Arquitetura ou Engenharia: qual a diferença entre os cursos?

arquiteturaouengenhariaqualadiferencaentreoscursos

Na hora de escolher uma faculdade, muitos fatores são responsáveis por dificultar o processo de tomada de decisão. No caso de quem fica em dúvida entre optar por Arquitetura ou Engenharia Civil, o principal motivo costuma ser a existência de semelhanças entre os cursos e as carreiras.

Contudo, o fato é que, apesar de haver alguns elementos em comum, as diferenças são bastante significativas. Assim, analisar as duas alternativas com cuidado é fundamental para fazer uma escolha consciente e ingressar no ensino superior.

Pensando nisso, preparamos este post para ajudar você a entender como cada uma dessas graduações funciona e em que suas respectivas carreiras se diferenciam. Ficou curioso? Então, continue conosco e boa leitura!

Como funciona a faculdade de Arquitetura?

O curso superior em Arquitetura e Urbanismo é uma formação do tipo Bacharelado com 5 anos de duração. Seu objetivo é formar profissionais capazes de projetar espaços urbanos e intervir em espaços existentes, levando em conta seu aspecto estético, mas sem deixar de lado o conforto, a segurança e a funcionalidade.

Para tanto, a grade curricular dessa graduação inclui desde conteúdos mais básicos, como Cálculo, Física, Geometria e História da Arte até disciplinas específicas da área de Arquitetura. A seguir, listamos algumas delas:

  • Conforto Ambiental;
  • Desenho Arquitetônico;
  • História da Arquitetura e Urbanismo;
  • Instalações e Equipamentos;
  • Materiais de Construção;
  • Perspectiva;
  • Planejamento Urbano e Regional;
  • Processos Construtivos;
  • Projeto Paisagístico;
  • Resistência dos Materiais;
  • Sistemas Estruturais;
  • Topografia.

Arquitetura e Urbanismo é um curso em que ocorre uma interessante mistura de conteúdos das áreas de Ciências Humanas, Exatas e das Artes. Isso porque, embora a criatividade seja um recurso indispensável para o desenvolvimento de projetos arquitetônicos, é preciso fazer cálculos para elaborar os desenhos de acordo com as normas. Atividades como a execução de maquetes também fazem parte da formação de um arquiteto.

Além disso, a faculdade de Arquitetura prepara o profissional para exercer funções que vão muito além da concepção do s espaços urbanos. Escolher os materiais a serem utilizados na obra e gerenciar a execução dos serviços em uma construção são apenas alguns exemplos de outras atividades que são ensinadas ao longo do curso.

Como funciona a faculdade de Engenharia?

Assim como a faculdade de Arquitetura, a de Engenharia Civil também é um Bacharelado com duração de 5 anos. Porém, ainda que seja mais uma formação voltada para a área da construção civil, a Engenharia tem como foco não o lado estético, mas sim o aspecto estrutural das construções.

Por esse motivo, a grade curricular tem uma presença mais forte dos conteúdos da área de Ciências Exatas, como:

  • Cálculo Diferencial e Integral;
  • Física Geral e Experimental;
  • Geometria Analítica e Álgebra Vetorial;
  • Química e Ciência dos Materiais.

No entanto, não pense que os cálculos se limitam a essas disciplinas. Eles continuam presentes, desde conteúdos que a Engenharia tem em comum com a Arquitetura, como Topografia e Resistência dos Materiais, até os específicos do curso. Na lista abaixo, confira alguns deles.

  • Estradas;
  • Estruturas de Concreto Armado;
  • Estruturas de Madeira e Estruturas Metálicas;
  • Fundações;
  • Gestão de Obras e Projetos;
  • Gestão e Saneamento Ambiental;
  • Hidráulica e Hidrometria;
  • Instalações Elétricas;
  • Instalações Hidrossanitárias;
  • Materiais de Construção Civil;
  • Mecânica dos Solos;
  • Mineralogia e Geologia;
  • Tecnologia das Construções.

Além de conteúdos como esses, o curso ainda inclui disciplinas em que o futuro engenheiro precisa praticar a habilidade de desenhar, como Desenho Técnico e Projeto Arquitetônico para Engenharia Civil. Com tamanha variedade de conteúdos, essa faculdade consegue preparar profissionais capazes de atuar em vários setores ligados à área da construção civil.

Quais as principais diferenças entre as duas carreiras?

De modo geral, podemos afirmar que, enquanto o arquiteto se preocupa com a melhor forma de aproveitar os espaços, o engenheiro pensa em como eles serão construídos. Assim, é evidente que essas duas profissões se complementam e precisam andar juntas para que excelentes projetos sejam desenvolvidos e executados.

Para quem não consegue decidir se deve estudar Arquitetura ou Engenharia Civil, é interessante observar as diferenças entre os campos de atuação disponíveis para cada área, pois elas são bastante distintas. Na lista a seguir, veja os principais caminhos para os arquitetos:

  • projetos arquitetônicos: tanto para construções quanto para reformas, desde o planejamento dos espaços até o acompanhamento da obra;
  • planejamento urbano: voltado para projetos de espaços públicos, como bairros e cidades;
  • paisagismo: cuida da harmonia entre o meio ambiente e o ser humano, em locais como praças, parques e jardins residenciais;
  • restauro de edificações: é uma área voltada para a recuperação de construções antigas, como é o caso dos prédios que são parte do patrimônio histórico;
  • design de interiores: cuida da forma como os espaços internos serão ocupados, incluindo a criação do mobiliário e o planejamento da iluminação do local.

Agora, observe como as áreas de atuação para o engenheiro são diferentes das citadas acima:

  • construção civil: inclui projetos de Engenharia Civil, além do gerenciamento e da fiscalização de todas as fases da obra;
  • cálculo estrutural: área fundamental para garantir a estabilidade das estruturas das edificações;
  • orçamento e planejamento: ocupa-se da elaboração de orçamento para captação de recursos financeiros que viabilizam a obra;
  • estradas: área voltada para o planejamento e execução de sistemas de transportes;
  • geotecnia: é o campo que estuda o solo em que uma obra será executada;
  • saneamento: cuida de projetos e obras de saneamento básico, como redes de captação e distribuição de água, coleta de esgoto e drenagem pluvial.

Vale mais a pena cursar Arquitetura ou Engenharia Civil?

Diante das particularidades desses cursos e das possibilidades que as carreiras reservam, estudar Arquitetura ou Engenharia Civil é uma decisão que depende bastante dos objetivos de cada pessoa. Algumas têm o perfil do engenheiro, enquanto outras combinam mais com a profissão de arquiteto. Porém, ambas as áreas são relevantes para a sociedade e precisam de profissionais talentosos e dedicados.

De acordo com a lei nº 4.950-A, de 22 de abril de 1966, que regulamenta a remuneração dos profissionais de Engenharia e Arquitetura, o piso salarial dessas categorias deve ser de 6 salários mínimos. Assim, essas profissões também valem a pena financeiramente.

Por fim, é importante ressaltar que, depois de escolher Arquitetura ou Engenharia Civil, ou até mesmo outro curso, selecionar uma boa instituição de ensino também é fundamental para obter uma formação de qualidade. Professores capacitados, excelente infraestrutura e o reconhecimento do Ministério da Educação (MEC) são fatores que fazem muita diferença — e tudo isso você encontra aqui na Pitágoras. Então, escolha a sua graduação e transforme o seu futuro profissional!

Quer uma dica para já começar a se preparar para a vida acadêmica? Leia o nosso post sobre Aula de Cálculo e descubra o que fazer para não ter medo dessa disciplina!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Powered by Rock Convert

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.