O que é um artigo científico e como ele é usado na faculdade?

estudante fazendo um artigo científico

Quem faz faculdade escuta bastante falar sobre o artigo científico, seja porque aquele seu amigo ou professor está produzindo ou por ter usado uma publicação dessas no trabalho de alguma matéria. Mas tem uma galera que não entende a importância deles, principalmente durante a graduação.

Se você nem sabe do que estamos falando, fique por aqui. Vamos explicar em detalhes o que é um artigo científico, sua importância na comunidade acadêmica e como ele é escrito. Vem com a gente pra descobrir que fazer um trabalho como esse contribui para o avanço da ciência e ainda te dá um gás na carreira!

O que é um artigo científico?

Pra resumir, um artigo científico é um trabalho que vai comunicar de forma sistematizada e descritiva os processos que geraram conhecimento. Não entendeu? Calma, a gente explica.

É sistematizado porque deve obedecer a modelos, normas e procedimentos próprios da ciência pra permitir que esse conhecimento contribua para o avanço de uma determinada área.

Quando você termina e faz a publicação, pode ter seu texto confirmado ou contestado por outros pesquisadores. E é descritivo, porque apresenta como determinado conhecimento foi formulado ou proposto.

Em geral, existem três tipos de artigos científicos:

  • relato de pesquisa: com ele, o pesquisador descreve seus procedimentos e apresenta seus achados;
  • relato de experiência: aqui, o autor apresenta um procedimento, uma vivência ou uma atividade;
  • revisão da literatura: o autor pesquisa a produção sobre determinado assunto.

Qual é a sua importância no meio acadêmico?

No ambiente acadêmico, o artigo científico é como os pesquisadores apresentam seus trabalhos e resultados. Ele é uma das principais formas de compartilhar o produto da pesquisa científica, como inovações e descobertas de interesse geral — e ainda produz dinamismo ao avanço da ciência.

Se você faz faculdade, seja qual for o curso ou a modalidade de ensino escolhida, pode mandar bem se produzir esse tipo de trabalho na iniciação científica. É uma vivência muito válida, principalmente pra quem quer aprender sobre metodologia científica na prática e ficar craque nos estudos relacionados com um determinado assunto.

Como produzir um artigo científico?

Se você participar da iniciação científica e tiver interesse em escrever esse tipo de trabalho, não pode faltar uma rotina de estudos organizada. Afinal, são várias etapas que devem ser seguidas. Uma dica é colar no método GTD, que te ajuda no planejamento e na hora de colocar a mão na massa.

O primeiro passo pra produzir um artigo científico é encontrar uma questão de pesquisa. A escrita não acontece só pela pura vontade do autor (pesquisador ou aluno), como um poema ou uma redação, mas de alguma dúvida a partir da qual dá pra encontrar possíveis respostas.

Uma questão de pesquisa pode ser uma pergunta. Pensa só: como personagens femininas são retratadas na obra de Machado de Assis? Pode ser também um tema que ninguém nunca explorou ou pouco conhecido, como “quais características de saúde podem deixar alguém mais vulnerável ao novo coronavírus?”.

Também pode ser a confrontação de algum achado científico anterior. O que queremos explicar é que a questão de pesquisa não é simplesmente o “tema” do artigo, mas o ponto inicial da pesquisa.

Em geral, artigos são resultados de pesquisas científicas, totais ou parciais. Assim, as questões e o delineamento do estudo já estão definidos muito antes de se escrever o trabalho pra publicação. Deu pra entender?

Qual é a estrutura de um trabalho científico?

A estrutura de um artigo científico varia de acordo com cada veículo em que ele será publicado, os chamados periódicos. De forma geral, deve contar com:

  • título;
  • resumo;
  • introdução;
  • revisão bibliográfica;
  • objetivo;
  • método;
  • resultados;
  • discussão;
  • conclusão;
  • referências.

Entre as características do artigo científico, o título precisa apresentar o que o texto fala de um jeito bem conciso e objetivo. Já o resumo traz a síntese de todo o trabalho, incluindo até as conclusões. Diferentemente de outras produções escritas, como um artigo de opinião, os resultados são apresentados logo de cara, porque servem pra indicar se outros pesquisadores vão ter interesse ou não nessa leitura.

A introdução tem a função de colocar a questão da pesquisa, e a revisão bibliográfica é a reunião de estudos anteriores sobre aquela temática.

Um artigo também deve definir seu objetivo, ou seja, apresentar quais são as perguntas que se quer responder. Por fim, a metodologia fala do referencial teórico do pesquisador e a forma como ele vai analisar os resultados.

Resultados

Os resultados são a parte principal do artigo, em que o autor fala do que descobriu ou concluiu de mais importante. Mas não é tão simples: os dados precisam de análises por parte do pesquisador, o que é feito na discussão dos resultados.

O trabalho termina com as conclusões que, mesmo tendo esse nome, não é o fim da linha. Uma pesquisa sempre traz resultados que dão ideia pra outras questões de pesquisa. Pensa que acabou? Que nada! Pra fechar de vez o artigo, é preciso ainda indicar as publicações científicas que foram utilizadas como referências pra esse trabalho acadêmico.

Rigor metodológico

Vale saber que o rigor metodológico da pesquisa científica não é uma exigência sem sentido: ele garante que o conhecimento apresentado não seja uma simples opinião do pesquisador.

A ciência procura descrever a forma como o mundo funciona e não pode se apoiar em senso comum ou na visão pessoal de cientistas, né? Aí que surgem as normas metodológicas pra validar o conhecimento que é produzido.

Por que publicar?

Se você ainda está na faculdade pode pensar: será que vale a pena produzir e publicar um artigo científico? Então, se liga neste pensamento: quando você divulga sobre o que pesquisou pra sociedade, contribui pra discussão de ideias e do avanço da ciência. Olha só a importância!

Com a publicação, você enriquece seu currículo, o que pode ser interessante na hora de buscar um emprego ou estágio. Aqui na Pitágoras, além do incentivo a essas produções, ainda temos a parceria exclusiva com o Canal Conecta, que te ajuda na conquista de uma boa vaga no mercado.

Isso sem falar que um artigo publicado conta pontos pra prova de títulos de um concurso no Brasil. Também tem um papel importante pra entrar em programas de pós-graduação, principalmente as do tipo stricto sensu, como o mestrado e doutorado.

Se você quer contribuir para o avanço da ciência ainda na faculdade e mandar bem nos estudos e pesquisas de determinada área, precisa escrever e publicar um artigo científico. É uma experiência que pode abrir portas no mercado de trabalho e também ser o primeiro passo pra quem sonha em ser professor ou pesquisador universitário.

Pra escrever um artigo de qualidade, é necessário escrever bem. Por isso, apresentamos também alguns passos pra melhorar sua comunicação escrita! Não perca!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

pep

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.