades complementares que a própria instituição oferecer (palestras, workshops, oficinas, atividades EAD no Portal do Aluno etc.), você encontra facilmente cursos gratuitos ou com baixo custo em instituições de pesquisa renomadas. Alguns exemplos dessas instituições são Hospital Albert Einstein, Fiocruz e Bayer.

Por meio desses cursos, você aprende conteúdos pontuais ― às vezes corriqueiros, como organização de medicamentos ou logística de uma farmácia ―, mas que são fundamentais à construção da carreira de farmacêutico.

Assim, quando você ingressar em seu primeiro estágio na área, certamente estará um passo à frente dos concorrentes e até mesmo alguns colegas de trabalho.

4. Conheça o mercado

Outro ponto importante para marcar o sucesso da sua carreira é conhecer todas as áreas da Farmácia ou correlatas que necessitam da atuação de um farmacêutico. Como vimos, há um grande leque de opções para você se especializar. Dê uma olhada nos principais setores que contam com a presença do profissional, como:

  • análises clínico-laboratoriais;
  • comércio farmacêutico (vendas, representação de laboratórios etc.);
  • educação (pesquisa científica e área acadêmica);
  • farmácia hospitalar e clínica;
  • farmácia industrial;
  • gestão;
  • indústria alimentícia
  • práticas integrativas e complementares;
  • saúde pública;
  • toxicologia.

5. Registre-se no Conselho Regional de Farmácia

Assim que você se formar na faculdade de Farmácia, deve procurar o Conselho Regional de Farmácia e fazer seu registro, a fim de conquistar a habilitação legal para exercer a carreira.

Os conselhos profissionais existem em todas as profissões regulamentadas. São entidades públicas legais que estabelecem a legislação da área, normas e boas práticas profissionais, incluindo a postura ética.

Com isso, todos os farmacêuticos estão subordinados às decisões do Conselho Regional de Farmácia, que orienta e fiscaliza os profissionais, estabelecimentos e empregadores. Além disso, os conselhos regionais têm um vínculo com os sindicatos, a fim de defender direitos e deveres profissionais.

6. Aprenda novos idiomas

Assim como acontece nas demais carreiras, se você quer ter melhores oportunidades de emprego em Farmácia, precisa investir em um ou mais idiomas estrangeiros. No mundo globalizado, o inglês tornou-se uma língua obrigatória. Então, se você não tem conhecimento no idioma, corra atrás o quanto antes para não ficar em defasagem.

Porém, não se limite a apenas ao inglês. Aprender línguas como o alemão e o francês é um importante diferencial para trabalhar com Farmácia em gigantes da indústria, como é o caso da Boehringer Ingelheim e da Medley.

Por fim, é importante saber que existem, pelo menos, duas formas de ingressar na carreira em Farmácia. A primeira é o curso técnico-profissionalizante, destinado principalmente a estudantes do ensino médio ou quem deseja uma formação mais rápida. Porém, não terá as mesmas oportunidades que um diploma de graduação pode oferecer.

Com essa segunda forma, conquista grau acadêmico por meio dos cursos superiores nas modalidades presencial e semipresencial. Somente com o Bacharelado em Farmácia você pode se considerar um farmacêutico e se registrar no seu conselho regional.

Além disso, a graduação é a porta para qualquer investimento em programas de educação continuada, como é o caso da pós-graduação e das especializações.

Aqui chegamos ao fim de mais um conteúdo, mas é apenas o início da sua trajetória. Então, se você tem interesse na carreira em Farmácia e deseja saber mais sobre o Bacharelado aqui na Faculdade Pitágoras, não perca tempo e entre em contato conosco. Apresentaremos o curso, as unidades ofertadoras e tiraremos todas as suas dúvidas!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.